Favoritos de 2014 (em construção)

domingo, 11 de setembro de 2016

A Mulher de Preto, de Susan Hill

A Mulher de Preto
Autora: Susan Hill
Título original: The woman in black
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 208
Skoob
Sinopse: O jovem e entusiasmado Arthur encara como uma grande aventura sua primeira viagem a trabalho para Crythin Gifford, onde deve comparecer ao enterro de uma das mais importantes clientes da empresa de advocacia em que trabalha.Sem família nem amigos, tudo o que a falecida Sra. Drablow deixou foi a estranha Casa do Brejo da Enguia, um lugar inóspito, de acesso restrito pelas altas e baixas da maré, e que os habitantes do vilarejo próximo parecem dispostos a evitar a todo custo. Descartando tais temores como meras superstições, Arthur permanece inabalável em sua decisão de ir à misteriosa casa e prosseguir com seu trabalho de separar os documentos da ex-moradora. No entanto, passar a noite em uma casa envolta em névoa e cercada pelo pântano, a quilômetros do vizinho mais próximo, pode ter um efeito inesperado em um homem solitário. Sons e acontecimentos inexplicáveis suscitam o medo e a curiosidade de Arthur, que, impetuoso, decide ir a fundo na história dos estranhos eventos que rondam aquele lugar.

Já em idade avançada, Arthur Kipps resolve escrever suas memórias para explicar a seus familiares o que aconteceu no passado e que tanto o atormenta. Seu relato começa em Londres, quando era apenas um jovem advogado almejando o posto de sócio no escritório em que trabalhava, para que com o aumento de salário pudesse comprar uma casa e se casar com sua bela noiva Stella.

Para agradar seu chefe, o Sr. Bentley, Arthur não pensa duas vezes e aceita uma viagem de dois dias para o pequeno vilarejo de Crythin Gifford, para tratar dos documentos da falecida Alice Drablow, uma antiga cliente do escritório. O trabalho é simples, Arthur deveria fazer apenas duas coisas: comparecer ao funeral da Sra. Drablow e avaliar a papelada que está na, propriedade na falecida, a Casa do Brejo da Enguia. Animado com a oportunidade de provar sua eficiência, Arthur chega a Crythin Gifford animado e logo faz amizade com Samuel Daily.

“Era como se eu estivesse paralisado. Não podia suportar ficar ali, por medo, mas também não me sobravam forças no corpo para me virar e fugir, e estava mais certo do que nunca de que, a qualquer segundo, cairia morto naquele miserável pedaço de terra." 
Apesar de seu clima peculiar o pequeno vilarejo tem sua beleza, e os moradores são muito hospitaleiros, mas quando Arthur menciona sua missão no local todos o olham estranho e um clima de mistério se instala. Como qualquer outro lugar Crythin Gifford tem suas superstições, e sua lenda mais famosa é que a Casa do Brejo da Enguia é o lar de um fantasma assassino. Sem dar bola para as lendas locais Arthur não se deixa abalar pelo medo local e determinado a concluir o mais rápido possível seu trabalho, tenta contratar um ajudante. Como a cidade toda acredita que a casa é amaldiçoada ele não consegue ninguém e parte sozinho para sua jornada.

Como a Casa do Brejo da Enguia fica num terreno tomado pelo pântano, só se consegue chegar ao local com a maré baixa, que é quando se pode ver o caminho, tentar atravessar o pântano com a maré alta não é a melhor opção para quem não quer ser sugado pela areia movediça. Com esse impasse Arthur resolve se instalar na propriedade até o término do serviço.
E aí que o bicho começa a pegar...

A falecida Alice Drablow guardava até pequenas listas de compras de quarenta anos atrás. Com um volume de documentos muito maior do que esperava Arthur se vê obrigado a estender sua estadia no local.

“Eu nunca havia me visto tão preso e dominado por tamanho pavor, horror e medo do mal."
Totalmente isolada a casa parece desabitada, mas Arthur logo percebe que não está só, pois uma mulher vestida de preto começa a aparecer e atormentar o jovem advogado. Para completar o pacote diariamente ele ouve gritos de uma criança nos arredores da casa, no que seria uma charrete sendo sugada pela areia movediça.

