Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Todo Mundo Vê Formigas, de A.S. King

Autora: A.S. King
Título original: Everybody Sees the Ants
Editora: Gutenberg
Ano: 2016
Páginas: 240
Skoob
*Exemplar cedido em parceria com a editora.
Sinopse: A 1ª coisa que você precisa saber é que tudo o que eu fiz foi uma pergunta idiota. A 2ª coisa que você precisa saber é que essa pergunta idiota me trouxe muitos problemas com Nader McMillan, o cara que faz bullying comigo desde que eu tinha 7 anos. E uma semana atrás ele pegou bem pesado comigo. Foi aí que eu comecei a ver formigas. A 3ª coisa que você precisa saber é que meu avô Harry desapareceu durante a Guerra do Vietnã e nunca foi encontrado. Então, todas as noites, eu tento resgatá-lo da sua prisão na selva em meus sonhos. Mas nunca consigo. A 4ª coisa que você precisa saber é que minha mãe é uma lula e meu pai, uma tartaruga. Ela tenta afogar os seus problemas nadando o dia todo em uma piscina pública, e ele nunca está por perto e desaparece dentro da casca no primeiro sinal de confronto. Então, se juntarmos Nader McMillan, a minha pergunta idiota, vovô, e tudo o mais na minha vida, somos só eu e as formigas. 

Em Todo Mundo Vê Formigas acompanhamos o adolescente Lucky Linderman, que está no primeiro ano do ensino médio e vê todo mundo a sua volta surtar quando tudo o que ele faz é uma pergunta: se você fosse cometer suicídio, qual método usaria? Para o garoto essa é uma pergunta no máximo idiota; para os adultos, um ato de rebeldia, um grito de socorro... quem sabe?

Essa mesma pergunta faz sua situação com Nader McMillan piorar. O valentão da escola escolheu Lucky como alvo há muitos anos, e faz da vida dele um verdadeiro inferno, com agressões cada vez mais pesadas. E ninguém faz nada. Seus pais não fazem nada, nem a escola, nem ele mesmo. Então ele resolve se calar, e parar de sorrir.


Depois de um episódio violento, a mãe de Lucky resolve fazer uma viagem e levá-lo junto. Assim vão para a casa de seus tios, onde ele precisa conviver com Jodi, uma mulher totalmente pirada que tenta a todo custo provar que o menino é um suicida.

Mas nem tudo está perdido ali. Ele faz amizade com um grupo de meninas e se apaixona por Ginny, mas uma hora ele sabe que terá que voltar para casa...
"Sei que vai haver momentos melhores na minha vida, e que talvez eu até mesmo me torne alguém importante, mas se o tempo todo eu tiver que ficar aguentando gente cretina, então qual é o sentido disso tudo?"
Além dos problemas reais com sua família, colegas e com si mesmo, ele ainda precisa lidar com os sonhos que tem com o avô, que foi para a guerra do Vietnã e sobre quem ninguém tem notícias. Nos sonhos, o garoto faz de tudo para resgatar o cada vez mais debilitado soldado. Quem sabe se conseguir trazê-lo de volta, seu pai volte a enxergar o próprio filho e o mundo a sua volta.


Esse é um livro sobre Bullying, mas apesar de esse ser o tema principal, acho que a autora não o abordou tão bem como poderia, além de ter deixado muitas pontas soltas sobre a relação do Lucky com seu agressor. Eu esperava um pouco mais nesse quesito.

De qualquer forma, essa foi uma leitura proveitosa. O personagem em certo momento começa a enxergar formigas, e essas formigas podem significar um monte de coisas, como uma projeção de seus próprios medos e receios, por exemplo. É legal também acompanhar a relação do nosso protagonista com seus pais, que negligenciam demais o menino, sempre escondendo tudo debaixo do tapete para lidar "depois".


