Favoritos de 2014 (em construção)

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Onde Termina o Rio, de Charles Martin


Autor: Charles Martin
Título original: Where the River Ends
Editora: Record
Ano: 2010
Páginas: 442
Skoob
Sinopse: Doss Michaels nasceu e cresceu num parque de caravanas junto ao rio St. Mary e tenta sobreviver como pintor. Abigail Coleman é a única e lindíssima filha do mais poderoso senador da Carolina do Sul. Um único encontro foi suficiente para perceberem que ficariam juntos para sempre. Casaram-se rapidamente em segredo.Após quatorze anos de casamento, Abbie enfrenta uma doença terminal. Sempre a seu lado, Doss trava com ela uma terrível batalha pela vida. Quando Abbie elabora uma lista de dez coisas que gostaria de fazer antes de morrer, Doss faz tudo para ajudá-la a concretizar os seus desejos. E, antes que seja tarde demais, partem juntos para a odisséia das suas vidas. Uma última viagem rio abaixo, um antigo sonho da época de noivado, e com eles levam a lista dos últimos desejos de Abbie.

Doss e Abbie são casados há 14 anos. Ela é uma modelo famosa, designe de interiores prestigiada e filha de um influente senador. Ele é um pintor talentoso constantemente criticado pela falta de inovação em seu trabalho; criado à beira do rio por uma mãe solteira, Doss vive em pé de guerra com o sogro que não aceita o casamento dos dois.
Em meio às turbulências da vida os dois constroem uma boa vida juntos até que Abbie recebe o diagnóstico de câncer.

Cansada da rotina de cortar, queimar e envenenar o câncer, Abbie cria uma lista com dez coisas que quer fazer antes de morrer e consegue fazer Doss prometer que a ajudaria a completar cada item. O problema é que ela está muito debilitada e talvez não sobreviva à viagem.

1-      Andar num carrossel antigo;
2-      Fazer um looping num avião velho;
3-      Tomar vinho na praia
4-      Nadar pelada;
5-      Nadar com os golfinhos;
6-      Ir pescar;
7-      Posar;
8-      Dançar com meu marido;
9-      Rir até doer;
10-   Descer o rio... inteiro desde Moniac.

Sem perspectivas de melhora Doss decide que está na hora de dar a Abbie o que ela quer, e os dois iniciam sua jornada no rio.

“O câncer pode fazer muita coisa. Pode destruir sua vida, roubar tudo o que você ama, estilhaçar sonhos, minar sua autoconfiança, desconectar sua alma e deixa-lo devastado e esmagado. Pode roubar-lhe as esperanças, sussurrar mentiras nas quais você aprende a acreditar e apagar as luzes ao longo do rio. Vai lhe roubar a voz, a saúde e a imagem de si mesmo. Vai alimentá-lo com náusea e ensiná-lo a diferença entre estar cansado e estar exausto. E quando você acreditar que não vai aguentar e não consegue mais pensar, ele despeja o desespero sobre você como um cobertor. “

Charles Martin trouxe como personagens neste livro Doss, Abbie e o câncer. Querendo ou não a doença se torna um intruso presente na vida deles, sugando sua força e esperanças durante todo o livro. O livro é escrito em primeira pessoa, através do ponto de vista de Doss. Para mim essa escolha foi perfeita e deu um toque de desabafo o que acabou tornando a narrativa mais dramática, e acabou me prendendo ainda mais na leitura.


Neste belo romance vemos sim o clichê habitual onde a garota rica se apaixona pelo garoto pobre, eles se casam e vivem felizes para sempre, nesse caso até onde o câncer permitir. Mas também vemos uma pessoa se entregando totalmente para que a outra possa ter o mínimo de conforto, o companheirismo, a fidelidade e a lealdade, mas acima de tudo podemos observar a dor de perder alguém. Ao longo das páginas comecei a sofrer com o Doss pelo destino iminente da Abbie e como a maria mole de sempre, derramei algumas lágrimas ao final dessa jornada.


“Em algum momento nesses dois anos, me dei conta de algo. Uma célula normal tem um botão de autodestruição automática que dispara depois que já serviu a seu propósito. Elas vivem, fazem o que foram feitas para fazer e apertam o botão. O suicídio é esperado. No fim das contas, o câncer é apenas um monte de células que se recusam a morrer. E, para piorar as coisas, células cancerosas não são estrangeiras. Não é como se viessem de outro lugar. Nosso próprio corpo cria aquilo que nos mata."

Onde Termina o Rio me surpreendeu bastante. É uma história muito profunda sobre os limites do amor. Até onde você está realmente preparado para cumprir à risca os votos matrimoniais, na saúde ou na doença, até que a morte os separe?

P.S: Se meus marcadores piscassem, meu exemplar seria uma bela árvore de natal de tantas marcações que fiz. :D

32 comentários :

  1. Que resenha maravilhosa, Kamylla; ja quero muito ler esse livro. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei a leitura Duda e espero que você também goste!
      Bjs

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Kamylla, tudo bom?

    Não conhecia esse livro, mas ele me pareceu bem intenso e emocionante, como você mesmo descreveu. A gente sabe que esse assunto está um pouco batido na literatura, mas esse me parece um pouco mais maduro do os outros livros que tratam do tema. No momento eu não o leria, mas guardarei a dica para futuras leituras. Parabéns pela resenha!

