Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Se o Vento Diz, de José Fernando Guedes

Autor: José Fernando Guedes
Editora: Imprimatur
Ano: 2016 (2ª edição)
Páginas: 68
Skoob
*Livro recebido em parceria com a Oasys Cultural
Sinopse: Uma visão muito particular da vida – por quem lida, no dia a dia, com a morte – está expressa de maneira delicada e suave, e ao mesmo tempo incisiva, nas poesias de Se o vento diz. O autor é o neurocirugião carioca José Fernando Guedes, cuja maior parte do tempo é dedicada à incrível tarefa de reparar a ‘morada da alma’, para ser mais poético, ou o ‘hardware mental’, para ser mais pragmático, de seus pacientes. O restante, ele investe na escrita e no manancial onde se abastece: a observação atenta da natureza. Os poemas de Se o vento diz refletem esses momentos de introspecção que deságuam em insights preciosos do autor, expostos em seus versos.


Se o Vento Diz trás uma reunião de delicados poemas que me tocaram profundamente. O amor de um filho; dois amantes compartilhando momentos; a saudade... José Fernando Guedes passeia por diversos cenários neste que é seu primeiro livro de poesia. Textos dramáticos, românticos, trágicos; sua escrita é acessível a todos que já gostam do gênero, mas também àqueles que possuem uma pequena bagagem na leitura de poesia. E uma coisa é certa, ele irá tocar cada coração de uma forma única. São textos belos e simples, e aqui utilizo de uma frase do filme Sociedade dos Poetas Mortos: "Às vezes a poesia mais linda é sobre coisas simples".


Mas, apesar de simples, sua escrita é muito rica. Marquei vários poemas, meus favoritos, que serão relidos muitas e muitas vezes. Sabe aquele livro que colocamos na cabeceira ou na bolsa para lermos de pouquinho? É esse o caso. Mas como eu devorei o livro (e já reli uma vez) só me resta reler outras tantas mais...


Cão Aninhado

O cão se aninha junto à velha
No sofá velho de anos.
Estão só os dois, companheiros fiéis
verificando a sutileza das coisas
Num momento de silêncio.

Ambos se Compreendem
Nada falam porque é necessário.
Respiram apenas. Continuam vivos.
E o contato quente do peito da velha
Faz o cão feliz.

Por vezes o cão suspira, um suspiro profundo.
E a velha acaricia o focinho amigo.
Os dois se bastam num mundo frio e cruel.

A velha se aninha junto ao cão.
No sofá velho de anos
E assim, desse exato modo,
Serão encontrados um dia.


Fica aí um pouco da poesia de José Fernando Guedes para vocês conhecerem! Eu super indico a leitura, e espero ter a oportunidade de vir a ler mais coisas do autor no futuro. É difícil falar de livros do gênero, mas espero que tenham gostado do post.

Links para compra: Livraria Travessa | Lojas Americanas

18 comentários :

  1. Na escola sempre tive receio de poesias, justamente pela dificuldade que tinha em interpretar o que o poeta queria passar. E pela minha dificuldade em dizer muito escrevendo pouco. Por isso, costumo gostar justamente do simples, porque ele pode ser rico, pode ser sensível, pode ser excepcional, pode ser fabuloso, sem firulas. Indo direto ao coração da gente. Obrigada pela indicação. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    A poesia sempre foi difícil para mim, eu preciso estar na vibração certa para poder apreciar da maneira certa. Gostei bastante do Poema que você apresentou, se todos tiverem essa mesma pegada acho que também marcaria vários

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhh que livro mais amorzinho menina, fiquei apaixonada e espero um dia também ter a oportunidade de ler em breve, achei a edição linda!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  4. Oiii!!

    Por não curtir muito ler poemas, eu acabo ficando sem saber muito dos lançamentos, mas eu adorei conhecer esse livro!
    Gostei bastante das fotos e dos trechos escolhidos! Ótima dica!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post! <3
    Faz muito tempo que não leio livros de poema e esse parece ser maravilhoso. Adorei o poema sobre Amor que você fotografou!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Fabi.
    Suas fotos ficaram incríveis, mas poesia com certeza não é para mim!!
    Achei os textos delicados, mas vou deixar passar!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Confesso que não gosto muito de poesia.
    O livro é uma ótima indicação, mas vou deixar para outro momento. QUem sabe mais para frente eu decida ler o livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Oi Gabrielly
    Os poemas que você mostrou são realmente lindos e muito tocantes, de uma sensibilidade sem igual.
    É realmente difícil falar sobre livros de poemas, mas você se saiu bem.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Oioi, tudo bem?
    Muito lindo o seu post sobre o livro Se o Vento Diz, de José Fernando Guedes.
    Nãoo conhecia antes e gostei do que foi apresentado.
    COnfesso que nao sou mto de ler poemas, ate gosto, mas leio muito pouco.
    Vou tentar ler tb.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  10. Muito bom poder se informar sobre novos poemas nacionais. Faz tempo que eu não leio livro de poemas, ou poesias e isso me trouxe muita saudade. Eu mesma escrevi muitos durante minha juventude. São lindos os que você postou e vou anotar para procurar o livro! Obrigada!
    Drica.

    ResponderExcluir
  11. Que gracinhaaaa esse livro! Não tenho nenhum livro de poesia, acredita?
    são tantos na lista que, confesso, acabo deixando-os de lado.
    Mas adorariaa ter um desse em mãos, deve ser ótimo para deixar perto da cama, folhear e ler alguma.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. olá, sempre fui apaixonado por livros de poesia, eles sempre me fazem viajar e sentir todo tipo de emoção reunida. Amei a diagramação e este poema trazido por você, é algo bem gracioso e gostoso de ler. Já anotei aqui.

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Não sou muito fã de poesias, mas admiro quem sabe escrever, é um talento incrível, e os poemas do José são maravilhosos!!!

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Confesso que não sou de ler livros de poesias e poemas, por isso Se o Vento Diz pode trazer uma dificuldade de leitura por mim. Não sei se arriscaria nesse momento, mas quem sabe no futuro?
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, achei o livro fisicamente muito bonito e acho encantadora a ideia de poesias e poemas, mas a verdade é que não sou realmente fã da leitura dos mesmos. Um ou outro, esporadicamente, até vai... Mais um livro só de poemas, mesmo que para ler um por semana, não combina muito comigo.

    ResponderExcluir
  16. Eu amo poesias e poemas, apesar de ler poucos. Esses poucos selecionados me fizeram ter consciência da beleza e sutileza que esse autor escreve. Gostei muito, além dele ser lindo fisicamente. Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Fiquei apaixonada por essa capa, retrata toda a beleza que você viu na obra. Infelizmente poemas não são o meu forte, então deixo essa dica de lado no momento.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?
    Que linda a sua resenha! Adorei as fotos e amei o poema que escolheu para destaque.
    E mesmo que a minha vibe não esteja para poemas, posso dizer que até bateu curiosidade para conhecer mais desse autor. Sendo assim, marquei sua dica na minha lista de futuras leituras.
    Abraços

    http://www.viciadosemleitura.blog.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!