Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

A Garota no Trem, de Paula Hawkins

Resultado de imagem para a garota no trem capaAutora: Paula Hawkins
Título original: The Girl on the Train
Editora: Record
Ano: 2015
Páginas: 378
Skoob
Sinopse: Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.

Todos os dias Rachel pega um trem para Londres, sempre no mesmo horário, para que sua colega de apartamento não desconfie que ela foi demitida há meses. O fato é que Rachel está se destruindo aos poucos, descontando tudo na bebida. Seu casamento acabou quando o marido começou um caso com outra mulher, mas já estava por um fio há muito tempo. Sem seu marido, sua casa e seu emprego, Rachel passa seus dias bebendo, se martirizando e observando a vida das pessoas.

Ela fica obcecada com um casal que mora a algumas casas de onde ela morava com Tom, seu ex marido. O casal parece ser apaixonado, e ela cria uma história para eles, chamando-os de Jess e Jason. Mas um dia a rotina deles muda, e Rachel sabe que alguma coisa não está certa ali.


Naquela noite, ela se embebeda até perder os sentidos, mas antes testemunha o que pode ser um crime. No dia seguinte ela não se lembra de nada. Um buraco negro se instala em sua mente e ela fica ainda mais intrigada quando descobre que Jess, ou melhor, Megan, desapareceu. Será que ela pode ser uma testemunha? Não. Ela logo descobre que os policiais não podem dar muita bola para um depoimento cheio de furos de uma mulher bêbada. 
"Com a cabeça encostada na janela do vagão, vejo essas casas passarem como num filme. Ninguém mais as enxerga como eu; nem seus donos se vêem desse ângulo. Duas vezes por dia, tenho a oportunidade de espiar outras vidas por um breve momento. Observar desconhecidos na segurança do lar, por algum motivo, me traz uma sensação de tranquilidade."
Rachel não vai deixar isso assim, e começa a se envolver demais com a vida daquela mulher. Ela precisa descobrir o que aconteceu, precisa ter pistas, precisa entender o que aconteceu naquela noite, o que ela fez.


A Garota no Trem é um livro sucesso de vendas em todo o mundo, ganhando uma adaptação para o cinema em 2016 com Emily Blunt no papel principal. O livro é do gênero Thriller Psicológico, um dos meus favoritos, e é de leitura super rápida e envolvente.

Infelizmente essa leitura não me cativou tanto quanto eu esperava, apesar de ter terminado em dois dias. A premissa é interessante, instigante, mas não tem nada de inovador, nada de marcante. Não é um livro que irei reler. A protagonista, Rachel, não me convenceu com seus lapsos de memória e obsessão com o casal, e também com a nova família do marido. O livro é escrito em primeira pessoa e possui, além do ponto de vista da protagonista, a visão da Megan e de Anna, mulher do seu ex marido.
“Perdi o controle sobre tudo, até sobre os lugares dentro da minha cabeça.”
Nenhum dos personagens me despertou interesse, e isso ajudou para que a leitura se tornasse enfadonha em alguns momentos. O suspense é inteligente, mas no final acabou sendo tão clichê que não resisti a revirar os olhos.

Para quem quer começar a ler o gênero, eu indico a leitura, mas para quem já tem uma bagagem cheia de Thrillers, não indico muito não. Quero ler outras obras da autora no futuro, mas essa infelizmente não funcionou muito para mim. Irei assistir o filme em breve, mas já li comentários muito positivos sobre ele.

Se já leu, me conta o que achou! :D

7 comentários :

  1. Eu estou louca para ler esse livro, o gênero sempre me atrai muito e a trama me parece ser interessante. É uma pena que você não tenha gostado tanto quanto esperava.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gabrielly!
    Faz tempo que quero ler esse livro. Quando o filme saiu, me segurei para não assistir, pois quero fazer a leitura primeiro. Hoje mesmo li uma resenha sobre ele e foi muito positiva. Opiniões variam muito, né?! Acho isso bom, na verdade. Também gosto muito desse estilo de livro e já li vários, então talvez as minhas impressões sejam parecidas com as suas... Mais ainda assim vou arriscar.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Tenho muita curiosidade com o livro, mas lendo sua resenha acho melhor baixar um pouco a bola, não sou muito versada nos trilher psicológicos, li só um e gostei muito, mas lei mistérios desde os 12 anos, e saber que o livro tem muitos clichês pode me ajudar não fica decepcionada.

    ResponderExcluir
  4. Olá, achei muito tenso. A autora nos deu muitas rasteiras. Eu também tive algumas dificuldades com a trama. Para quem gosta, é uma boa opção. Ainda não vi o filme para saber como foi feita a adaptação.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Estava tão curiosa pra ler esse livro, mas sua resenha foi bem esclarecedora de que talvez não funcione comigo também... muito obrigada pela dica! Esse livro vou pular kkkk Bjs
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. OI
    estava super curiosa com esse livro, mas não sei porque quando vi ele barato na amazon não comprei (e eu raramente ignoro uma promoção de ebook) e estou vendo que o meu sexto sentido estava ligado. Eu sou fã de suspense psicológico mas gosto daqueles que são marcantes, que te fazendo ficar tensa, nervosa, te jogam na pelo dos personagens... A Garota no Trem não parece ser esse tipo de livro, uma pena! Quem sabe um dia eu tento?

    Talita - Viciados em Leitura

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Faz um tempo que quero ler a obra pelo fato de achar a premissa bem interessante. Confesso não ser o gênero favorito para minhas leituras, mas vi vários elogios e queria tentar a leitura.
    Ainda não consegui, mas pretendo assim que possível. Adorei saber suas impressões e achei uma pena que nenhum dos personagens conseguiu despertar seu interesse.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!