Favoritos de 2014 (em construção)

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

In Nomine Patris – Dominus Mortuorum, de Décio Gomes

 Dominus Mortuorum
Título: Dominus Mortuorum
Série: In Nomine Patris #1
Gênero: Terror, Sobrenatural
Autor: Décio Gomes
Editora: Tribo das Letras
Ano: 2014
Páginas: 169
Skoob
Sinopse: Jullian Bergamo é um padre missionário que realiza trabalhos para a igreja católica. Mas não um padre comum. Ele é um venator: um membro da igreja especialmente treinado para caçar e eliminar demônios. Após ser transferido de sua antiga comunidade para a cidadezinha de Willinghill, Jullian depara-se com um caso singular: pessoas mortas levantando-se de suas tumbas e vagando livres pela cidade. Logo ele conhece a origem do problema: o Mormo, um terrível demônio necromante que possui cadáveres e os transforma em violentos mortos-vivos. Munido com sua fé e coragem, o jovem padre enfrentará um dos casos mais marcantes de sua trajetória como venator: eliminar o Mormo, enquanto tenta sobreviver às hordas de mortos-vivos que farão de tudo para devorar cada pedaço de sua carne.


Jullian Bergamo é um jovem padre que cresceu em um mosteiro após a morte de sua mãe adotiva. Logo cedo Jullian demonstrou certo dom para sentir coisas que as outras pessoas não sentiam, e ao atingir a maioridade já tinha destruído um demônio e feito um perfeito e completo ritual de exorcismo. Destacando-se dos demais Jullian foi integrado à Ordem dos Venatores, que são um tipo de exorcistas.

Os venatores não podem passar mais de 665 dias em uma mesma cidade, pois o risco de ter o coração dominado pelas trevas é certeiro, por isso Jullian está a caminho da remota cidade de Willinghill. Na mesma noite em que chega a cidade Jullian se vê a caminho da casa de George Mosley, que está em apuros. O filhinho dos Mosley que foi enterrado três dias antes, após uma queda de uma árvore, simplesmente apareceu na porta de casa agindo de um modo muito suspeito. Tendo ouvido boatos sobre as atividades de Jullian, George não perdeu tempo e foi em busca de sua ajuda.
“Os olhos da mulher arregalaram-se, tomados por um horror que jamais sentira antes. À sua frente estava seu filho de onze anos. O filho que, três dias antes, havia sido deixado para trás em uma cova funda no cemitério de Willinghill."

Preparado para lidar com um simples exorcismo Jullian acaba irritando ainda mais o espírito que possuiu o pequeno Adrian pois os Mosley, com medo, omitiram a morte do garoto prejudicando o ritual. O demônio em questão é o Mormo, um demônio pavoroso que vive no cemitério e possui corpos de pessoas que tiveram uma morte terrível, e alimenta-se da dor de sepultamentos carregados de grande tristeza.

O Mormo é um dos mais poderosos demônios necromantes, agem como generais de Lúcifer, são os senhores dos mortos. Uma de suas especialidades é transformar pessoas em mortos vivos.
“Inesperadamente, uma intensa e conhecida dor de cabeça o deixou levemente tonto; ele abriu os olhos, e acima do telhado do hospital pousado como uma gárgula cruel sobre a fachada de pedra, viu o Mormo, o demônio necromante, orgulhosamente observando a destruição que trouxera para Willinghill."
O período para as atividades do demônio necromante não poderia ser pior, pois logo chega o aniversário da cidade e toda a população de Willinghill se encontrará a céu aberto na praça da cidade para celebrar a data. Padre Jullian cada vez mais determinado a acabar de uma vez por todas com toda a desgraça aceita a ajuda de George para caçar e exterminar o demônio de uma vez por todas.