Esse foi meu primeiro contato com a autora, e apesar de ter gostado, sinto que poderia ter sido muito melhor. E por isso lerei outras de suas obras. Sua escrita é bem jovem e acessível, com diálogos realistas e um ritmo que prende o leitor do inicio ao fim.

A edição está mega caprichada, com muitas formiguinhas ilustrando o livro e essa capa maravilhosa. O título é bem instigante e combina muito com a narrativa. A editora fez um lindo trabalho.

29 comentários :

  1. Olá
    Acho vi ainda não li resenhas sobre esse novo livro da A.S. Mas tenho muita curiosidade de fazê a leitura da mesma. Acho que falar de suicídio rente é algo que deixa qualquer um apavorado e se alguém chegar em mim e fazer essa pergunta eu não sei o que diria ou reagia kkk. Amei essa capa também é espero curti muito a leitura. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu não conhecia esse título, mas já fiquei bem curiosa e adorei poder conferir suas impressões a respeito. A temática é bem importante e atual, e é uma pena que você tenha esperado um pouco mais nisso. De qualquer maneira, pelo visto é uma leitura bem jovial e ágil né?! Achei a capa bem bonita e chamativa!
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Fer!
      E a capa é realmente lindíssima!
      Beijos

      Excluir
  3. Achei a arte gráfica do livro linda. Amo capas azuis!!!
    Espero que nas suas próximas experiencias com a autora, os enredos te prendam mais. Da minha parte, fiquei bem curiosa!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei a edição belíssima, Ivi! Lerei outra obra da autora em breve <3
      Beijos!

      Excluir
  4. Oie! Tudo bem? Não conhecia esse livro, mas achei a capa muito linda! E pelo o que li em sua resenha eu com certeza leria ele! Ainda mais falando sobre Bullying são livros que em sua maioria nos trazem bastante ensinamentos e é uma situação que acontece bastante no dia a dia das pessoas!
    Bjss http://resenhasteen.blogspot.com.br/2017/01/meta-um-capitulo-por-dia.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se interessado pela leitura, Nay!
      beijão

      Excluir
  5. Eu queria tanto ler esse livro, mas vou considerar sua resenha, adorei a outra obra da autora (Por favor ignore vera dietz) e esperava que essa história fosse tão boa quanto ela ): Mas a capa é linda demaaaais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que o livro funcione melhor para você, Dayhara! Dê sim uma chance para a leitura :D
      Beijos

      Excluir
  6. Olá!
    Assim que vi a capa desse livro, me interessei e fiquei com vontade de ler.
    Espero que eu consiga ler esse ano ainda. =p

    http://feliciity-unjourdepluie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Ainda não li esse livro, mas estou bem curiosa para ler.
    Gostei de conhecer suas impressões e fiquei contente por saber que você gostou do livro, mas triste, por você ter visto mais potencial do que foi mostrado.
    Gosto da temática e ano que a leitura vai valer a pena, no geral.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Bruna! Apesar de o tema principal não ter sido tão bem trabalhado como poderia, é uma leitura bem envolvente e pode agradar outros leitores.
      beijoos

      Excluir
  8. Oiee ^^
    Eu vi a respeito desse livro há alguns dias, mas só a sinopse. Poxa, é uma pena que a autora não abordou os assuntos e as relações como poderia, fiquei um pouco desanimada agora *-* mas, ainda assim, é um livro que eu quero muito ler, e espero gostar. Mas vou abaixar as expectativas *-*
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro ou a autora, mas a capa é bem atrativa.

    Só na sinopse já me atraí pelo livro, já imaginando as razões pela qual ele vê formigas. Parece ser um livro tocante, quero muito lê-lo, é meu tipo de livro \o/

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esta obra, é um gênero que gosto bastante, acho que vou procurar ler. Que pena você não ter gostado tanto, mas achei legal da sua parte dar outra chance pra autora. Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Acho que um livro desse é bom para aqueles que estão começando na leitura, para os mais jovens e que estão passando por momentos difíceis. Eu teria estado agradecida de conhecer esse livro há alguns anos. Adorei a resenha e achei a capa linda.

