Favoritos de 2014 (em construção)

domingo, 11 de junho de 2017

Entre Cabras e Ovelhas, de Joanna Cannon

Autora: Joanna Cannon
Título original: The Trouble With Goats and Sheep
Editora: Morro Branco
Ano: 2017
Páginas: 472
Skoob
*Exemplar recebido em parceria com a editora.
Sinopse: Inglaterra, verão de 1976. A sra. Creasy está desaparecida e a Vila borbulha com fofocas. Os vizinhos culpam a sufocante onda de calor por seu repentino sumiço, mas as pequenas Grace e Tilly não estão convencidas disso. Com o sol brilhando incansável no céu, as meninas decidem tomar o assunto em suas próprias mãos e, batendo de porta em porta atrás de pistas, percebem que todos na Vila têm algo a esconder. Enquanto a rua começa a revelar seus segredos, as pequenas detetives vão perceber que nem tudo é o que parece.

O verão de 1976 foi um período de intenso calor na Inglaterra, e os moradores de uma pequena vila sofrem com o clima. É sob um sol escaldante que essa história se desenrola, então preparem um copo de limonada bem gelado e alguns biscoitos, e se preparem para uma trama repleta de revelações e para o sentimento de nostalgia...

A sra. Creasy desapareceu. Um belo dia ela saiu de sua casa, sem sapatos, e não apareceu mais, deixando seu marido desesperado e todos na vila tentando imaginar o que aconteceu. Alguns estão preocupados, enquanto outros estão aliviados com o seu sumiço, e com o fato de alguns segredos ficarão guardados por mais tempo.


Pois acontece que a sra. Creasy pode ter descoberto uma coisa ou outra sobre certo grupo de moradores, e o que eles fizeram dez anos antes. Um crime foi cometido, alianças foram formadas e silencio foi prometido. Agora tudo isso pode ser ameaçado caso alguém abra a boca, especialmente alguém que eles não sabem onde está, e cujos movimentos eles não podem prever.
"Nada mais parecia seguro. Os laços que mantinham as coisas coesas foram destruídos pela temperatura - foi o que disse meu pai -, mas parecia mais sinistro do que isso. Parecia que a vila inteira se transformava, se distendia e tentava fugir de si mesma."
Curiosas e interessadas nos últimos acontecimentos, as amigas Grace e Tilly, de dez anos, resolvem passar o período de férias investigando o desaparecimento da sra. Creasy. Elas ouviram do pároco que Deus está em todo lugar, e enquanto ele estiver na vila, as pessoas ficarão à salvo; assim elas resolvem procurá-Lo, pois então as coisas ficarão bem novamente. E começa a saga de duas garotinhas interagindo com os vizinhos, e descobrindo aos poucos que naquela pacata vila nem tudo é o que parece.


Essa foi uma leitura extremamente envolvente! A pequena sinopse não prepara o leitor para uma sucessão de acontecimentos que nos fazem questionar nossa própria sombra. O livro é narrado em primeira pessoa pela Grace e, em capítulos alternados em terceira pessoa, temos o ponto de vista dos outros moradores da vila, e desse jeito ficamos cem por cento por dentro de tudo o que acontece dentro das casas, e podemos nós mesmos criar nossa própria opinião sobre os personagens.

E acho que a grande beleza do livro está justamente neles, nos personagens maravilhosamente bem construídos aqui presentes; cada um com uma característica marcante que mesmo que os capítulos não sinalizassem (são sinalizados), acredito que não ficaria perdida na narrativa.


Livros narrados por crianças (especialmente os que se passam no verão) me causam uma incrível nostalgia; uma saudade da infância, da inocência, das brincadeiras... E isso está tão vivo no livro, tão presente em todas as páginas, com os biscoitos, chás e doces, e com a amizade entre a Grace e a Tilly, que foi impossível não ter nenhum sentimento saudoso. E essas duas personagens são maravilhosas! 

