Favoritos de 2014 (em construção)

sexta-feira, 24 de março de 2017

Sempre Haverá Você, de Heather Butler

Autora: Heather Butler
Título original: Us Minus Mum
Editora: Novo Conceito
Ano: 2017
Páginas: 256
Skoob
*Exemplar recebido em parceria com a editora.
Sinopse: A mãe do George e do Theo é genial. Ela conta histórias incríveis, acena mais rápido do que qualquer pessoa do planeta e, o mais importante, foi ela que sugeriu que eles adotassem um cachorro porcalhão chamado Goffo. Os meninos acham que ela é invencível. Mas eles estão errados. Porque a mamãe está doente. E cabe ao George e ao Theo fazer a mamãe continuar sorrindo. O que, muito provavelmente, vai envolver galochas, tortas de carne e a participação do Goffo no Concurso de Talento Animal... Agora que a mamãe ficou doente, está cada vez mais difícil sorrir e inventar versos com o Theo. Sempre haverá você conta sobre uma família diferente da sua, mas um pouquinho parecida. E de um menino que está aprendendo algumas coisas. Você quer ser amigo dele?

George tem 11 anos e é um menino muito inteligente, sempre com algo na mente e um sorriso no rosto. Na escola, o menino tem problemas com o valentão da turma, mas sempre pode contar com a ajuda de seu melhor amigo. Seu irmão mais novo, Theo, estuda na mesma escola, e os irmãos estão sempre juntos, inseparáveis. Quando os pais dos meninos resolvem adotar um cão a vida deles fica ainda mais divertida, com o pequeno e trapalhão Goffo.

A mãe de George é uma mulher inteligente e está sempre por perto com suas brincadeiras e sábias palavras. Mas tem algo errado com a mamãe; ela está doente e agora precisa de cuidados, e os meninos não sabem lidar com essa nova realidade. O que podem fazer para animá-la?

Para fazer a mamãe sorrir, eles vão aprontar poucas e boas, envolvendo um cachorro superanimado, um concurso de talento animal e tiradas geniais do pequeno Theo, que não entende muito bem o que está acontecendo.


Sempre Haverá Você é todo narrado em primeira pessoa pelo George, uma criança estudiosa, brincalhona e muito esperta. Um personagem que envolve o leitor de um jeito inexplicável; ao mesmo tempo que nos faz sorrir, ele nos deixa a ponto de se desfazer em lágrimas com sua inocência e perspicácia. Esse é um livro sobre amor, sobre amizade e, acima de tudo, sobre família. Ah, tem um cãozinho maravilhoso no meio que vai arrancar muitas risadas. O irmão do George, o Theo, é um amor só! Impossível não sentir vontade de adentrar a história e dar um abraço nesse menino levado.

Os personagens foram muito bem construídos. A autora realmente retratou as crianças como elas são: crianças. Elas aprontam, elas brincam, elas choram... E achei isso fantástico. O livro me trouxe uma sensação de leveza muito bem-vinda, e realizei a leitura em poucas horas. Mas não pensem que o drama fica de fora.

Crianças + doença + cachorro = lágrimas. 


Foi muito comovente acompanhar as diversas fases pelas quais os meninos passam vendo a saúde da mãe se deteriorar e sem entender muito bem o que realmente está acontecendo; e também como os adultos abordam o assunto, omitindo um pouco aqui e ali, mas depois, e com bastante delicadeza, mostrando a verdade para eles.

O George tem uma relação muito bonita com as palavras, assim ele escreve suas favoritas em negrito e as palavras que ele não gosta são escritas em uma fonte bem menor, assim.

O livro está um capricho só! Com uma lousa no começo de cada capítulo onde o George enumera fatos, a arte gráfica está impecável. A fonte tem um ótimo tamanho e o espaçamento também. Não encontrei erros de revisão.


Indico essa leitura para todas as idades! Tenho certeza que o George e sua grande família irá encantar a todos :)

15 comentários :

  1. Que graça de edição!
    O que mais me chamou a atenção foi o fato de algumas palavras serem escritas diferentes de acordo com o gosto do protagonista, que é uma criança - Li Extraordinário com medo de ser entediante por ser narrado por uma criança e mordi minha língua MUITO forte! - . Espero ter a chance de ler esse livro e me emocionar também!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição está mesmo um capricho! Leia, sim! Espero que goste bastante <3
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Gabrielly!
    Vejo lágrimas e mais lágrimas com essa leitura. Deve ser muito difícil ver a mãe passar pela doença. :'(
    Adorei essa interatividade do personagens George com as palavras.
    Esse parece um livro lindo e estou muito curiosa para ler. Em breve ele vai chegar aqui em casa e estou louca para fazer a leitura.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma leitura emocionante, e os personagens são tão incríveis! Espero que faça uma ótima leitura <3
      Beijos!

      Excluir
  3. Olá!
    Só de ler a resenha meus olhos já marejaram, deve ser uma história muito bonita e triste de se acompanhar. Acho linda a iniciativa dos filhos animarem a mãe mesmo sabendo quase nada do que ocorre com ela. Fico feliz de conhecer uma história como essa porque gosto de obras emocionantes. Espero adquiri-lo em breve e conhecer mais desse universo e principalmente esse cachorro <3
    Beijos e muito sucesso!
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo muito bonita, e um pouquinho triste também. Leia simmm, tenho certeza que irá amar <3
      Beijos!!!

      Excluir
  4. Olá, tudo bom?
    Apesar de ter sido conquista pela capa e sinopse, não pretendo ler. Ando fugindo de sick-lits por motivos de: não sei lidar depois, fico de coração partido sempre, principalmente com crianças e cachorros. Mas adorei a sua resenha.

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Robm tudo bom? Ah, que pena! Mas entendo você :) Quem sabe um dia você acaba dando uma chance ao livro :D
      Beijos!

      Excluir
  5. Olá Gaby!
    Estou louca por esse livro, pois ele tem uma combinação que me agrada ao extremo.
    Gostei de saber que a leitura te agradou e achei a edição um primor. Deve ser, mesmo, muito emocionante acompanhar todas essas fases.
    Esse livro me lembrou um pouco de Sete minutos depois da meia-noite.
    Dica anotada, sem dúvidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da dica, Bruna!! Espero que faça uma ótima leitura <3
      Beijooos

      Excluir
  6. Olá,

    Essa é a segunda resenha que leio do livro, estou com muita vontade de fazer a leitura dele, mas infelizmente, eu ainda não tive oportunidade. O fato de envolver crianças e animal me anima muito, deve ser uma história muito, muito, muito boa. Adorei a sua resenha, ela me animou bastante e assim que eu fizer a leitura do livro compartilho minhas opiniões com você!

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irei amar saber o que achou!! Boa leitura :D
      Beijos

      Excluir
  7. Oi, esse livro chegou aqui em casa essa semana e me despertou bastante o interesse com sua capa e fiquei curiosa para saber do que se tratava. Mas como estava mais ansiosa e curiosa sobre outros que chegaram eu acabei nem me ligando no momento para procurar! kk Então ver aqui essa história que trata de um assunto tão triste, com a visão inocente de uma criança é algo que já me fez ver que vou chorar e não será pouco! Estou ansiosa para conferir e saber mais sobre, espero gostar tanto quanto você. Já vou separar meus lencinhos aqui <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  8. Oiii tudo bem???

    Amo livros narrados por crianças, e sim, se mistura essas 3 coisas significa que muitas águas irão rolar.
    Vou adicionar aos meus desejados.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!