Favoritos de 2014 (em construção)

sábado, 1 de outubro de 2016

O Vento da Noite, de Emily Brontë

Resultado de imagem para O vento da noite livroAutora: Emily Brontë
Tradutor: Lúcio Cardoso
Editora: Civilização Brasileira
Páginas: 154
Edição Bilíngue
Skoob
*Exemplar cedido em parceria com a editora.
Sinopse: Único livro no país que reúne exclusivamente a poesia de Emily Brontë, autora de O morro dos ventos uivante, este volume traz 33 poemas da escritora inglesa. Publicado no Brasil originalmente em 1944, como parte da primorosa Coleção Rubáiyát, da editora José Olympio, “O Vento da Noite”, traduzido por Lúcio Cardoso, retorna em edição bilíngue pela Civilização Brasileira. É uma bela oportunidade de reviver o encontro entre dois grandes nomes na literatura e de observar as especificidades que permeiam os processos de criação do autor e do tradutor – uma relação marcada pela sensibilidade, intimidade, escuta e delicadeza. A edição é organizada e apresentada por Ésio Macedo Ribeiro, organizador dos Diários, de Lúcio Cardoso. A prestigiada tradutora Denise Bottman assina o texto de orelha.

A autora Emily Brontë é mundialmente conhecida por seu romance O Morro dos Ventos Uivantes, que ganha novas edições todos os anos e já foi por muitas vezes adaptado para o cinema e teatro. Apesar disso, poucos conhecem os poemas de Emily. que podem carregar tanta força, emoção e pessimismo quanto seu famoso romance.

Publicado pela primeira vez no Brasil em 1944 pela editora José Olympio, a bela edição de O Vento da Noite se esgotou rapidamente, e só agora ganha uma nova, bilíngue, pela editora Civilização Brasileira. O livro reúne 33 poemas selecionados e tem a tradução (ou seria a transcrição?) de Lúcio Cardoso. A organização e apresentação da obra ficou por parte de Ésio Macedo Ribeiro

O que encontramos aqui é a leitura dos poemas pelo tradutor. Uma tradução nada literal. Então, quando comparamos o texto em inglês com o texto traduzido, podemos observar algumas - muitas - mudanças que Lúcio Cardoso faz em alguns deles, o que dá outra entonação aos poemas de Emily, que possuem rimas e ritmo, enquanto o tradutor não se prende a nada disso. Alguns por exemplo não possuem título, no original, mas ele se encarrega de dar títulos a alguns. Vocês podem conferir na imagem abaixo:


Não sei muito bem o que me fez ter vontade de realizar essa leitura, mas fico feliz por ter solicitado o exemplar, pois me deparei com poemas incríveis que levarei para sempre comigo, entre eles, o meu favorito: Estâncias. Até fiz um post com ele AQUI.

Os poemas de Emily Brontë são carregados de angústia, solidão e pessimismo. Ou foi isso o que consegui captar. Morte e solidão foram os temas mais trabalhados, sem dúvida.
"Muitas vezes sentei-me até mesmo no chão gelado / Contemplando no céu um efêmero clarão. / E minha alma, sem ver as tremas reinantes, / Lentamente partia para as terras serenas"

(Trecho do poema Agora Está Acabado)


Os poemas aqui reunidos precisam ser lidos com muita calma, atenção e paciência. Todos os textos, e especialmente os mais longos, exigem bastante do leitor. É preciso se comprometer com a leitura. Eu precisei reler várias e várias vezes os poemas, e ainda irei fazer isso outras dezenas de vezes até me sentir satisfeita, até sentir que consegui entender se não tudo, quase tudo o que Emily escreveu. Virou livro de cabeceira. 

A edição está muito bonita e bem organizada. Como já mencionado, a edição é bilíngue, o que contribui para uma experiência de leitura ainda mais rica.

Leitura certamente recomendada para os leitores vorazes de poesia. Espero que curtam essa indicação! 

21 comentários :

  1. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito. Eu ainda não li nada da autora, mas ainda pretendo.. acho legal que exige um pouco mais de atenção e comprometimento do leitor. Gostei bastante da indicação sim e é sempre bom ler algo desse gênero.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu já conhecia a autora, afinal quem não a conhece não é mesmo? Mas eu nunca li nenhuma das obra dela, mas tenho muita curiosidade de apreciar sua escrita que é tão amada. Adorei conferir a sua resenha. Em relação a capa,eu não gostei muito não, achei meio pombo. Nem lá nem ka rsrs. Enfim, espero poder comprar a edição e até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Essas leituras bilíngue agregam muito vocabulário para quem está iniciando em inglês, mas não tão seguro assim. Curti muito a sua resenha e embora não seja muito fã deste gênero, quero ler também!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá boa tarde! Que capa estranha rsr, mas acho lindo quem curte poesia, eu não sou fã, mas o enredo é bonito e sua resenha está tão bonita, ahh fiquei tentada a dar uma olhada, vou procurar saber mais. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá Gabrielly,
    Não gosto de ler poemas, mas falando que é da Emily, claro que quero ler e claro que quero isso para ontem rs.
    As traduções não são, mesmo, literais e acho que seria impossível se o fosse.
    Acho que você está mais do que certa esse livro deve ser lido de uma forma bem devagar degustando suas partes.
    Vou anotar a dica, com certeza.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada dela, mas amei esse livro por reunir todas as suas poesias. Eu amo poesia, tenho vários livros aqui. E diferente de muitos leitores, eu adorei essa parte de que é preciso te calma e dedicação pra ler esses poemas. Adoro desafios.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  7. Já li "O morro dos ventos uivantes" e foi uma das melhores leituras que já fiz, então mesmo que eu não curta muito poemas, fiquei bastante curiosa pra fazer a leitura desses!
    Adorei saber os temas que a autora mais trabalha, e gosto muito e por causa do livro "O morro dos ventos uivantes", sei que ela sabe abordar como ninguém!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  8. Oi, Gabi