A Grace é mimada e muito comunicativa, então acaba sendo a líder em todas as brincadeiras, o que não incomoda em nada a Tilly, que fica feliz em participar ou até mesmo ficar em segundo plano. As duas estão sempre juntas, e para ela isso basta.
"Eu ainda não conhecia o poder das palavras. Não percebia como, uma vez saídas da nossa boca, elas adquiriam fôlego e vida próprios, e então não éramos mais seus donos. Eu ainda não sabia que, depois que as soltamos, as palavras podem, na verdade, se tornar donas da gente."
A escrita da Joanna Cannon é muito boa e ela criou um cenário muito criativo para ambientar sua narrativa. A vila é como algumas cidades pequenas onde todo mundo se conhece: se acontece qualquer coisinha mais exitante, todos falam nisso por semanas. E, se aparece alguém um pouquinho diferente, com opiniões, aparência ou crença diferente... é, no mínimo, excluído. E os personagens desse livro podem ser muito, muito cruéis neste caso.


A única coisa que me incomodou foi o desfecho, e ainda não sei o que falar sobre ele, só que foi aberto e eu esperava algo mais impactante. Apesar de alguns mistérios terem sido revelados na segunda metade, eu esperava um desfecho mais completo sobre o caso principal. Isso não arruinou o livro para mim, que gosto de finais que me fazem pensar, só me deixou um pouco confusa.

A Morro Branco faz um trabalho primoroso em todas as suas edições, e não foi nada diferente com esse livro aqui. Não encontrei erros de revisão e a diagramação tem um ótimo espaçamento e fonte de um tamanho agradável para a leitura. Espero que pelas fotos vocês consigam ver um pouco disso.

Quando abrir esse livro se prepare para um calor escaldante, personagens nada confiáveis, muitas guloseimas e mistério; e tudo isso regado a muita ironia.

24 comentários :

  1. Oi Gaby!
    Eu não conhecia muito da história, mas a capa sempre me chamou a atenção porque é linda. Fiquei bem curiosa pra saber onde a Sra Creasy foi para, claro que junto com as meninas. Quero saber mais também sobre esses moradores. Gostei que a alternância de foco dos capítulos são sinalizados.
    Pena que o final te incomodou um pouco.
    Espero ter oportunidade de ler um dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Kamilla! Que bom que ficou curiosa com o livro! É simplesmente maravilhoso <3 Espero que faça a leitura e goste também!!
      E não é que o final seja ruim, sabe? Só não foi do jeito que eu esperava mesmo.
      Beijooooooos

      Excluir
  2. Oie!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e cliquei na resenha porque o nome me chamou a atenção, e confesso que fiquei encantada pela resenha! Parece ser um livro super fofo! Com certeza entrou para minha "listinha" de livros para ler.

    Beeijo!
    http://universotacito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro muito lindo mesmo, Aline! Espero que leia e goste bastante <3
      Obrigada pela visita!!
      Beijoos

      Excluir
  3. Bom dia!!

    Não conhecia o livro e nem a autora, mas apaixonei pela sua resenha, pela capa e pelo nome do livro !!!!!Adorei ter crianças em um papel de destaque e ser narrado tanto em primeira como terceira pessoa, quero saber onde a Sra. Creasy está!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que gostou da resenha, Ana!! Fico muito feliz <3 Espero que goste da leitura!

      Beijooos

      Excluir
  4. Oie! Tudo bem?

    Não conhecia a obra, mas achei muito fofo o titulo e com certeza no momento que eu conseguir realizar a leitura dele, irei amar a história tanto quanto você, só espero que a narrativa pelas crianças não me incomode, nem sempre me dou bem com esse tipo de narrativa!

    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois me conta o que achou da leitura, Nay! Irei adorar saber <3
      Beijooos

      Excluir
  5. Olá ♥
    Se fosse julgar pela capa desse livro com toda certeza eu não leria, pois achei o titulo meio estranho. Mas quando você começou a falar um pouco mais sobre a trama fiquei bem curiosa. A narrativa ser ao mesmo tempo em primeira pessoa e terceira pessoa me intriga, mas de uma maneira satisfatória, pois parece fazer jus ao enredo.Fiquei curiosa para saber os segredos. Tendo criança narrando com toda certeza ficará algo nostálgico. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O título parece estranho mesmo mas pode acreditar que faz todo o sentido em certo momento do livro <3 Vale suuuper a pena dar uma chance à leitura ♥

      Beijos!

