Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 20 de julho de 2017

A Chave para a Salvação, de Elton Moraes | Futuro Renegado #2

Autor: Elton Moraes
Duologia: Futuro Renegado, livro 2 de 2
Editora: Publicação Independente
Ano: 2017
Paginas: 550
Skoob | Amazon 
*E-book recebido em parceria com o autor
Sinopse: Após os acontecimentos de Entre Escolhas e Consequências, o que se esperava era paz, entretanto, dois ataques súbitos e uma doença degenerativa desmancham o sonho de liberdade. Diante de uma conspiração, a comunidade LGBT se perguntará: o espetáculo ainda está em andamento? Não existe certo ou errado e, agora, o destino está nas mãos de quatro pessoas: Mirian Velásquez convoca Lya Morris para descobrir a verdade, ao mesmo tempo em que precisa lutar para sobreviver; Ranna Roberts é confinada em uma antiga Base de Estudos, onde desvendará uma trama nos bastidores por meio de memórias que não são suas; Natanael Ferraz, culpado de espionagem, vê-se forçado a fugir mais uma vez, agora de seu próprio povo, enquanto tenta manter a lucidez.
Após a Batalha Dos Mil Poderes, tudo pelo que Natanael e seus amigos esperavam um pouco de paz, mas eles só encontram mais guerra por onde passam.

E como se a perseguição politica não fosse o bastante, dois ataques repentinos e uma doença degenerativa surgem para acabar com os sonhos da comunidade LGBT ao redor do mundo. Eles então se vêem frente a frente à uma conspiração e só o que lhes resta é travar a maior e mais importante batalha de suas vidas para que possam finalmente ser livres para ser quem são.

A Chave Para a Salvação, desfecho da duologia Futuro Renegado do autor nacional Elton Moraes, é um livro cheio de ação, conspiração política e reviravoltas surpreendentes e de tirar o fôlego.
"[...] nosso presente é desestruturado [...] e é construído em cima da divisão. Divisão de valores, de famílias, de pessoas. Divisão cada vez maior em nossa comunidade já partida e estraçalhada por décadas. E é essa divisão que nos fraturará para sempre se nada fizermos. Divididos cairemos, e o futuro a nós será negado". 

terça-feira, 18 de julho de 2017

Desnudo, de Thássio G. Ferreira

Autor: Thássio G. Ferreira
Editora: Ibis Libris
Ano: 2016
Páginas: 84
Skoob
*Exemplar recebido em parceria com a Oasys Cultural
Sinopse: Despido de si, o uno é sempre um outro, de maneira que somente a poesia possa deflagrar tal dinâmica de alteração e pró-criação do existente. A razão entra, sim, no cuidado de revelar a própria emoção poética, sem que a aniquile quando consumada na forma-poema. Dessa consciência, Thássio G. Ferreira se vale: maneja ferramentas sonoras, rímicas, rítmicas. Entre aliterações e assonâncias, não joga as palavras, nem somente joga com elas. O poeta se joga, sim, à palavra como quem “se entrega ao sol do mundo”. Prefácio de Igor Fagundes.

É sempre difícil para mim falar sobre os livros de poesia que leio, pois nem sempre encontro palavras para descrever o que senti ao longo da leitura, e quando encontro geralmente não me sinto confiante de que elas irão passar ao leitor de forma clara minha experiência de leitura. Desnudo, ou melhor, (Des)nu(do), do autor carioca Thássio G. Ferreira, reúne, em uma bela edição, 49 poemas, alguns bem curtos, outros mais longos, mas todos muito belos.

Eu adoro conhecer novos autores de poesia, especialmente os brasileiros, e estou tendo ótimas surpresas com minhas últimas leituras do gênero. Não foi diferente com Desnudo e os versos que compõem os poemas aqui presentes são de uma beleza pura e simples, mas não de leitura rápida, pois é preciso ficar atento às palavras do autor e muitas vezes realizar uma releitura, para compreender melhor ou mesmo fixar esses versos na mente.

domingo, 16 de julho de 2017

A Biblioteca Invisível, de Genevieve Cogman

Autora: Genevieve Cogman
Título original: The Invisible Library
Editora: Morro Branco
Ano: 2016
Páginas: 368
Skoob
*Exemplar recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Irene é uma espiã profissional da misteriosa Biblioteca, uma organização que existe fora do tempo e espaço e que coleciona livros e manuscritos de diferentes realidades. Junto com seu enigmático assistente Kai, ela é enviada para uma Londres alternativa com a missão de recuperar um perigoso livro. Mas quando chegam, ele já foi roubado. As principais facções do submundo londrino estão prontas para lutar até a morte para achá-lo, e a missão de Irene é dificultada pelo fato de que o mundo está infestado pelo Caos - as leis da natureza foram distorcidas para permitir a existência de criaturas sobrenaturais e mágicas imprevisíveis. Enquanto seu novo assistente guarda seus próprios segredos, Irene logo se vê envolvida em uma aventura repleta de ladrões, assassinos e sociedades secretas, onde a própria realidade está em perigo e falhar não é uma opção.

