Favoritos de 2014 (em construção)

sábado, 2 de dezembro de 2017

Resenha || O Silêncio das Águas, de Brittainy C. Cherry

Editora Record, 2017 || 128 páginas || Skoob
Sinopse: Quando a pequena Maggie May presencia uma cena terrível à margem de um rio, sua vida muda por completo. A menina alegre que vive saltitando de um lado para o outro e tem uma paixonite por Brooks Griffin, o melhor amigo de seu irmão, sofre um trauma tão grande que acaba perdendo a voz. Sem saber como lidar com o problema, sua família se vê em uma posição difícil e tenta procurar ajuda, mas nenhum tratamento vai adiante. Ao longo dos anos, Maggie aprende sozinha a conviver com os ataques de pânico e, sem conseguir sair de casa, encontra refúgio nos livros. A única pessoa capaz de compreendê-la é Brooks, que permanece sempre ao seu lado. A cumplicidade na infância se transforma em amizade na adolescência, até que um dia eles não conseguem mais negar o amor que sentem um pelo outro. Mas será que o forte sentimento que os une poderá resistir aos fantasmas do passado e a um acontecimento inesperado, que os forçará a navegar por caminhos diferentes?

RESENHA ✍

Neste livro conhecemos Maggie May, uma criança sorridente e tagarela que vive com seu pai depois que sua mãe foi embora após o nascimento da filha; desde então, seu pai vive entrando e saindo de relacionamentos. Mas quando ele conhece Katie, as coisas mudam. Os dois se mudam para uma casa grande e espaçosa e a garota ganha dois meio-irmãos, Calvin e Cheryl, e é também nessa época que ela conhece Brooks, um garoto lindo por quem ela logo se apaixona e com quem passa a infância inteira nutrindo o sonho de se casar. 

Aos 10 anos de idade, ela ainda tem essa fantasia infantil de casar-se com o melhor amigo de seu irmão, e Brooks, mesmo com seu jeito fechado e sempre se negando a entrar na brincadeira, também nutre um inocente amor pela menina. Um dia ela o avisa para ir ao seu encontro em um bosque perto de sua casa, para ensaiarem para o “grande dia” deles, mas Brooks acaba se atrasando, e nesse meio tempo algo terrível acontece, mudando a vida dos dois para sempre. 

O Silêncio das Águas, terceiro volume da série Elementos da autora Brittainy C. Cherry, é um livro extremamente emocionante e apaixonante sobre amor, amizade, família e recomeços.
"Nem tudo que está em pedaços precisa ser consertado. Às vezes, só precisa ser amado. Seria uma pena se só as pessoas inteiras fossem merecedoras de amor."
Quando a news do Grupo Editorial Record chegou, fiquei com muita dúvida sobre qual livro iria solicitar, quando vi este livro entre as opções, me interessei bastante pois sempre tive curiosidade acerca da série e também sobre a escrita da autora, já que todos que leem suas obras se apaixonam. Depois de pensar bastante, resolvi solicitá-lo, e não me arrependo nem um pouco, pois essa história me deixou completamente apaixonada desde seu início. 

A Maggie sempre foi uma garota tagarela e que amava todos à sua volta; porém, depois do que ela presencia, coisa pela qual nem um adulto aguentaria passar sem sequelas, a garota fica muda, realmente muda, e com muito medo de sair de casa, e isso dura muito, muito tempo, e acaba afetando até a relação com sua família. Principalmente com sua madrasta, que passa a ser uma mulher neurótica e possessiva no que se refere a menina; aliás, ela foi a personagem que mais me irritou durante toda a leitura. 

Outra personagem que me irritou bastante foi a meia-irmã da personagem principal, ela foi uma garota muito escrota durante quase toda a leitura, implicando sempre com a garota; mas com o passar do tempo ela melhorou muito e até se tonou a melhor amiga da Maggie. 
"Mesmo quando você acorda de manhã pensando que não vai conseguir seguir em frente, ao anoitecer, você percebe que conseguiu, sim. Essa é a melhor coisa da vida, na minha opinião. Não importa o que aconteça, você tem que continuar."
O Brooks foi o meu personagem favorito desde o início, a forma como ele sempre protegeu e amou a Maggie, por mais que negasse tal sentimento, me deixou querendo que homens assim existissem realmente; toda a forma que ele encontrou para se comunicar com ela depois do “incidente” me deixou caidinha por ele (rsrs), ele era o porto seguro dela e isso foi incrível de se ver. 

Na minha opinião, o romance foi o ponto mais forte de todo o enredo, e olha que para eu gostar de romance custa muito; a maneira como a autora constrói uma amizade forte, muito antes de criar o romance em si, me convenceu totalmente e me fez torcer para que eles ficassem juntos o tempo todo. 

