Favoritos de 2014 (em construção)

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

O Menino de Boa Esperança, de Sérgio Douglas

Autor: Sérgio Douglas 
Editora: Autografia
Ano: 2017
Páginas: 282
*Exemplar recebido em parceria com a editora
Sinopse: O romance conta a história de um garoto da periferia do Rio de Janeiro que lutou para vencer a barreira da miséria. Filho de mãe solteira, o rapaz não teve referencias familiares em que pudesse se inspirar. Ao longo da vida, foi conhecendo pessoas e passando por situações que o fizeram acreditar que tinha inteligência suficiente para conseguir ir longe. Dotado de uma determinação implacável, este herói popular teve a audácia de determinar claramente, ainda na adolescência, seus ambiciosos objetivos pessoais. Munindo-se de muita coragem, força de vontade e fé no que não podia ver, ele usou toda sua garra e talento para deixar de lado os mais duros empecilhos da vida e tornar-se um homem realizado

Neste livro vamos conhecer a trajetória de vida do próprio autor Sérgio Douglas, um carioca de Nova Iguaçu na Baixada Fluminense que viveu sua vida toda em um barraco com seus familiares, até que com muita força de vontade e amor pelo conhecimento, acabou se tornando consultor financeiro de um dos maiores bancos do país.

Em O Menino De Boa Esperança, o autor narra de forma romanceada e sob o pseudônimo de Francisco Luiz, a história de vida de sua família, desde sua avó que teve que fugir de casa ainda muito nova para se livrar dos abusos do próprio pai; sua mãe que também sofria bastante violência por parte de seu padrasto até seu amor pelo conhecimento, que acabou o levando ao sucesso profissional. 


terça-feira, 17 de outubro de 2017

Provence, de Bridget Asher

Resultado de imagem para provence o lugar onde se curam corações partidos
Autora: Bridget Asher
Subtítulo: O lugar onde se curam corações partidos
Título original: The Provence Cure for the Brokenhearted
Editora: Novo Conceito
Ano: 2017
Páginas: 368
Skoob | Goodreads
*Exemplar recebido em parceria com a editora.
Sinopse: A vida de Heidi com o filho Abbot tornou-se um jogo para manter viva a memória de Henry, bom pai e marido exemplar. Manter uma vida normal em um mundo em que Henry não existe mais está cada dia mais complicado. Heidi precisa lidar com o filho que se tornou um verdadeiro maníaco por limpeza e com a sobrinha Charlotte, uma adolescente problemática. Uma casa em Provence, na França, que pertence à família de Heidi há gerações, é rica em histórias de amor e surpreendentes coincidências. Heidi e sua irmã mais velha, Elysius, passavam os verões lá quando crianças, com sua mãe. Mas a casa, as lembranças e os segredos de Provence haviam ficado no passado, mas agora, com o incêndio na propriedade, a casa precisa ser salva por Heide. Ou será que é Heide que precisa ser salva pela casa? Uma história de recomeço, amor e esperança em face à perda, onde uma pequena casa na zona rural do sul da França parece ser a responsável por curar corações partidos há anos.
"Toda boa história de amor tem muitos outros amores
escondidos dentro dela."

Heidi tinha uma vida perfeita ao lado de Henry, seu marido, e o pequeno Abbot, filho do casal. Ele um excelente cozinheiro e ela uma confeiteira conhecida em toda região por seus bolos fantásticos. Mas isso foi antes. Antes do acidente que levou Henry e deixou um terrível vazio na família. Agora, dois anos depois da morte de seu marido, Heidi tenta com toda a garra não deixar sua memória morrer, e todos os dias faz com que seu filho se lembre do amor que seu pai sentia por ele e todas as coisas boas que fizeram juntos.

A família de Heidi se preocupa com ela, pois desde o acidente ela passou a esquecer os compromissos, passar muito tempo sozinha e parou de fazer o que mais gostava, confeitar. Sua mãe e sua irmã insistem, então, que ela vá para Provence, na França, onde fica a casa de veraneio da família, que pegou fogo e precisa de reparos urgentes. Parece a oportunidade perfeita para ela sair um pouco da rotina que estabeleceu com o filho, um verão de oportunidades, uma aventura. A ideia não chega muito bem aos ouvidos de Heidi, mas ela aceita a viagem.


A Cidade das Máscaras, de Genevieve Cogman

Resultado de imagem para masked city genevieve cogmanAutora: Genevieve Cogman
Título original: The Masked City
Série: A Biblioteca Invisível #2
Editora: Morro Branco
Ano: 2017
Páginas: 400
Skoob | Goodreads
*Exemplar recebido em parceria com a editora
Sinopse: Irene está trabalhando como espiã em uma Londres Vitoriana, coletando importantes livros de ficção para a misteriosa Biblioteca, quando Kai é sequestrado. A origem enigmática de seu assistente significa que ele tem aliados e inimigos igualmente poderosos, e seu sequestro só pode significar uma coisa: guerra entre as forças da ordem e do caos, capaz de destruir mundos inteiros. Para manter a humanidade longe do fogo cruzado – e salvar Kai de uma morte certa –, Irene terá que fazer aliados duvidosos e viajar até as profundezas de uma Veneza repleta de magia negra e estranhas coincidências, onde é sempre Carnaval. Lá, ela precisará lutar, mentir e chantagear seres poderosos. Ou enfrentar consequências fatais.
A Cidade das Máscaras é o segundo livro de uma série.
Esta resenha pode apresentar alguns fatos ocorridos no primeiro livro,
porém nada que possa atrapalhar sua futura leitura.

