Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Mais do Que Isso, de Patrick Ness

Autor: Patrick Ness
Título original: More Than This
Editora: Novo Conceito
Ano: 2017
Páginas: 432
*Exemplar cedido em parceria com a editora.
Sinopse: Um garoto se afoga, desesperado e sozinho em seus momentos finais. E morre. Então ele acorda. Nu, ferido e com muita sede, mas vivo. Como pode ser? Que lugar é este, tão estranho e deserto? Enquanto se esforça para compreender a lógica de seu pior pesadelo, o garoto ousa ter esperança. Poderia isto não ser o fim? Poderia haver mais desta vida, ou quem sabe da outra vida? Do premiado autor Patrick Ness, o mais perturbador romance Young Adult do nosso tempo. Seth tem certeza de que está morto. Ele sentiu quando a vida abandonou seu corpo. Por que, então, acordou na casa onde viveu na infância, em outro continente? Por que há bandagens coladas em sua pele? Por que existe um caixão em seu quarto? Por que a cidade está coberta de poeira? Onde está todo mundo? Lutando para se proteger em uma jornada de dúvidas, medo, solidão e lembranças — ora felizes, ora aterrorizantes —, Seth decide assumir o maior dos riscos: tentar recuperar a vida que um dia perdeu.
Patrick Ness é um premiado autor estadunidense de livros jovem adultos e de ficção científica. Aqui no Brasil alguns de seus livros já foram publicados, entre eles o lançamento mais recente, pela Novo Conceito, o livro Mais do Que Isso. Esse foi meu primeiro contato com a escrita do autor, e não me arrependi em ter começado por esse que, com certeza, é um dos livros mais loucos que já li na vida.

Aqui conhecemos Seth, um adolescente de dezesseis anos cuja família passou por um momento muito traumático enquanto moravam na Inglaterra, quando ele e seu irmão mais novo eram bem pequenos. O trauma e a culpa que sente pelo que aconteceu o persegue desde sempre, e sua vida em casa é um campo minado. Quando seu grupo de amigos é inesperadamente separado e ele se vê totalmente sozinho, Seth não acha que vai conseguir lidar com mais esse baque, e resolve dar um fim a própria vida.


Mas, depois de cometer suicídio, ele acorda. Sim, Seth acorda. Em frente a casa em que nasceu, o palco da tragédia que desestruturou sua família, seu maior pesadelo. Seu inferno pessoal.
"Aqui é o inferno. Um inferno construído exatamente para ele. Um inferno onde ele estaria sozinho. Para sempre. Ele morreu e acordou em seu próprio inferno pessoal."
Confuso e totalmente desorientado com aquela paisagem tão deteriorada, ele se vê sozinho, tentando entender como foi parar ali, e se aquele é realmente o inferno, ou um sonho maluco. Mas ele não tem ninguém para responder suas perguntas. Não ainda.

Será que Seth está realmente sozinho, ou será que tem mais alguém ali? São muitos os mistérios que rondam aquele lugar, e a tensão é crescente. Logo nosso protagonista irá descobrir que tudo o que é ruim, pode piorar. E muito.


Eu comecei essa leitura esperando encontrar um jovem adulto contemporâneo sobre depressão e suicídio; e foi o que encontrei, mas definitivamente é mais do que isso. A trama toma um rumo totalmente inesperado na segunda metade para o final. Eu fiquei surpresa, e confesso que um pouco temerosa, pois até o momento estava adorando a leitura. Bem, o rumo que o livro segue é para a distopia, com uma grande dose de suspense e toques de ficção científica. Então não se enganem com a sinopse, pois tem muito, muito mais escondido entre essas 432 páginas.
"O desconhecido é purificador e cinza. Ele está ligeiramente consciente, nem dormente nem acordado, como se desconectado de tudo, incapaz de se mexer ou de pensar ou de receber informação, apenas capaz de existir."
Eu gostei dos elementos que o autor introduziu na obra, que são bem legais e deram um tom totalmente novo e inesperado à narrativa. Mas uma coisa me incomodou bastante, o final. Sabe quando você termina um livro e fica com mais perguntas que respostas? Pois foi o que aconteceu. Até agora estou tentando entender algumas coisas, que não foram explicadas. Eu geralmente gosto de finais abertos, mas esse foi escancarado. Provavelmente teria dado nota máxima ao livro, caso o final fosse diferente. Quem já leu o livro, me contem o que acharam do desfecho!


No mais, essa é uma leitura que indico bastante, especialmente aos fãs de ficção científica, suspense e distopia com personagens adolescentes, cenários inóspitos e situações de explodir a cabeça do leitor. Foi um livro que me angustiou, me fez rir e me assustou em questão de poucas páginas! Patrick Ness é um escritor e tanto! Quero muito conferir suas outras obras.

Não encontrei erros de revisão, e a edição está muito bonita, com páginas amareladas e fontes de tamanho agradável. A capa é a mesma da edição americana, e o título é a tradução literal.