A Biblioteca Invisível é um livro de fantasia onde acompanhamos Irene, uma Bibliotecária que recebe uma missão aparentemente fácil, mas só aparentemente. Sua próxima aventura será recuperar um livro raro dos irmãos Grimm que pode ser essencial para a Biblioteca, e para isso contará com um assistente, Kai, que está há 5 anos estudando ali e precisa de treinamento em campo. O problema é que o mundo alternativo para onde foram mandados está contaminado pelo Caos; e com isso queremos dizer que a Londres para onde foram enviados está sob influência de magia, feitiçaria, criaturas feéricas e outros tantos seres sobrenaturais que já conhecemos pelos livros de fantasia que lemos.

Irene já esteve em situações semelhantes antes, mas nunca em uma tão crítica; sua missão se torna muitas vezes mais difícil quando descobre que o livro que foi buscar tinha sido roubado, e seu dono (um vampiro colecionador de obras raras), friamente assassinado. Uma investigação teve início, e as evidências apontam para facções do submundo londrino totalmente imprevisíveis e cruelmente instáveis; além da autoridade local, um excêntrico detetive particular está cuidando do caso, e Irene e seu assistente terão que se associar a ele se quiserem ir em frente com sua missão. Mas será que é seguro confiar em alguém naquele lugar?
"Só queria, como sempre quisera, um bom livro para ler. Ser caçada por cães infernais e explodir coisas eram partes comparativamente sem importância do seu trabalho. Obter os livros, ah, isso sim era o que realmente a interessava."

sábado, 15 de julho de 2017

O Sniper Paciente, de Arturo Pérez-Reverte

Autor: Arturo Pérez-Reverte
Titulo Original: El Francoatirador Paciente
Editora: Record
Ano: 2017
Paginas: 224
*Exemplar recebido em parceria com a editora
Sinopse: Lex, doutora em história da arte e especialista em arte urbana, recebe uma ligação de um editor com uma oferta de trabalho tentadora: localizar o grafiteiro Sniper e lhe apresentar uma proposta irrecusável, que envolve fama e fortuna incalculáveis. Porém, existe um problema. A identidade do maior grafiteiro que o mundo já viu, com trabalhos espalhados por toda a Europa e até mesmo pela América, capaz de mobilizar multidões de artistas urbanos ao propor desafios que envolvem intervenções artísticas urbanas em lugares arriscados, é completamente desconhecida, e ninguém sabe seu paradeiro. Por isso Lex precisa percorrer diversas cidades europeias na tentativa de encontrar um dos homens mais famosos e menos acessíveis do mundo.

Neste livro vamos acompanhar a busca incansável de Alexandra Varella, ou simplesmente Lex, uma doutora em historia da arte e especialista em arte urbana, por Sniper, um grafiteiro tão misterioso quanto famoso. Contratada por um importante editor de livros de arte, ela precisa descobrir a real identidade desse homem e apresentar a ele uma proposta irrecusável que lhe dará ainda mais fama e fortuna.

Lex vai atrás de pistas do paradeiro de Sniper, mas não é nada fácil, pois ele nunca deixa rastros nos lugares por onde passa; ela então se lança numa complexa rede de leis e códigos da arte urbana, não só em em Madri onde mora, mas também em Lisboa, Verona e Nápoles, por muitas vezes correndo perigo de vida. Durante sua jornada, Lex encontra várias pessoas peculiares que a ajudarão a montar o quebra-cabeça do paradeiro e identidade do grafiteiro misterioso. 

O Sniper Paciente, do autor espanhol Arturo Pérez-Reverte, é um livro extremamente surpreendente e instigante sobre o que verdadeiramente é arte, crítica a sociedade capitalista e vingança.
- [...] No fundo, ninguém quer saber quem ele é. Seria decepcionante dar uma cara é um nome para ele. Assim, cada um pode imaginar o Sniper como bem entender. Colaborando com o segredo, todo mundo se sente parte dele. Sniper é uma lenda porque os grafiteiros precisam de lendas desse tipo. E mais ainda nesses tempos de merda.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Lista | Livros Imperdíveis Disponíveis no Kindle Unlimited


Olá, leitores! Vocês já conhecem a Amazon, não conhecem? É aquele site lindo e maravilhoso que leva todo nosso dinheiro em época de descontos e promoções. Na minha opinião essa hoje é a melhor forma de comprar livros com o menor preço, pois quando eles fazem promoções ou colocam certos livros com desconto, eles realmente diminuem legal o preço da obra, tanto as edições em português quanto as importadas, que eles também disponibilizam no site.