Irene é uma espiã da Biblioteca, uma associação secreta que visa recuperar (às vezes roubar) primeiras edições de livros de ficção, o que por muitas vezes colocou sua vida em risco. Em sua última missão ela enfrentou sua cota de vilões e ficou marcada por essas experiências, que também levaram a Biblioteca a fazê-la estender sua estadia em Londres com o seu aluno e protegido, Kai.

Essa Londres alternativa continua perigosa, boa parte dela dominada pelos féericos e criaturas sobrenaturais, como vampiros e lobisomens. As missões de Irene e Kai continuam arriscadas, mas nada além. Até que alguns eventos inexplicáveis antecedem algo que, dali para a frente, mudaria por completo a situação de ambos. Kai é sequestrado, e agora Irene, com a ajuda de seu amigo detetive Vale, precisam agir.

A ajuda para resgatar Kai vem de onde eles menos esperam, e de quem menos confiam: do féerico Lorde Silver, que já tinha mostrado seu poder de ilusão e magia sobre Irene em outras oportunidades. Silver tem suas próprias razões para querer a liberdade de Kai, ou melhor, pelos eventos que irão anteceder sua libertação.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Perto o Bastante para Tocar, de Colleen Oakley

Resultado de imagem
Autora: Colleen Oakley
Título original: Close Enough to Touch
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2017
Páginas: 350
Skoob | Goodreads
*exemplar recebido em parceria com a editora 
Sinopse: Jubilee Jenkins é uma jovem com uma condição médica rara: ela é alérgica ao toque de outros humanos. Depois de uma humilhante experiência de quase morte na escola, Jubilee tornou-se uma reclusa, vivendo os últimos nove anos nos confins da pequena Nova Jersey, na casa que sua mãe deixou quando fugiu com um empresário de Long Island. Mas agora, sua mãe está morta, e, sem seu apoio financeiro, Jubilee é forçada a sair de casa e encarar o mundo do qual tem se escondido - e as pessoas que o habitam.Uma dessas pessoa é Erik Keegan, um homem que acabou de se mudar para a cidade por causa de seu trabalho e que está lutando para descobrir como sua vida saiu dos livros. Até que um dia, ele conhece uma mulher misteriosa chamada Jubilee...
Neste livro vamos conhecer a história de Jubilee Jenkins, uma jovem que foi abandonada pelo pai e que perdeu a mãe recentemente; Jubilee é alérgica ao contato com outros seres humanos e, por esse motivo, desde que precisou deixar a escola aos dezesseis anos depois de quase ter morrido, ela vive reclusa em casa, não tem amigos e juga que nunca os terá. 

Ate que, com a morte de sua mãe, sua situação financeira acaba se complicando e ela tem que se virar para conseguir sobreviver. Nesse meio tempo ela conhece Eric Keegan, um homem divorciado, pai de uma adolescente que se recusa a ver ou falar com ele desde o divórcio, e pai adotivo de Aja, um garoto problemático que perdeu seus pais vítimas de um acidente aéreo; e a partir desse encontro a vida de Jubilee irá mudar de forma inimaginável.


sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Fotografando o Livro || Kindred: Laços de Sangue | Editora Morro Branco || Detalhes da edição de luxo

Olá leitores! Já faz um tempo venho querendo abrir uma nova série de posts aqui no Leitora Voraz. Como vocês já devem ter visto, começamos uma série sobre leitura em inglês (aqui), e hoje vamos iniciar a série Fotografando o Livro, postagens onde vou compartilhar, em fotos, detalhes de algumas edições de alguns livros. Para abrir essa nova série de posts eu escolhi nada menos que um dos lançamentos mais aguardados do ano para mim, e com certeza um livro muito aguardado também para milhares de leitores brasileiros, já que essa autora nunca tinha sido publicada em nosso país antes. Estou falando do livro Kindred, Laços de Sangue, da autora Octavia E. Butler, conhecida mundialmente como A Grande Dama da Ficção Científica.

O livro foi lançado em duas edições: uma mais simples, em brochura, e outra de luxo para colecionadores, com capa dura e conteúdo extra. A editora Morro Branco, em parceria com o blog, gentilmente nos enviou a edição especial para resenha, mas fiquei tão encantada quando recebi o livro que resolvi trazer também esse post, antes da resenha em si.

