Favoritos de 2014 (em construção)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Tutor, de Sue Hecker

Imagem relacionadaAutora: Sue Hecker
Série: Mosaico #2
Editora: HarperCollins Brasil
Ano: 2017
Páginas: 384
Skoob
Sinopse: Em plena festa de réveillon, Pedro Salvatore é surpreendido por uma chamada urgente do hospital. Um casal conhecido havia sofrido um grave acidente de carro. Durante os dias de agonia que precederam as mortes, a mulher teve forças apenas para instituí-lo como tutor de sua filha de 17 anos, Beatriz Eva. Aos 32 anos, Pedro é um homem marcante, consciente de suas virtudes, porém preso a medos que o tornaram solitário e atormentado por pensamentos compulsivos. Agora, ele terá de enfrentar um grande desafio: se encarregar da educação de uma adolescente com amnésia e que o seduz a todo o momento. Bya se apaixonou por Pedro desde o primeiro instante em que abriu os olhos e viu aquele homem alto e de olhar penetrante ao lado de seu leito hospitalar, velando seu sono. Ela ignora o passado dele, mas sabe que sua vida será dedicada a conquistar a afeição daquele que se tornaria seu tutor. Dois corações maltratados pelo destino. Duas almas que se encontram na tragédia. Dois corpos que clamam por saciar um desejo cada vez mais irresistível. Até que ponto Pedro seria capaz de parar de racionalizar e se entregar a um amor verdadeiro, aquele que finalmente daria sentido à sua existência?

Pedro Salvatore é um arquiteto bem sucedido em sua profissão, atraente e com tudo planejado. Quando recebe uma ligação durante uma festa de réveillon, ele não podia saber, mas sua vida mudaria para sempre. Um casal de amigos sofreu um grave acidente de carro e a única sobrevivente, a filha de 17 anos, Beatriz Eva, está entre a vida e a morte, e agora é sua mais nova responsabilidade.

Agora ele é um tutor, e precisa modificar toda sua vida para acolher a jovem e bela Beatriz, que perdeu a memória em decorrência do acidente e está precisando de todo cuidado possível. Apesar de querer se distanciar o máximo possível da adolescente, Pedro não consegue se afastar.

Bya se apaixonou pelo seu tutor no momento em que o viu pela primeira vez, ainda no hospital, e faz de tudo para chamar sua atenção, mas sem querer ser um fardo em sua vida. Aquele homem de olhar penetrante, que tanto fez por ela, não sai de sua cabeça, e com o tempo seu amor por ele só aumenta, com a convivência diária sob o mesmo teto.



Pedro tenta afastar os pensamentos inapropriados que tem com sua pupila, mas a atração que sente por Bya apenas aumenta, deixando-o sem saber como agir. Os anos passam e  o senso de responsabilidade que tem o afasta da linda mulher que ela se tornou, enquanto seus desejos o aproxima. Mas ele guarda segredos, e não sabe como lidar com os fantasmas que o atormenta. 
"Quando projetamos a importância e o tamanho de uma porta, não imaginamos os sentimentos que podem transmitir ao ser aberta ou fechada. Para muitos, é somente uma passagem de entrada e saída. Mas, quando é fechada por alguém que foi magoado, dói não termos forças para abri-la e dizer que tudo foi um mal-entendido."
Tutor é o segundo livro da série Mosaico, da autora brasileira Sue Hecker, mas a leitura pode ser feita de forma independente. É um romance erótico e, assim sendo, não é uma leitura recomendada para menores de 18 anos, com cenas descritivas de sexo.


Quando iniciei essa leitura, não sabia muito bem o que iria encontrar, e essa foi de certa forma uma obra que me surpreendeu em alguns aspectos. Apesar de focar bastante no romance, o livro aborda temas muito interessantes como TOC, que foi bem elaborado e inspirado no filho da autora. O livro também fala de superação, com dois protagonistas que passaram por grandes traumas e continuam lutando; também temos a descoberta do amor, o valor da verdadeira amizade e relações familiares.

A narrativa é em primeira pessoa, e sob o ponto de vista de ambos os personagens, Pedro e Bya. Alguns capítulos são narrados por ambos, o que achei bem confuso. A escrita da Sue é bem envolvente e são muitas as cenas que usam e abusam do humor, o que tornou a leitura bem divertida em certos momentos.

Algumas coisas me incomodaram um pouco, como a imaturidade da Beatriz em determinadas situações e as crises de ciúme entre o casal. 


Esse é um livro que agradará bastante os fãs do gênero, que procuram uma narrativa envolvente e com cenas bem apimentadas, e isso que é o que não falta neste livro aqui. Quem gosta de romance erótico não pode deixar de conferir as obras da Sue, que conquistou milhões de leitores na internet e está fazendo sucesso nas redes.

A edição está bem caprichada, com páginas amareladas, fonte de bom tamanho e um detalhe de rosa em cada capítulo, algo que tem bastante a ver com a história. Encontrei alguns poucos erros de revisão, mas nada que atrapalhasse a leitura.

6 comentários :

  1. Adoro este tipo de histórias bem apimentadas! Achei a historia bastante envolvente e com certeza terei todo o prazer em o ler !
    Beijinhos :)

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia essa autora nem obras dela. A resenha se faz objetiva e bastante esclarecedora; parabéns. Esse gênero não me agrada, mas fica a dica para os que gostam!

    ResponderExcluir
  3. Não sou fã do gênero, mas realmente a edição parece caprichada.
    Um ponto positivo para mim talvez seja a narração em primeira pessoa, com os dois pontos de vista, o humor e os temas paralelos, como o TOC e a superação.

    Para os fãs, deve ser uma leitura bem legal.

    ResponderExcluir
  4. Gosto do gênero hot, e não conhecia esta serie. Quero ler e ver como ele vai fazer com a atração que sente por ela, ainda mais morando no mesmo teto. Só acho uma pena ela ter algumas atitudes infantis.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá !!! Adquiri esse e o 1º livro recentemente e estou curiosa para começar a leitura.
    Ficou muito boa sua resenha. É linda essa capa e bem interessante.
    super bjooooo

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu estou vendo muitas pessoas falarem desse livro, e como sempre gostei muito de um bom hot, espero poder conferir essa série em breve. Essa imaturidade da protagonista também me incomodaria, mas não tanto para atrapalhar a leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!