Ok, sei que a maioria aqui já conhece a Amazon e já comprou algum livro por lá, então vocês já devem conhecer o Kindle, e por associação conhecer também o Kindle Unlimited, que nada mais é que um plano mensal com o custo de certo valor que possibilita aos usuários o aluguel de e-books para ler em seu dispositivo, ou no aplicativo no celular.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Lançamento | A Ilusão do Tempo, de Andri Snaer Magnason

A Editora Morro Branco traz mais um livro incrível para seu catálogo neste mês de Julho. A Ilusão do Tempo, do autor islandês Andri Snaer Magnason, foi publicado em mais de  30 países e possui uma  premissa muito curiosa. Segue a capa e sinopse:


Sinopse:
Quando as coisas não vão nada bem e os economistas preveem uma enorme crise financeira, a família de Vitória – assim como o resto do mundo – decide se esconder em suas misteriosas caixas pretas à espera de tempos melhores. No entanto, após vários anos, a caixa de Vitória se abre e a menina se vê em uma cidade em ruínas. Sem rumo, ela caminha por prédios e ruas tomadas por florestas e animais selvagens, até chegar à uma casa onde crianças se reúnem em torno de uma senhora para ouvir a história de um rei ganancioso que conquistou o mundo, mas desejava conquistar o tempo. Para poupar sua bela princesa dos dias escuros e sombrios, normais ou sem valor, ele a coloca em uma caixa mágica transparente como cristal, mas feita de uma seda de teia de aranha tão densa que o próprio tempo não consegue penetrar. Vitória aos poucos percebe uma conexão entre sua própria história e a do reino mágico. Junto com seus novos amigos, ela precisa encontrar uma forma de consertar o mundo antes que seja tarde demais.
“Nunca vi uma história em que aventura, ficção científica, conto de fadas e drama contemporâneo estivessem tão bem amarrados, tudo ao mesmo tempo. É realmente elegante e cheio de surpresas” - Modspor

terça-feira, 4 de julho de 2017

Inventei Você?, de Francesca Zappia

Autora: Francesca Zappia
Título original: Made You Up
Editora: Verus
Ano: 2017
Páginas: 346
*Exemplar recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Alex está no último ano do ensino médio e trava uma batalha diária para diferenciar realidade de ilusão. Armada com uma atitude implacável, sua máquina fotográfica, uma Bola 8 Mágica e sua única aliada — a irmã mais nova —, ela declara guerra contra sua esquizofrenia, determinada a permanecer sã o suficiente para entrar na faculdade. E Alex está bem otimista com suas chances, até se deparar com Miles. Será mesmo aquele garoto de olhos azuis com quem ela compartilhou um momento marcante no passado? Mas ele não tinha sido produto da sua imaginação? Antes que possa perceber, Alex está fazendo amigos, indo a festas, se apaixonando e experimentando todos os ritos de passagem tipicamente adolescentes. O problema é que ela não está preparada para ser normal. Engraçado, provocativo e emocionante, com sua protagonista nada confiável, Inventei você? vai fazer os leitores virarem as páginas alucinadamente, tentando decifrar o que é real e o que é invenção de Alex
O gênero jovem adulto é um dos que mais li exemplares e, por isso, é fácil identificar quando um autor não coloca nada novo na trama, ou segue uma fórmula já muito usada (não deixa de ser bom, só não surpreende), então quando me deparo com um livro que aborda assuntos tabu ou possui algum personagem que não se encaixa nos padrões impostos pela sociedade fico imediatamente interessada pela leitura. E foi esse o caso com Inventei Você?, primeiro livro da autora estadunidense Francesca Zappia.

O livro é narrado por Alex, uma adolescente que está terminando o ensino médio e planejando entrar na universidade, só que para Alex não é só uma questão de ir bem na escola ou escrever a carta do jeito certo, é questão de se manter sã o suficiente para não ser mandada a um hospital psiquiátrico e perder então a chance de seguir com sua vida. Alex tem esquizofrenia, e mesmo com seus medicamentos, acompanhamento psicológico e uma mãe super cuidadosa, ela tem crises onde não consegue diferenciar o que é real e o que é fruto de alucinações. Para registrar cada coisa fora do comum que encontra, ela usa uma câmera e, todas as noites, revê as fotos que tirou para observar se alguma coisa mudou.