Envolvido em uma trama sobrenatural, isolado em uma casa sem saída por causa do pântano e atormentado por um espírito, Arthur fica cada dia mais aterrorizado e desesperado por respostas.

“Apesar de meu intenso medo e choque, estava consumido pelo desejo de descobrir exatamente quem eu havia visto e como. “

Quando o filme A mulher de preto foi lançado em 2012 eu quis assistir imediatamente, tanto a história quanto Daniel Radcliffe me atraíram. - Amo filmes de terror e amo o Daniel (meu eterno Potter! ) -. Não sabia que tinha um livro até recentemente quando o comprei num pacote junto com outros livros, comecei a ler sem muito entusiasmo pois eu já sabia da história, mas me surpreendi com a leitura. Acabou sendo uma visão mais pessoal do filme.

Infelizmente senti falta de algumas coisas do filme no livro, assim como senti falta de umas coisas do livro no filme. Diferente do filme, o livro traz uma narrativa bem legal e pessoal, o que acaba nos aproximando ainda mais do protagonista e do sofrimento dele. Enfim, gostei bastante da leitura, mas confesso a vocês que achei o final do filme bem melhor.

43 comentários :

  1. Oi, flor!
    Se você achou o final do filme melhor, então posso esperar um final diferente no livro. E, confesso, isso me deixou mega curiosa! (rs) Adorei o enredo do livro, claro que conhecia pelo filme, mas acho que você talvez nem tenha notado... Sua resenha também é uma perspectiva mais pessoal desse enredo para quem só assistiu ao filme, como eu. :) Gostei disso. Faz parecer que o livro realmente vale a pena.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francine,
      adorei seu cometário.
      Beijinhos e boa leitura!

      Excluir
  2. Olá Kamylla,
    Já vi o filme e, de certa forma, a trama não me agradou muito, mas agora, lendo sua resenha, percebi que é bem provável que eu tenha perdido algo na trama e, por esse motivo, não tenha aproveitado o filme.
    A premissa do livro chamou mais minha atenção que o filme e espero ler e curtir, pois acho que a obra tem pontos bem interessantes.
    Dica anotada.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna,
      Eu gostei dos dois, mas o livro aborda algumas coisa por uma perspectiva diferente e isso o torno muito bom.
      bjs.

      Excluir
  3. Olá,
    Já tinha visto o filme e adorado, mas não sabia que existia um livro!
    Ao que me parece, o livro tem a mesma vibe, acho que vou gostar!

    ResponderExcluir
  4. Olá amore!
    Oie de cara já amei a capa do livro... mas, vamos a resenha.
    Curiosa demaisss pra conhecer a história de Arthur, parece ser uma delícia de ler. OH MY GOOD... que medo... arrepiante a parte da casa assombrada!
    Dica anotada!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Grazi,
      Espero que você goste.
      Beijokas sua fofa!

      Excluir
  5. Oi!
    Não gosto muito desse estilo de história, tanto que nunca me interessei pelo filme e nem sabia que existia um livro também. A premissa chama a atenção mas não me convenci de que seria uma trama que conseguiria me prender. Quem sabe um dia eu não o leia e acabe gostando? Fico contente que tenha gostado da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Larissa,
      Uma pena que você não goste.
      Beijinhos!

      Excluir
  6. Nossa, que obra incrível! Eu ainda não conhecia mas pelo que vi na resenha o livro tem tudo para que eu goste dele. Não sabia nem sobre o filme, mas é certeza de que só vou assistir depois de ler o livro Gostei muito de ver suas impressões sobre a obra e tomara que eu goste também. Só acho que vou gostar mais do livro que sempre tem mais detalhes que o filme.