Sinopse: Em seu vigésimo sexto aniversário, Dana e seu marido estão de mudança para um novo apartamento. Em meio a pilhas de livros e caixas abertas, ela começa a se sentir tonta e cai de joelhos, nauseada. Então, o mundo se despedaça. Dana repentinamente se encontra à beira de uma floresta, próxima a um rio. Uma criança está se afogando e ela corre para salvá-la. Mas, assim que arrasta o menino para fora da água, vê-se diante do cano de uma antiga espingarda. Em um piscar de olhos, ela está de volta a seu novo apartamento, completamente encharcada. É a experiência mais aterrorizante de sua vida... até acontecer de novo. E de novo. Quanto mais tempo passa no século XIX, numa Maryland pré-Guerra Civil – um lugar perigoso para uma mulher negra –, mais consciente Dana fica de que sua vida pode acabar antes mesmo de ter começado.

Skoob | Goodreads || 448 páginas || Amazon

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Lendo em Inglês - Introdução | Como e por onde começar? || Uma Leitora Voraz


"If you genuinely want something, don’t wait for it — teach yourself to be impatient."
_Gurbaksh Chahal

Olá, leitores! Já faz um tempo que quero trazer esse post aqui pro blog, mas tive meus motivos para adiá-lo, e o principal é que eu queria ler algumas obras antes de falar sobre o assunto. Eu fiz um curso de inglês em 2015 que não deu muito certo; foi basicamente um ano tendo aulas uma vez por semana, 2 horinhas apenas. Aprendi muita coisa por lá, mas nada além do básico, e as aulas focavam bastante no listening, a prática de ouvir as lições em inglês.

Depois desse curso (saí antes de atingir o intermediário), passei alguns meses apenas revisando tudo o que tinha visto até ali, o que não era muito. Então ano passado (2016) eu entrei para a universidade e vi que algumas leituras seriam em inglês e que, surpreendentemente, eu conseguia entender boa parte dos textos e não ficava tão perdida quanto imaginei que ficaria; resolvi então voltar às aulas, mas agora por conta própria e em casa. Não vou preencher esse post com métodos e com minha rotina de estudos, pois cada um tem seu tempo, suas necessidades e suas metas.

Voltando para essas aulas (que mais consistiam em pesquisas e no hábito adquirido de assistir vídeos e séries com áudio original sem legenda), minha leitura melhorou muito, e então resolvi dar um outro passo e pegar um livro, um romance em inglês para ler. Fiquei com muito medo de não entender nada e cair na frustração (logo falarei sobre isso), mas peguei um livro que queria muito ler e enfim iniciei a leitura.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

No Reverso do Viés, de Amélia Alves

Resultado de imagem para No reverso do viésAutora: Amélia Alves
Editora: Ibis Libris
Ano: 2015
Páginas: 116
Skoob
*Recebido em parceria com a Oasys Cultural
Sinopse: "No reverso do viés" é o 4º livro de Amélia Alves, poeta e educadora, nascida em Campos dos Goytacazes, RJ, graduada em Letras, em Português-Inglês, pela Faculdade de Filosofia de Campos (UNIFLU). Mestre em Educação pela UERJ, publicou Vácuo e paisagem (Grupo Uni-verso, 1978), Atrás das borboletas azuis (Oficina do Livro, 2005), e o vol. 49 da coleção 50 Poemas escolhidos pelo autor (Galo Branco, 2009). O livro recebeu o 2º lugar no Concurso Internacional de Literatura da UBE-RJ, do Prêmio Pizarro Drummond, em 2009, na categoria poesia de livros inéditos. Prefaciado por Olga Savary e ensaio de Ivan C. Proença.
Escrever é traduzir-me ou optar
por um momento fortuito de mim pra mim
ou dividir-me entre ser e ter.
"Escritura"

Ao iniciar a leitura de um livro de poesia eu sempre dedico um tempo a pesquisar sobre o poeta. Sabendo um pouco de sua vida eu consigo visualizar melhor sua obra. Ao pegar No Reverso do Viés para ler eu fiquei um pouco apreensiva, pois foi em uma época em que eu li muitos livros do gênero; resolvi então esperar um tempo até iniciar a leitura, pois assim conseguiria aproveitar a obra da melhor forma. E foi o que aconteceu.

No Reverso do Viés, da poetisa e educadora Amélia Alves é um livro todo bonito, desde a edição ao conteúdo em si. Logo no inicio do livro temos um prefácio incrível da escritora Olga Savary, onde ela fala sobre poesia com as seguintes palavras "Poesia tem de ter carne, sangue, suor e lágrimas, prazer e dor, mais a perplexidade, sendo básico desvelar uma reflexão filosófica." Algumas linhas depois, continua: "Para tentar entender um poema faz-se necessário ler este mesmo poema um sem número de vezes. Porque a cada leitura, ele é um poema novo em folha, renovado." Ler esse prefácio (e aqui deixo registrada a importância de fazê-lo), me fez ler o livro com novo entusiasmo, com um olhar mais aguçado e ao mesmo tempo despretensioso, até porque é certo que irei reler todo o livro, e a cada releitura, como bem diz Savary, o poema se renova.