Me encantei com In Nomine Patris assim que li sobre esse livro em uma programação de um evento literário que teve aqui em Recife. Infelizmente não pude ir ao evento, mas os nomes do livro e do autor estavam bem guardados na minha memória. Quando fui a Bienal aqui em Pernambuco em 2015, encontrei um estande com autores independentes e quem estava lá? Décio Gomes, eu quase surtei com tanto livro legal no estande, mas sabe como é vida de pobre né, eu tive que escolher apenas um. O Décio autografou meu livro e saí de lá com vários marcadores dos outros livros dele que um dia espero ter o prazer de ler.
“No início, tudo era Escuridão. Escuridão fria, Escuridão vazia, Escuridão voraz. E a escuridão, com seus cabelos compridos, sua capa intransponível, reinava."
A leitura foi fantástica e logo me envolvi com a leitura e com os personagens. O livro conta de uma forma bem sucinta, mas emocionante, a jornada do jovem padre até se tornar um venator. O personagem do George é muito importante para trama e traduz bem a lealdade que buscamos em um amigo.

O livro me surpreendeu não só com a história, mas também com a edição em si. As páginas são amarelas, e as letras têm em bom tamanho (detesto livros que além de folhas branca vem com umas letrinhas miudinhas), e na parte inferior da folha tem uma marca de água da silhueta de um cemitério – Achei sensacional!. Enfim, indico muitíssimo esse livro nacional.

31 comentários :

  1. Olá,

    Quando vi o gênero ali em cima, perdi todo o interesse na obra hahaha, sou medrosa demais para livros de terror, e confesso que não tenho o hábito de lê-los. Quem sabe um dia, mas por enquanto não seria algo que tenho vontade de ler.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thayenne,
      Obrigada por conferir a resenha.
      Beijos

      Excluir
  2. Estou doida para ler essa série, adoro essa pegada. Infelizmente, quando tive parceria com a editora, eu o solicitei, mas nunca cheguei a receber meu exemplar. Ai tive de cortar gastos e não pude comprar ainda. Ler suas resenha só reforça meu desejo de ler esse livro, acho essa capa maravilhosa ♥

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz Raíssa.
      Também estou em contenção de despesas por isso ainda não comprei a sequência. Quero muito saber o que acontece com Padre Julian.

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Kamylla!
    Eu ganhei esse livro na fanpage da Bienal em 2015, fui lá conheci o Décio. A premissa realmente instiga, mas não tive vontade de ler até hoje. Mas a tua resenha super me entusiasmou, parece ser uma obra e tanto ein? Agora me diga uma coisa, tem continuação? ou os demais da série são outras histórias?
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamilla (que nome lindo!)
      A livro é muito bom e vale suuper a pena lê-lo. É uma série sim, e tem o segundo livro - Sanguinis Sigillum - já publicado.
      Pelo que li, o segundo livro segue com as "aventuras" do Padre Julian. Mas nesse segundo o inimigo é outro e ele encontrará novos companheiros.

      Espero ter ajudado.
      Beijos

      Excluir
  4. Bem legal sua resenha, mas passo a dica, o gênero não me atrai, na verdade tenho pavor de leitura assim. Mas que bom que o livro lhe surpreendeu.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu adoro leituras desse gênero mas confesso que morro de medo e esse livro parece ser bem gráfico, contando muitos detalhes, então imagino que seja uma péssima leitura para ser feita a noite hahaha Adorei a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina,
      O livro é detalhista sim, mas não me deu medo em nenhum momento da leitura.
      Beijos

      Excluir
  6. Ola!
    A capa desse livro me chamou bem a atenção e para falar a verdade a história também... mas eu sou uma pessoa muito medrosa e tive a sensação de que é de terror?
    Esse livro da medo?

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mayara,
      medo, medo, medo não dá. Mas dá pra ficar um pouco apreensiva.
      Beijos

      Excluir
  7. Oiii, tudo bem?
    Confesso que fiquei bastante instigada a querer realizar a leitura desse livro, parece ter bastante suspense e aventuras a ser descobertas, amei as fotos, mostra a edição de como ela é linda.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Morgana,
      A edição é linda sim. Me surpreendeu bastante, comparando com outros títulos da mesma editora.
      Abraços.