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? :)
    Não consegui me interessar porque não é o tipo de livro que eu gosto :/ mas como você falou bem do filme, fiquei curiosa para assistir e ficar a saber um pouqinho mais sobre a história.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jéssica,
      Não tem problema minha linda! O filme também é muito bom.
      Bjs

      Excluir
  8. Eu também não fazia ideia de que tinha um livro dessa história. Aliás, nem fazia ideia do que ela se tratava até agora. Nunca tinha me interessado em ver, até porque não sou lá muito fã do Daniel. Gostei muito do suspense sobrenatural e imagino como deve ser terrível ficar preso em um lugar com um espirito te atormentando. Quero muito ler, e quem sabe depois eu passo para o filme?
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eduarda,
      Ler o livro e depois assistir o filme é a melhor opção.
      Abraço!

      Excluir
  9. Kamylla eu só olhei o filme, não conheço ainda a história do livro, mas tenho bastante curiosidade em ler e por ser de um gênero que curto muito essa curiosidades duplica! :D
    Soube que o filme tem continuação, o livro também tem?

    Beijos e até logo! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda,
      ainda não assisti A mulher de preto 2, mas pelo que vi na internet é mais uma recontagem com um elenco diferente. O livro não tem continuação.
      Beijos.

      Excluir
  10. Oie,

    O enredo é assustador. Eu me senti assistindo ao filme O chamado e o grito juntos. Deve ser bem assombroso como ela aparece a ele. Até escrevendo agora me causou arrepios até a espinha. E o mais engraçado. Essas coisas sombrias sempre tem que aparecer no pântano não é? E para completar sempre que ter uma criança para assustar de fininho com os gritos. Eu acredito que leria, só não sei se agora.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu esperava me assustar mais, mas como eu já conhecia a história por ter visto o filme, não me causou tanto impacto. Mas em algumas partes senti um peso no coração.

      Beijos!

      Excluir
  11. Olá Kamylla! Tudo bem?
    Não sou fã de histórias de terror! Não leio, não vejo e não escuto, sou medrosa assumida! Sei da existência do filme e do livro, mas não me atrevo a ver ou ler, sou muito impressionável e medrosa! Mas quanto ao seu comentário sobre o livro e o filme, quando acontece de ter livro e filme, primeiro leio, depois assisto, se for fazer ao contrario, acabo desistindo do filme no meio do caminho, pois é inevitável as comparações e quando fica muito diferente, me irrita e desisto de assistir!
    Parabéns pela resenha!
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sophia!
      Sou como você, prefiro ler primeiro e assistir depois. Há quem diga que é melhor assistir primeiro e depois ler, porque no livro você vai ter mais detalhes e tal. Comigo não rola, tenho que ler primeiro.
      Obrigada sua fofa!
      Beijinhos.

      Excluir
  12. Não cheguei a ver o filme, e também nem li o livro. Acho que estas faltas são naturais de um para outro, só acho importante que o mote principal do enredo não seja mudado. Eu não descartei a leitura do livro ainda, e espero que ele me assuste muito!!!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      E eu também espero que você se assuste.
      Bjs!!

      Excluir
  13. Oi oi Kamy,
    Se eu te disser que não conhecia nem o livro nem o filme. Você acredita?
    Então, esse livro não faz o meu gênero, por isso eu não conhecia ele. Mas nada que uma resenha como essa, não me faça conhece-lo (rs). A premissa do livro é interessante, e isso me deixou cativada/curiosa para terminar a resenha e saber mais sobre ele.

    Vou procurar pelo filme, já que percebi nos comentários que o final do filme é melhor. Mas que ro tirar minha própria opinião, então...

    P.S vou procurar pelo livro também, e espero gostar de ambos.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Alice.

      Espero imensamente que você curta os dois.
      Beijinhos.

