Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Quando Escolheram Por Mim, de Lauren Miller

Autora: Lauren Miller
Título original: Free to Fall
Editora: Pavana
Ano: 2017
Páginas: 384
Skoob
*Exemplar recebido em parceria com a editora.
Sinopse: E se existisse um aplicativo capaz de dizer o que lhe faria feliz? Qual roupa vestir. Com quem sair. Em qual escola estudar. Um aplicativo capaz de tomar todas as decisões que surgissem? E se você nunca precisasse falhar? Ou fazer a escolha errada? Essa é a realidade na qual vive Rory Vaughn, uma jovem de 16 anos com um futuro promissor: ela acabou de ser aceita em uma exigente escola preparatória. Mas tudo está prestes a mudar, pois alguma coisa parece estranha por trás das aparências da escola de elite. É quando Rory começa a se envolver com North, um charmoso garoto morador das redondezas que insiste em não obedecer ao Lux. Logo, Rory passa a não seguir mais os conselhos do aplicativo e a ouvir a temida voz interior que foi ensinada a ignorar – uma escolha que capaz de mudar a maneira como enxerga toda a realidade.
Rory Vaughn mal pode acreditar quando recebe uma carta de aceitação para a escola preparatória Noveden, o que sempre foi seu sonho. Agora, prestes a completar dezesseis anos, ela precisa deixar a cidade em que cresceu, seu pai e seu melhor amigo, dando adeus a tudo o que conhece ali para ingressar na escola de elite, onde poucos conseguem essa façanha.

Logo em suas primeiras semanas ali, ela começa a perceber algo de estranho no lugar, e não só a maneira como sua professora a encara ou parece odiá-la, nem o interesse súbito de um dos alunos nela; Rory aos poucos vai investigando os segredos que aquele campus esconde, e assim ela espera entender melhor sua própria mãe, que morreu durante o parto de Rory e lhe deixou uma carta que mais parecia escrita em códigos.

Mas a realidade em que Rory vive, que tem a proposta de melhorar a vida das pessoas através de aparelhos e aplicativos que escolhem sempre o melhor caminho a seguir e as melhores escolhas a fazer, não vai facilitar em nada os seus planos. Agora, pela primeira vez em sua vida, a garota não irá consultar o aplicativo Lux para ver qual escolha deverá tomar, e sim deixar a voz interior, tão temida por toda a sociedade, guiar seus passos. E com a ajuda de uma colega de quarto improvável, um funcionário de uma cafeteria, tatuado e mais velho e as pistas deixadas por sua mãe, que estranhamente parecia saber cada passo que Rory daria, nossa protagonista descobre uma força que não pensava ter para enfrentar perigosas organizações e também seus próprios fantasmas.
"Mas 'deveria' não importava muito naquele momento, porque fazer o que eu deveria fazer significaria perder aquilo que eu estava vivendo."
Essa história se passa em 2032, e o mundo que vemos aqui é diferente do que conhecemos hoje, mas não tão diferente assim. Aqui a tecnologia avançou vertiginosamente, e a maioria da população mundial já não consegue viver sem alguns frutos desse avanço, como o aplicativo Lux, que nada mais é que um tomador de decisões seguindo uma lógica com base no que é melhor para seus usuários (ou não).


Lauren Miller faz nesse livro uma crítica ao vício em redes sociais e o uso excessivo de tecnologia para tomar as mais simples decisões; por exemplo, no livro temos várias situações em que os usuários do Lux o consultam para escolher qual café tomar, em que estabelecimento entrar ou a quantidade de comida que podem ingerir. Além de terem sua localização atualizada a cada minuto no celular que usam e terem que atualizar seus status a cada momento para não "preocupar" ninguém. Mas a parte utópica não fica em primeiro plano, e sim em segundo, pois a autora foca mais nos mistérios que envolvem a protagonista e em seus relacionamentos, tanto com seu interesse amoroso, North, quanto com seus amigos.
"Eu nunca tinha visto nada assim antes, não nessa proporção. A pulsação efervescente causada pela interação humana. Pessoas olhando além de suas telas. Era um esplendor por si só."
São muitas reviravoltas, personagens novos e revelações de perder o fôlego. A autora prende o leitor e o mantém vidrado do começo ao fim, com todos os dramas e o desenvolvimento da protagonista, que também é narradora do livro. O fato de ter um só narrador me incomodou um pouco, pois demorei a criar uma ligação com a personagem da Rory, mas conforme ela foi amadurecendo as coisas começaram a melhorar e no final acabei simpatizando bastante com a protagonista!