      Excluir
  6. Oie!
    Com certeza, eu não faria a leitura do livro se me prendesse apenas ao título e capa. Sério, apenas olhando isso, eu imaginei outro tipo de história.
    Achei bem interessante essa história, um título bem diferente do que estou acostumada a encontrar. Realmente, fiquei curiosa depois da sua resenha.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que ficou curiosa pela leitura, Carla! É um livro fascinante. Espero que leia e goste também ♥

      Beijos!

      Excluir
  7. Olá!
    Já vi alguma divulgação da editora para essa obra, e estou adorando ver o capricho que eles têm com as edições de todos os seus livros. Não sinto essa nostalgia que você sente quando a protagonista é uma criança, mas com certeza é uma das narrativas que eu mais adoro. Dica anotada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Gabrielly!

    Tudo bem? Eu não conhecia o livro ainda e achei a premissa bastante interessante muito mais no que diz respeito aos segredos que a sra. Creasy guardava do que no sentido do desaparecimento em si, uma vez que para algumas pessoas sentirem alívio devem ser grandes segredos.

    Eu também adoro livros narrados por crianças, mas algumas vezes isso acaba infantilizando a trama o que me incomoda um pouco então torço para que não seja o caso aqui porque fiquei muito interessada na narrativa e no desfecho da história.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem?
    Eu conhecia o livro apenas pela capa, mas não fazia idéia do que se tratava, pois a mesma não diz muito da história! Adorei saber da premissa e fiquei mega curiosa pra saber o que a senhora estava escondendo, e se isso levou ao seu sumiço. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  10. Essa é mais uma obra que não conhecia, mas que fiquei querendo conhecer. Achei á primeira vista meio nostálgico também, mas com um enredo curioso, que me deixou curiosa. Anotarei ele aqui pra conferir depois. Sem falar que somente olhando para a capa e para o título jamais diria que ele trata do que trata. Adorei a resenha. Bexitus!

    ResponderExcluir
  11. Só pelo título já dá vontade de ler! E capa mais linda é essa ??
    Gostei bastante da trama, e vou por na minha wishlist com toda certeza. Achei muito legal essa divisão dos capítulos que nos deixam mais por dentro dos acontecimentos, e sem dúvida a narração de uma criança nos transporta pra a nossa infância e tudo que vivenciamos. Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia esse livro e achei a história bem diferente, mas, ao contrário de você, não curto histórias narradas por crianças, então por isso não leria o livro.
    Que pena que não curtiu muito o desfecho, mas a experiência valeu a pena e isso é o que importa. Rss
    Adorei as fotos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oie, gabi! Eu também amo livros narrados por crianças no verão, e tenho sempre a mesma sensação nostálgica que você. Essa editora, Morro branco, tem arrasado muito em suas edições e histórias, e tenho sentido vontade de ler várias deles e como você disse que a história vai muito além da sinopse, fiquei doida para conferir.

    ResponderExcluir
  14. Olá amore!
    Estou com esse livro em casa para ler e estou bastante ansiosa para fazer a leitura, pois acho a premissa interessante e gosto muito de livros narrados por crianças. Fiquei muito curiosa para conhecer a Grace e sinto que vou amá-la desde o começo.
    Também quero saber qual é esse desfecho que te decepcionou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Ola! por mais que tem a coisa toda de mistério, esse parece ser um livro tão gostoso de ler. Eu já vi muito a capa dele no instagram, mas nunca fui a fundo saber do que se tratava, adorei sua resenha.

    Beijos
    Leitora Dramática
    http://blogleitoradramatica.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?
    Eu tenho acompanhado muito esse livro mas redes sociais.
    Confesso que de primeira vista ele não me agradou tanto quanto agora,dia resenha me deixou muito curiosa para saber mais sobre essa narrativa por criança, que é uma coisa que não vejo muito nos livros que leio, e esse desfecho parece ter sido ótimo.
    Dica anotada.

    ResponderExcluir
  18. Oiii
    Editora morro branco tem me conquistado
    Estou apaixonada pelos seus livros e capas diferentes.rsrs
    A premissa deste livro me atraiu e me conquistou .amo livros com um certo mistério e que tem crianças no meio rsrs
    Espero fazer a leitura em breve

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!