      Excluir
  14. Oiee ^^
    Eu cheguei a ver algumas cenas do filme com a minha mãe, mas, como não gosto de terror (fujo sempre que posso do gênero, seja em filmes, livros ou séries), não o vi inteiro. Taí uma história que eu não tenho curiosidade alguma de conhecer melhor...haha' sobrenatural também não é comigo, principalmente quando misturado com terror *-* Maaas..... Fico feliz em saber que o livro te surpreendeu, apesar de não ser 100% igual ao filme, e vice-versa.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dryh,
      Eu amo terror, mas fico morrendo de medo depois. Em relação à adaptação alguns pontos sempre mudam, e adorei as mudanças que foram feitas.
      Bjs

      Excluir
  15. Olá,

    O lado ruim das adaptações é que elas não são fiéis, mas essa é a primeira vez que vejo alguém elogiando mais o final do filme que do livro.
    Não leio muitos livros do gênero, porém tenho uma certa curiosidade em relação a esse título, e essa edição com a capa do filme está muito bonita <3 hahaha.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thayenne,
      Essa capa está entre as mais bonitas da minha estante. E olhe que detesto capas dos filmes.
      Beijinhos!

      Excluir
  16. Caramba tem o livro! Eu procurei na época do lançamento mas não encontrei e agora to com medo de estragar o filme. Só pela resenha já vejo mil detalhes diferentes e se eu ler tenho quase certeza de que vou gostar mais do livro ai vou passar a ter raiva do filme, isso sempre acontece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahahhahahahahaha
      Helen, eu também pensei assim. Mas me apaixonei pelos dois.
      Beijos!

      Excluir
  17. Oi Kammyla!
    Sou louca pra ter esse livro! Já assisti o filme, e sinceramente gostei e me assustei em alguns momentos. Como eu sou mais visual, filme de terror costuma me assustar mais do que o livro. Mas creio que vou gostar dessa leitura.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nati,
      também me assusto mais com as imagens. O livro não me deu medo, mas me deixou bastante apreensiva.
      Beijos

      Excluir
  18. Já ouvi falar desse livro/filme, mas ainda não havia me interessado em saber mais sobre. Sua resenha me deixou curiosa. Um lado dele despertou meu desejo em ler ou ver o filme, outro me deixou com um pezinho atrás. Adaptações literárias sempre são diferentes dos livros, isso não há como negar. Mas o que me deixou intrigada aqui, foi você falar que gostou mais do final do filme. Não sei quando irei ler ou ver o filme, mas fiquei bem interessada.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nelmaliana,
      Muita gente ficou surpresa por eu ter gostado mais do final do filme, geralmente leitores raramente gostam mais das adaptações. Há algum tempo atrás comecei a ver filmes e livros de uma forma separada, e passei a aproveitar mais dos dois. Nesse caso em especial fui lendo e lembrando do filme e gostei bastante da mistura que minha cabeça foi fazendo (hahahahahahaha). Achei o fim do filme mais impactante, o do livro é bem forte também, mas uma simples troca de personagens deixou as coisas mais dramáticas.
      Beijinhos!

      Excluir
  19. Confesso que quando vi o lançamento do filme, não senti muita vontade de assistir, achei que ia ser mais do mesmo, mas lendo sua resenha deu vontade de sair correndo para ler o livro e até mesmo dar uma chance ao filme. Fiquei imaginando o tanto de coisa que ele encontrou esquecido nessa casa e o que os espíritos queriam, apesar de nem ter visto o filme, fiquei curiosa para saber qual o final dos dois, haha.
    Adorei sua resenha, me instigou a conhecer mais sobre o a história.
    Beijo

    http://capsuladebanca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz em ter lhe agradado Neyara!
      Beijinhos e boas leituras!

      Excluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Olá Kamylla,
    assim como você quis ver o filmes, por causa do meu eterno Potter, mas ao contrário de você morro de medo de filmes de terror. Assisto um a cada ano no máximo, e por isso ainda não assisti esse. Também não sabia que tinha um livro, e sua resenha me deixou super curiosa.
    Vou tomar coragem e ver se já tem no Netflix hahaha

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem no Netflix sim Anne. Assisti recentemente lá.
      Beijos!

      Excluir
  22. Oii, tudo bem?
    Confesso que não é tipo de leitura que eu costumo fazer, esse negócio de pantano sempre me dá um medinho kkk.
    Amei seu post. Mas a dica esta anotada para quando eu tomar coragem.
    Bjs da Mary
    Leituras da Mary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem Mary e com você?
      Fico muito feliz em ter lhe agradado.
      Beijinhos.

      Excluir

Obrigada por comentar!