E isso muito difícil, tanto pelo que acontece com a Maggie, depois na adolescência dos dois e também na fase adulta; as circunstâncias os separam em diversos momentos, mas é nítido que em momento algum eles deixam de se amar, e esse amor foi tão lindo e forte que ver eles seguindo caminhos diferentes me deixou extremamente agoniada.
"Às vezes, somos os nossos piores inimigos. Temos que aprender a discernir nossos pensamentos. Temos que ser capazes de distinguir a verdade e a mentira na nossa mente. Caso contrário, viramos escravos das correntes que nós mesmos colocamos em nossos tornozelos."
Mas como depois da tempestade sempre tem o arco-íris, a autora deu um desfecho digníssimo para o casal, e isso me deixou muito emocionada e feliz; sem sombra de dúvidas esse se tornou o meu novo casal literário favorito, e o melhor de tudo foi ver que o livro fugiu do estereótipo que é tão encontrado nos livros do gênero hoje em dia, a autora prova que não precisa de apelação para se construir uma ótima trama. 

O livro é narrado em primeira pessoa sob os pontos de vista dos dois personagens principais, o que passa mais emoção e verdade a leitura; a escrita da autora é realmente apaixonante e muito fluida, eu me conectei a estória de tal forma que não consegui larga-la por muito tempo, acabei essa leitura de um dia pro outro, e com lagrimas reais nos olhos.

Enfim, não tenho como negar que me apaixonei pela escrita da Brittainy e que estou louca para ler suas outras obras o mais rápido possível; e claro, assim que as ler, trarei as resenhas para vocês.

*Exemplar recebido em parceria com a editora.

12 comentários :

  1. Oi Maria Eduarda!
    Eu não li nada da autora ainda, mas tenho o primeiro dessa série e após sua resenha me animei pra ler. Parece que a autora gosta de judiar do leitor, ein?! Pelo menos tem um final digno, que satisfaz o leitor.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kamila!
      O livro todo é assim, uma gangorra de emoções, é maravilhoso; não vejo a hora de poder ler os outros livros dela.

      Beijos

      Excluir
  2. Hey!
    A série está fazendo sucesso, né... Não li nada da autora ainda mas ouvi muitas coisas boas sobre. Sua resenha me deixou muito curiosa para conhecer a história. Vou pesquisar sobre para ver se consigo um exemplar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adoro livros com crianças e com essa pegada. Acabei de comprar esse livro é o anterior a ele, mas só vou ler quando tiver O Ar Que Ele Respira, mesmo não precisando seguir uma ordem ela ler, sei lá, meu TOC literário sempre me incomoda qnd faço a coisa fora da ordem. Espero me encantar tanto quanto todas as pessoas que tem lido as obras da autora.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  4. Hey, Maria Eduarda!

    Eu já tentei muitas vezes gostar de livros New Adult, mas não obtive sucesso. Simplesmente não consigo... rs. Li apenas um livro dessa série, o "A chama dentro de nós" e detestei! ahahahahaha
    Não adianta, não dá. Definitivamente esse gênero não é pra mim.
    Mas que bom que pra você a leitura foi prazerosa e que você gostou.
    É terrível quando a gente se decepciona com um livro, né?

    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  5. Oiii tudo bem??

    Me convenceram a ler essa serie, não faz muito meu tipo e sempre fico com pé atras quando vejo homens na capa. Huahauhaua Preconceito bobo, eu sei.
    Mas me convenceram que é boa, e sim irei ler.
    Adorei ler sua resenha e saber que ficou ansiosa para ler mais livros dela tbm.
    Me animou mais.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  6. Oieee!!!
    Ganhei o segundo livro dessa série de presente, e confesso que ainda não li kkkkkk a coisa está mega corrida e queria ler desde o primeiro!! O engraçado é que minha curiosidade era igual a sua, o que essa autora tem de tão bom? Sua resenha me conquistou, gostei demais, e vendo a trama pelos seus olhos posso entender porque a autora é tão amada!!! Vou ler pra ontem

    Beijokas

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tenho o primeiro e o segundo volume da série, as premissas são lindas! Vou correndo ler, pois sua resenha me deixou louca por esse livro! Menina, que história linda e emocionante, já fiquei emocionada e também curiosa para saber esse fato! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Tive o maravilhoso prazer em conhecer e ler essa obra. Sou completamente apaixonada e provavelmente será uma das minhas leituras favoritas do ano. Amo a escrita da Brittainy! Depois desse livro quero virar melhor amiga dela, sério! Chorei muito com esse livro, com o que Maggie teve que enfrentar e quando o romance não conseguia avançar. Também odiei a madrasta e a meia-irmã, até hoje não sou muito fã de nenhuma das duas, apesar de terem melhorado.

    Beijos,
    http://oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Eu tenho aqui o volume do fogo, mas não sei quando lerei, mas tenho certeza que será um livro lindo porque a Brittainy escreve como poucas. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  10. Oiii!

    Eu ainda não comecei essa série, só tenho um dos livros (ar) e ainda não sei se vou ler por enquanto. A escrita da Brit é incrivel e envolvente, não tem como se arrepender.

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Até hoje só li um conto da autora, e nossa detestei de mais. rs
    Claro, pode ser que este livro seja bem melhor, mais bem construído e tudo mais, mas sinceramente no momento não tenho vontade de ler nada dela.
    Mas que bom que você gostou do livro!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!