É um livro completo, com começo, meio e fim, e foi uma leitura que me prendeu da primeira à última página. Queria sim acompanhar mais os personagens, mas não acredito que haverá uma continuação, pois realmente a história não necessita de uma. Mas quem sabe? :)

A edição está lindíssima! Eu adoro essa capa, pois representa bem a nossa protagonista. Não encontrei erros de revisão! A editora Pavana mais uma vez fez um ótimo trabalho. A autora tem outro livro publicado por aqui, intitulado Paralela, e já estou maluca para ler! Espero ter a oportunidade em breve.

11 comentários :

  1. Esse livro parece ser muito bom, espero ter a oportunidade de ler em breve!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Gaby!
    Adorei demais o enredo da Lauren. Acho que super toparia um app que fizesse as escolhas por mim (libriana e indecisa sempre, haha), embora acha que tira um bocado do livre-arbitrio.
    Fiquei curiosa para saber o que mais vai acontecer com Rory e com North.
    Bj

    ResponderExcluir
  3. Olá lindona,

    Achei essa capa fofa, porque tenho uma fascínio por pessoas com cabelos alaranjados e sardas <3
    A maioria dessas tomadas de decisões terceirizadas já acontecem atualmente, por exemplo, pessoas guiadas por "personal" (tirando o Personal Trainner) que a auxiliam em algo que muitas vezes a pessoa mesmo faria se refletisse mais...ou olhar sites de dicas de paqueras e outros aplicativos que vão alimentando ideias que não condizem com a realidade individual da pessoa.

    Adorei essa resenha e já quero o livro.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oie! Tudo bem?

    Amei a história desse livro, e sua resenha está maravilhosa!!! Quero muito ler ele em breve e conhecer essa sociedade "ditada" por um aplicativo. Acho que não é tão maravilhoso quanto algumas pessoas podem pensar que seria né?

    Dica anotada, e em breve lida.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Gaby!
    A primeira vez que conhecia a obra foi quando você divulgou aqui, e já tinha ficado curiosa, mas agora após ler sua resenha já quero (pq fazer isso? hahaha). Adoro livros com reviravoltas, dramas e críticas. Espero ter oportunidade (entende-se verba) pra ler a obra.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Gabrielly!
    Acho essa capa maravilhosa! Foi a primeira coisa que notei e quando li a sinopse, fiquei mais curiosa.
    Sua resenha está maravilhosa e me deixou com mais vontade de ler.
    Não sabia que o livro se passava alguns anos a nossa frente, assim justifica essa nova tecnologia estabelecida no livro. ^^ Quero muito ler esse livro e descobrir mais sobre esse mundo de Rory.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Tudo bom?
    Adorei a resenha, gostei dessa ideia de crítica ao vicio das redes sociais, tenho que confessar que sou um pouco viciada, é bem difícil ficar sem entrar nelas.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não conhecia a obra, mas depois de ler a sua resenha fiquei super curiosa para ler!! Vou adicionar à minha lista de leituras! Obrigada pela dica
    Beijos

    a-lilianaraquel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Não conhecia o livro, e confesso que nem a editora, mas adorei a sinopse e sua resenha. Parece ser uma distopia meio atual misturada com romance e toques de mistérios. Prato cheio para mim. A capa realmente é bonita, e chama a atenção, e espero também gostar bastante. Ser volume único hoje em dia já conta como qualidade, gostei haha
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oie! Tudo bem?

    Já vi outro livro parecido com esse, mas sla me parece muita loucura para um livro só, mesmo sendo uma distopia, não despertou meu interesse infelizmente, mas fico feliz que tenha gostado da leitura! E nos dia de hoje ele ser volume único é uma benção, porque sai cada série uma atrás da outra, que meu dinheiro some!

    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Olá! Achei essa capa interessante e a história, mais ainda! Além de super original, é claro! Interessante o enredo com dramas familiares, fiquei super curiosa para saber mais sobre o aplicativo que escolhe pela pessoa e, claro, adorei saber que uma escolha a personagem fará baseada em sua voz interior! Que bom que ficou querendo uma continuação, mas às vezes é melhor que não tenha, pois, em uma história bem acabada, um segundo volume pode vir a atrapalhar a sua percepção da trama, ou seja, pode ser que o volume 2 não seja tãaaaaaao bom!
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!