16 comentários :

  1. Ola
    Eu já conhecia o título, mas a sua resenha é a primeira que leio a respeito. Confesso que não tinha me interessado em saber sobre a trama anteriormente, por conta da capa, que não chama em nada a minha atenção. Porém, prestando atenção em sua resenha, o gênero me agrada muito, assim como os elementos comentados por você, eu gosto muito de ficção científica. Pelo visto, é uma obra que tem muito a oferecer, bem mais do que o leitor espera né?!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oiii,

    Eu não tinha lido nada a respeito da obra, mas achei bem interessante a ideia de que começa com um tema delicado e termina em uma distopia, fiquei me perguntando o que aconteceu antes e se isto que aconteceu pode ter sido um motivo para prender ele no local em que tenha deixado um assunto mal resolvido kkkk, acho que peguei umas viagens só lendo a sua resenha e eu gostei muito dessa ideia, mas to com um pé atrás pra dar uma chance pra história por conta do final aberto e que deixa mil perguntas, não gosto de livros assim porque eu perco noites de sono elaborando respostas pras perguntas não respondidas kkkkk.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Eu não conhecia a obra nem o autor. E também ainda não tinha lido nada respeito.
    Sua resenha já deu um no na minha cabeça, imagino o livro. Só de jantar imaginar um livro começando com um assunto tão delicado e terminando em uma distopia meu cérebro da tiuti.
    Eu normalmente gosto de todos os elementos que você descreveu, mas não é o tipo de leitura que eu busco no monento, ainda mais por ter um final escancarado. A ressaca literária depois de ler esse livro deve ser maligna.
    Gostei e anotei a dica, mas não para ler no momento.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. A interessante o rumo que a obra vai tomando pelo visto,começando com um assunto pra lá delicado e aos poucos se moldando a outro tipo de leitura,sua resenha despertou minha curiosidade para saber o que acontece.
    Parece ser um bom livro,surpreendente.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Nossa, sério, que incrível! Eu amo Distopias, agora distopia com suspense e ficção cientifica, MARAVILHOSO!! Achei a premissa incrível, fiquei morrendo de curiosidade com esse suicídio do personagem, porque eu também pensei se tratar de algo bem emotivo, que fala sobre depressão e tudo mais. Essa história parece ser bem diferente e eu estou realmente morrendo de vontade de ler. Uma pena que o desfecho tenha deixado tantas perguntas sem resposta, é uma pena quando isso acontece. Dica anotada, quero muito poder ler!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bom?
    Cara, eu ODEIO finais em aberto!
    Gosto de saber tudo o que acontece com cada personagem. Quando li Eleanor & Park quase morri do coração quando vi quen ão tinha final. É péssimo, não acho que leria :\

    ResponderExcluir
  7. Olá! Que bom que a história tomou um rumo surpreendente. Realmente é chato quando ao terminar um livro fica mais pergunta do que resposta. Finais aberto não me atrai. Apesar disso que bom que gostou do livro. Beijos'

    ResponderExcluir
  8. Oi, Gabrielly!
    Não conhecia o livro, então comecei a ler sua resenha já esperando mais uma história de suicídio quando você explica que o personagem acorda depois de se suicidar! haha [que surpresa!] Pela sua resenha me pareceu uma história bastante mirabolante (e talvez preocupante?) e criativa, me pareceu uma leitura e tanto! Quanto ao final aberto... geralmente acho interessante as possibilidades, mas se o final ficou ~muito~ aberto... é um pouco preocupante novamente D:
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Adorei conferir um pouco da sua resenha. Que pena que no final você acabou ficando com mais perguntas do que respostas, detesto quando isso acontece. Não conhecia ainda a obra, mas fiquei bem curiosa, apesar de que isso me desanimou um pouco. Mas acredito que valha a pena ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oiee!!
    Confesso não estar aguentando mais a popularização do suicídio como tema principal dos livros atuais...
    Porém, me chamou a atenção quando você disse que depois da metade, o livro segue o caminho da ficção científica, do suspense, da distopia... Isso me deixou, no mínimo, curiosa!
    Vou procurar saber mais sobre esse livro!
    Obrigada pela dica.
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oie! Eu vi diversas pessoas comentando sobre esse livro e fiquei bem curiosa para conhecer tanto o enredo da obra quando a história de outros livros do autor. Achei bem interessante o fato como o autor abordou o suicídio, apesar de ser um assunto bem usado nos últimos tempos, e fiquei louca para saber o que, de fato, aconteceu com o rapaz. Pena essa decepção do final. É horrível quando terminamos a leitura sabendo que provavelmente nunca teremos as respostas daquilo que ficou sem explicação...

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir
  12. Já li Sete Minutos Depois da Meia-Noite e amei. Por isso fiquei com vontade de ler outras obras do autor. Mas não leria esse, já que livros qie abordam suicídio e depressão não são muito minha praia. Quando se trata de infantojuvenis gosto mais da reflexão acerca de situações e não atitudes.
    Que bom que você curtiu!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oie! Tudo bem?

    Este livro está na minha lista de desejados faz tempo! Parece ser o tipo de obra que amo acompanhar, principalmente sobre o assunto que se trata, e depois de ler sua resenha que por sinal foi a primeira, noto que ele tem muito mais coisas que despertaram minha curiosidade do que só o tema!

    Bjss

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Que loucura isso de misturar um Jovem adulto de depressão e suícidio com uma distopia sci-fi rsrsrs Realmente o livro é muito mais do que o leitor pode imaginar.
    Pela sua resenha deu pra ver que o livro é cheio de mistérios e abordam muito bem o tema, apesar de ter um final aberto que eu geralmente não gosto achei bem bacana a proposta desse livro

    ResponderExcluir
  15. Não sou de ler ficção cientifica, mas essa capa me deixa tão curiosa que acho que preciso ler e conhecer a escrita do autor, que tem sido tão elogiada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Eu não conhecia a obra e, certamente, se a tivesse conhecido antes, ela não teria me chamado a atenção, pois em tese, não é o meu tipo de leitura. Mas devo confessar que ao ler a sua resenha fiquei extremamente curiosa para saber o que aconteceu com o rapaz após a sua morte (ou será que ele não morreu?). Enfim, estou bastante quedada a realizar a leitura. ;)

    Tatiana

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!