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lucas,
      Realmente é um livro mais maduro e diferente do que lemos atualmente.
      Fico feliz que tenha gostado da resenha!
      Bjs

      Excluir
  4. Olá
    Nossa que livro lindo, gostei muito da escolha de fazer o não-doente narrar a história, porque as pessoas tende a achar que só o doente sofre, e na verdade uma série de outras pessoas sofrem juntas e de muitas formas diferentes, sem saber o que fazer. Eu vou anotar essa dica com muito carinho.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniele adore seu comentário!
      Com a narrativa do Doss conseguimos sentir bem o sofrimento dos que acompanham os doentes e perceber que eles sofrem tanto quanto.
      Bjs.

      Excluir
  5. Oie

    Apesar do clichê habitual, eu gosto muito de histórias profundas que mexam com as emoções e esse pareceu ser assim.
    Eu ainda não conhecia mas já anotei a dica aqui.
    A capa tá muito bonita!
    Parabéns pela resenha, ficou ótima!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Fernanda!
      Esse livro é muito profundo sim, também adorei a capa.
      Bjs

      Excluir
  6. Olá,
    A premissa do livro me lembrou um pouco de Um amor para recordar, onde a protagonista também tem uma lista a cumprir.
    Gostei bastante, parece ser um livro envolvente e fluido.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michele,
      Eu li Um Amor pra Recordar e sou uma super fã de Nicholas Sparks, mas achei Onde Termina o rio bem melhor.
      Bjs

      Excluir
  7. Olá!
    Eu não conhecia esse livro, achei a premissa ótima, mas não sei se leria no momento. Tô fugindo de leituras tristes, sabe? Esse livro me parece sensível e profundo, sei que vou sofrer junto com os personagens. Gostei dos temas que o livro aborda e da lista que a personagem fez.
    Talvez eu leia futuramente.
    Sua resenha ficou ótima!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado da resenha Jess!
      É um livro profundo sim e se está fugindo dos triste é melhor não lê-lo, eu chorei horrores durante a leitura.
      Bjs

      Excluir
  8. Oi, Kamylla
    Eu ainda não conhecia o livro, mas não ligo que tenha clichê, até gosto de alguns.
    Gosto de narrativas meio dramáticas e em primeira pessoa. Sempre me sinto mais perto do personagens.
    Leria o livro e adorei a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leticia,
      Também adoro livros narrados em primeira pessoa.

      Excluir
  9. Olá!

    Não o conhecia, mas mesmo sendo clichê, se for na medida certa, é bom. Vou pesquisar mais algumas resenhas e se eu continuar recebendo opiniões positivas, arrisco a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamila,
      Espero que você se encante e leia esta belíssima obra.
      Bjs

      Excluir
  10. OLá! Nossa, que história bonita e triste, quero ler. Nem dá para imaginar uma situação assim, imagino a sensibilidade do autor em escrever algo assim. E olha, nem todo clichê é ruim, tem uns que são bem trabalhados e se transformam em grandes histórias, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Suzana,
      Esse livro ficou ainda mais maravilhoso com o clichê básico dos romances.
      Bjs

      Excluir
  11. Oiii!!!

    Eu não conhecia esse livro é achei sensacional a forma como a autora abordou um clichê.
    Parece maravilhoso e principalmente por todos esses quotes marcados.
    Vou procurar o livro!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Nossa, menina, que história tocante! Fiquei super interessada nessa leitura, mas algo me diz que vou chorar litro e litros, pois eu também sou uma maria mole, só que ao quadrado. Já coloquei o livro na minha lista e espero lê-lo o mais rápido possível, mas vou te confessar que já estou torcendo para que haja cura para esse câncer.

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tatiana,
      Eu chorrei horrores durante a leitura, é maravilhoso quando os livros nos conectam assim não acha?
      Bjs

      Excluir
  13. Olá,

    Não conhecia obra, mas pela sua resenha parece ser uma leitura muito rica em sentimentos e reflexões, o que gosto bastante em um livro. Vou anotar a dica e espero ler o mais rápido que puder.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Viviane,
      espero que você goste da leitura.
      Bjs

      Excluir
  14. Oie
    muito legal sua resenha e eu ainda não conhecia o livro mas nossa que enredo interessante e parece ser uma leitura muito marcante, boa dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Catharina,
      Que nome lindo!
      A leitura desse livro foi bastante marcante sim.
      Bjs

      Excluir
  15. Oi
    Uauuu!!! Onde eu estava que não conhecia esse livro? E percebeu que ele daria um belo filme? Será que já tem? Eu meio já vi essa trama naqueles filmes intensos que afogam nossas pipocas, mas lavam nossa alma! Adorei a resenha, me levou totalmente para comprar o livro! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que você tenha gostado Talita.
      Bjs

      Excluir
  16. Oi Kamylla!
    Eu tenho esse livro e não imaginava uma história tão rica assim, adoro dramas familiares, com romances clichês, mas que ao mesmo tempo consegue tocar o leitor de forma única, pela sua resenha foi bem assim que aconteceu. Já imagino esse final triste pra história, como deve ser doloroso de ler, mas faz parte né?! Quero muito conhecer os personagens e me apegar a eles.
    Bela resenha.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamilla!
      Fico muito feliz que tenha gostado da resenha! Corre pra ler seu exemplar, você não vai se arrepender. A história é triste sim, mas é incrivelmente bonita.
      Bjs

      Excluir
  17. Ola lindona já gostei da premissa e lendo sua resenha percebi que irei me emocionar com essa linda história. Romances com essa temática muitas vezes nos faz refletir e questionar muitas coisas, vendo a lista da protagonistas com coisas tão simples como pescar e dançar com meu marido coloca em reflexão que é preciso viver cada momento sem deixar passar nada para fazer depois. beijo e ótima dica

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!