      Excluir
  8. Olá! Nossa, fiquei mais do que interessada em ler esse livro. O suspense em torno da história e também o terror que deve ter, me deixaram bastante curiosa! Parece trailer daqueles filmes de terror. Amei sua resenha, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  9. Oi Gabrielly,

    Nossa, terror gótico do melhor estilo! A Literatura Nacional está abrindo o seu leque de possibilidades, ainda bem. E pela sua descrição, parece ser uma série de livros muito boa. Adorei.

    Vou procurá-los para ler, grato pela dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alessandro,
      Está abrindo sim, e olha que esse livro foi publicado em 2014, ou seja, fazem dois anos que ele está no mercado e pouquíssimo conhecido. As grandes editoras infelizmente, já rejeitaram essa obra. Nos resta esperar mais livros com essa qualidade.
      Espero que aproveite a leitura.

      Agradeço sua atenção.
      Beijos!

      Excluir
  10. Oi Kamylla! ^^
    Não conhecia esse livro ainda, mas achei a premissa da história muito boa, apesar de ter poucas páginas sua resenha me transmitiu bastante detalhes que me fazem acreditar que irei gostar dessa leitura bastante. Obrigada pela dica!!!! :D

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Adoro quando vejo uma resenha de um livro que ainda não conhecia e ainda por cima é nacional. Eu adoro ler nacionais, mas acabo sempre dando preferencia a livros estrangeiros, uma manina que devo concertar o mais rápido possível.
    Eu tenho que admitir que não sou a maior fã de livros com demônios e exorcismos, mas esse livro me intrigou muito. Quero muito ler para saber o que vai acontecer e se Jullian vai conseguir ou não derrotar esse demônio.
    Eu adorei a resenha.
    Bjssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mychelle,
      fico muito feliz em saber que você quer ler esta obra e que gostou de minha resenha. Como você acabo dando preferência a livros estrangeiros e a pouco tempo comecei a ler nacionais. Tenho gostado muito dos livros da Carina Rissi e espero ler os próximos do Décio. O ruim é que livros nacionais acabam saindo um pouco mais caros que os estrangeiros. :(
      Beijos e até a próxima resenha!

      Excluir
  12. Olha, só de ver que era terror já comecei a ter arrepios, e depois que li a resenha tive certeza de que a obra não é pra mim. Esse Mormo aí parece mais do que eu consigo suportar, se transformar as pessoas em mortos vivos é só uma de duas especialidades não quero nem saber do resto... rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ju,
      Obrigada por dividir conosco sua opinião.
      Beijos!

      Excluir
  13. Olá,
    Confesso que por enquanto não gostei muito da premissa da obra.
    Não é um dos meus gêneros favoritos e também não gosto muito de tramas que tragam como foco exorcismos e demônios nem em filmes muito menos em livros. Não sei porque mas não prendem minha atenção.
    Adorei saber suas impressões e o melhor de tudo é saber que existe conteúdo tão bom e que é nacional.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Michele,
      Também adorei esse achado nacional. A qualidade da obra e da edição são fantásticos.
      Beijos

      Excluir
  14. Olá, tudo bem? A história tinha tudo pra me agradar, porém é terror e eu não me dou bem com esse gênero. Aliás não gosto de ler. Então fica difícil de gostar da premissa. Acho que o post atrairia mais pessoas que gosta desse tipo de literatura, por isso passo.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol,
      obrigada por dividir conosco sua opinião.
      Beijos

      Excluir
  15. Oi Kamylla, sua linda, tudo bem?
    Nem tudo do gênero do terror eu aguento ler, pois sou uma medrosa assumida, risos... Acho que esse livro me daria muito medo pelo tema que está abordando, só por isso não leria. Mas pelo o que contou, quem não tem medo, irá se deliciar com uma excelente história. Vou anotar a dica para indicar. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá! Cara, to falido! Preciso ler essa obra. Gostei da sua empolgação em falar do livro, abordando todos os detalhes e personagens da obra. Já quero ler e poder curtir. Vai ser mais sinistro ler de noite. Dica anotada!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!