    Um abraço!
    Parágrafos & Travessões

    ResponderExcluir
  12. OI,

    Eu adorei a capa do livro e suas fotos. Suicídio é um tema que tem me interessado muito, porque estou muito preocupada com a onda de jovens tirando a própria vida. No meu círculo de amigos, três pais já perderam os filhos para o suicídio. Sua resenha me deixou super interessada no livro.

    Bjus
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Sua resenha é a primeira que confiro a respeito do livro e preciso dizer que adorei a sua sinceridade em relação aos pontos negativos, é importante destacar isso. Eu acharia bem estranho o tema principal de um livro ser bullying e ainda assim, a autora deixar pontas soltas.. creio que isso é um erro bobo. Enfim, não culpo as pessoas por acharem que o menino é suicida, pois realmente é uma pergunta estranha, haha. Espero ler o livro um dia e perceber como tudo se relaciona com as formigas.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Já tinha ouvido falar do livro, mas nunca tinha lido nenhuma resenha sobre ele. A sua foi a primeira e eu amei!
    Gostei muito de ver sua opinião sobre o livro. Não gosto muito de ler temas que abordam o bullying, embora seja necessário para entender muitas coisas que acontecem por causa dele.
    Amei a resenha,
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oii, adorei a capa do livro, muito fofa. Nunca ouvi falar dele, sua resenha foi a primeira que conferi, gostei bastante, do livro e da sua escrita também. Adoro temas sobre bullying por isso creio que esse será um livro que irei gostar bastante, é muito importante nos aperfeiçoarmos de leituras assim, pra entendermos nosso mundo.
    Gostei bastante, beijos.

    ResponderExcluir
  16. A autora tinha um bom tema nas mãos, e que pena que não aprofundou ou mesmo estudou mais para passar no enredo. Não conhecia o livro, e se a autora tivesse trabalhado nele melhor eu daria uma chance. A diagramação está muito linda e chama atenção.

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem? Não conhecia o livro e tenho lido pouca coisa do tipo. É super importante abordar temas como o Bullying, só fico triste pelo fato da autora não ter se aprofundado nisso. No momento não leria, mas vou anotar a dica, beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Desconhecia a obra e fiquei bem curiosa para saber mais sobre ela.
    Me desanimou um pouco saber que o tema principal não foi tão desenvolvido e que ficaram algumas pontas soltas quanto a Lucky e seu agressor.
    Parece ser uma leitura até que agradável e pretendo deixar a dica anotada para o futuro.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Gabrielly, tudo bem?
    A resenha que tu escreveu me deixou com sincera vontade de ler esse livro nem que seja para xingar o bully desgraçado que incomoda o protagonista. Já passei por isso e sei o quanto isso faz a gente sofrer. Eu tive, ao contrário do guri do livro, a sorte de ter pais que sempre foram presentes na minha vida e nunca me negligenciaram. Mesmo sem ter lido, consigo imaginar tudo o que ele passa. Dica anotada.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Oie,
    A capa é realmente linda, e a premissa é legal, mas seu comentario sobre a falta de desenvolvimento sobre o bullying me deixou com um pé atrás com a leitura, então no momento eu passo. Mais pra frente talvez eu leia.

    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  21. Oi! Que edição mais linda essa da Gutenberg! O Lucky tem seu proprio jeito de ver o mundo e descrever as coisas ne? Com a protagonista de Mentirosos também é meio assim, às vezes a gente até fica em duvida sobre o que é metafora e o que tá rolando mesmo. Não sei se leria, não estou muito para dramas ultimamente, mas enfim. Abraço!

    ResponderExcluir
  22. Oieee
    Tudo bom?
    Acho importante quando autores abriram sobre builling, pois acho que é uma maneira de conscientizar a todos.
    Uma pena não ter sido bem abordado o tema e terem ficado pontas soltas.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!