    Acredita que nunca li O Morro dos Ventos Uivantes? Quando eu estava viciada em Crepúsculo quase comprei, por ser um dos livros favoritos da Bella, mas acabei não comprando! Hahahaha
    Esse eu acho que não leria, não curto muito coletâneas de qualquer que seja a coisa. Sou mais adepto ao avulso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Que livro maravilhoso! Não conhecia.
    Essa edição bilíngue está incrível. Com certeza anotei a dica para procurar e adquirir meu exemplar. Amo poesias e perder um escrito de Bronte seria um pecado!
    Ótima indicação"
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Acredita que eu conheço muito pouca da autora? Eu nem li seu romance de maior sucesso, haha, mas fiquei feliz ao saber que ela também escreveu poemas. Eu adoro poemas, acho que eles representam e forma singela os sentimentos e os pensamentos de quem escreve. Anotei a dica por aqui,


    beijos =)

    ResponderExcluir
  11. Oi, Gabrielly. Tudo bem?
    Confesso que fiquei bem interessado nos poemas. Adoro textos que retratam a angústia, a solidão e o pessimismo. Achei bem legal o fato do livro ser bilíngue, pois a tradução, principalmente do poema, não consegue dar conta do original. Parto do principio que temos perdas em todas as traduções. O original é sempre mais rico. E proporcionar essa experiência bilíngue é incrível. Você coloca na resenha "tradução ou transcriação?". Eu particularmente gosto muito da segunda denominação. Eu acho que transcrição é uma ótima palavra para descrever o desafio do tradutor. Gostei da resenha e adorei a dica.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Já li a resenha deste livro em outro blog, não lembro qual, e me encantei em saber dele. Amo a autora por seu incrível Morro dos Ventos Uivantes, simplesmente perfeito. Realmente os poemas da autora tem que ser lidos com calma e bastante atenção, para que possamos entender sua essência.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Adorei sua resenha e o fato que esse livro é bilingue, pois sempre gostei de comparar as versões, então achei muito legal. Essa poesia da foto e estâncias realmente são muito bonitas, mas não se se compraria o livro porque não gosto muito de poesias. Mas adorei a dica!
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Já li O Morro dos Ventos Uivantes e amei mas apesar disso não tenho interesse em realizar a leitura desse livro pois poemas não são o meu forte; os acho lindos mas é um tipo de leitura que não consigo aproveitar e acaba se tornando maçante e tediosa e por isso acabo evitando esse tipo de texto. Mas gostei muito da sua resenha, você me deu uma ótima opção de presente pra amigos que gostam do gênero.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oiii Gaby,

    O livro Morro dos ventos uivantes é um massacre de certa forma! Ao menos na minha visão. A escrita da autora é bem densa, mas ao mesmo tempo massacrantes. Totalmente diferente desse livro, por trabalhar com o lirismo, sou fascinada por poesias. E nunca li títulos da Emilly com esse tipo de olhar poético, que no meu caso flui de maneira rápida. Talvez seja por isso a minha facilidade em atingir a meta.

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Amei esse post, pois adoro ler livros de poemas e tenho certeza que essa será uma aposta muito acertada. Confesso que ainda não li "O morro dos ventos uivantes" e sei que isso é um pouco vergonhoso. Espero corrigir isso ano que vem.
    Fiquei muito curiosa para conferir mais de perto esses poemas cheios de tanta carga emocional e tenho certeza que vou gostar tanto deles quanto você.

    Beijos,
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  17. Olá =)

    Pelo que li da sua resenha, parece que não é só uma tradução, mas também uma adaptação dos poemas. Parece uma leitura muito interessante e um outro modo de olhar a criadora de tamanho sucesso.

    Ótima postagem.

    Grande abraço.

    Leonardo Lagassi,
    Plataforma 9¾

    ResponderExcluir
  18. Oie
    Tudo bem?
    Eu adoro ler poesias as vezes eu estou em casa e do nada corro lá pego um livro aleatório abro em uma pagina qualquer por isso gosto de sempre ter um em mãos é impressionante como poucas palavras as vezes podem mudar nosso dia.
    Adorei o seu post e a dica
    Bju
    Mary Reis

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?

    Amei conferir mais uma excelente resenha de um clássico incrível!

    Não tive a oportunidade de ler ainda, mas pude perceber que é sensacional, assim como "O Morro dos Ventos Uivantes".

    A capa esta incrível e gostei muito do nº 16, até onde li!

    Certamente vai para minha lista! Parabéns pela parceria (:

    ResponderExcluir
  20. Oie!!!
    Confesso que não sabia desta obra!!!!
    Apesar de pensar que a tradução de poemas possa ser algo bem complicado de se fazer a alteração do sentido das frase é alga absurdamente errado de se fazer. Então por isso acho que sua sorte foi ter pego a edição bilingue para ler e assim ter uma ideia clara e certa do que a autora queria contar!
    Fiquei mega curiosa e vou procurar por este livro!
    Valeu a dica!
    Bjinhos ;)
    Elaine M. Escovedo
    Caminhando Entre Livros
    Http://www.caminhandoentrelivros.com.br

    ResponderExcluir
  21. Vixi senhora, não gostei muito disso não hein, hahahaha.
    Não sou uma leitora voraz de poesia, então ler uma interpretação de alguém de um poema, não é algo que eu curtiria não hahaha.
    Bjs,

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!