Favoritos de 2014 (em construção)

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Açúcar de Melancia, Richard Brautigan

Autor: Richard Brautigan
Título original: In Watermelon Sugar
Editora: José Olympio
Ano: 2016
Páginas: 240
Skoob
*Livro cedido em parceria com a editora.
Sinopse:Uma breve novela fantástica, escrita por um ícone da contracultura americana na década de 1960 e, pela primeira vez, publicada no Brasil. De maneira sarcástica e um tanto nonsense, Brautigan conta episódios passados em ''Eu Morte'', um lugar onde quase tudo é feito de açúcar de melancia. Com uma linguagem original e poética, o autor nos transporta para um ambiente surrealista, mas que também se assemelha ao cotidiano banal de uma pessoa comum. Uma crítica bem-humorada à mecanicidade das nossas ações.

Depois que todos os tigres foram mortos, euMorte se tornou um lugar melhor para se viver. Os animais praticamente dizimaram a população de Açúcar de Melancia, que conta agora com pouco mais de trezentos habitantes.

Nosso personagem principal não tem um nome comum, e no início pede para que o leitor invente um nome. Irei chamá-lo de Protagonista. Ele é um homem comum, que mora em uma cabana afastada e está trabalhando em um livro, que ainda não tem uma história de fato. 

Esse personagem está em um momento de contemplação e nos apresenta aos poucos cada detalhe daquele estranho lugar, onde tudo é feito com açúcar de melancia, a obra prima deles. Pontes, roupas, construções...  tudo - ou quase tudo - é feito do açúcar da melancia, e o óleo que acende as tochas e luminárias é feito de uma mistura de melancia e trutas , chamado de melantruta.

"Imagino que você esteja curioso para saber quem eu sou, mas sou desses que não tem um nome habitual. Meu nome depende de você. Me chame do jeito que quiser."

Os moradores do lugar são muito próximos e todo mundo conhece todo mundo, vivendo em harmonia. Mas euMorte já teve seus problemas, especialmente os ligados aos antigos moradores de Obras Esquecidas, uma gangue de bêbados que, uma vez, cometeram uma atrocidade... contra si mesmos. 

O nosso Protagonista mistura o momento presente com alguns fatos do passado, consultando sua memória, e nos narra também como foi a morte dos seus pais, devorados pelos tigres anos antes (é comicamente trágico).
"Em Açúcar de Melancia os feitos estavam feitos e foram feitos de novo como minha vida foi feita em açúcar de melancia. Vou contar como foi, pois estou aqui e vocês estão longe. Não importa onde, a gente precisa fazer o melhor que pode. Fica longe demais pra viajar, e não temos nada aqui para viajar, a não ser açúcar de melancia. Espero que isso dê certo."

Açúcar de Melancia é um romance fantástico, com elementos da distopia. Um livro extremamente cativante, porém totalmente nonsense. Algumas coisas simplesmente não faziam sentido nenhum, mas quanto mais o autor viaja em suas descrições mais o leitor se sente atraído pela bizarrice do enredo.

Os diálogos são bem enxutos, e lembram os diálogos reais, do dia a dia. Nada é muito floreado e não temos grandes acontecimentos, apenas acompanhamos alguns personagens em dias mais ou menos comuns. Não temos grandes picos no enredo, é realmente bem linear: nada de muito exitante acontece, mas o ritmo da narrativa é rápido.

"Retiramos o suco das melancias e cozinhamos até não restar nada além do açúcar, e depois o convertemos na forma desta coisa que temos: nossas vidas."

O grande destaque do livro está, sem sombras de dúvida, na ambientação. É um lugar fictício, uma sociedade distópica onde as pessoas não possuem grandes emoções com nada, principalmente com a morte; evidentemente estão acostumados com isso.

Se eu pudesse, certamente descreveria aqui cada detalhe de euMorte, pois é um dos lugares fictícios mais interessantes da literatura em minha opinião; mas quero deixar para que você, leitor, tenha uma experiência completa nessa leitura e consiga se surpreender, como eu mesma fui surpreendida, com tanta criatividade. 

É, realmente é um livro confuso, que não explica muito bem ao que veio, mas é a esquisitice da obra e as criticas, especialmente à sociedade na época em que foi escrita, que fazem de Açúcar de Melancia um livro ímpar; uma fantasia que pegará o leitor desavisado e o levará em uma viagem cuja paisagem é toda feita de açúcar de melancia.

"Tem um delicado equilíbrio em euMorte. Isso nos faz bem."
A edição possui uma capa muito bonita e a edição está caprichada. As fontes são grandes e as páginas amareladas. Não encontrei erros de revisão.


32 comentários :

  1. Oi Gabi
    essa capa é muito linda e não tenho dúvidas de que a edição deve estar muito caprichada!! Fiquei curiosa nessa ambientação, nos elementos que definem o gênero e por essa confusão a que você se referiu.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha a oportunidade de ler, Fer.
      Beijos!

      Excluir
  2. EI Gabrielly, que interessante esse livro. Confesso que fiquei rindo desses nomes. "euMorte" tudo é feito com "açúcar da melancia". Achei peculiar, diferente, e com uma premissa bem legal. Diferente de tudo que já vi e li até hoje, realmente parece ser legal. Depois vou procurar o exemplar, porque eu fiquei realmente bem curiosa! :)

    Bjs Mih!
    Paradise Books || @ParadiseBooksBr || @Mih_Francielle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente diferente de tudo o que li, um livro bem original e cativante. Espero que leia e goste bastante :D
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Gabrielly,
    Esse livro é no mínimo curioso. Com toda a sua bizarrice e histórias sem sentido, conseguiu justamente chamar a minha atenção pelo diferente. Fiquei super curiosa com a ambientação e o modo de vida deles. Espero ler futuramente.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo, Tammy, vale a pena toda a viagem :D
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Gaby, tudo bem? Não conhecia esse livro mas sua resenha me deixou curiosa. Vai pra minha lista com certeza. Parabéns
    https://facesemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Gaby, tudo bem? Não conhecia esse livro mas sua resenha me deixou curiosa. Vai pra minha lista com certeza. Parabéns
    https://facesemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Gaby,
    Achei o enredo estranho, confuso, será que é só impressão ? Essa coisa meio "viagem demais"me deixa meio incomodada, açúcar de Melancia, Eumorte, embora engraçados e curioso, acho que não funcionou para mim.
    E a questão dos tigres ? Rsrsrsrs
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro beeem maluco, mas eu adorei :D
      Beijos!

      Excluir
  7. Olá,
    Também achei o enredo um pouco confuso, porém fiquei curiosa para saber como ele cativa o leitor mesmo sendo nonsense e tendo todas essas bizarrices.
    Pretendo procurar para ler por simples curiosidade.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi
    O enredo me pareceu um tanto confuso, mas confesso que achei a capa e o título hiper legal. Gostei da ambientação e da proposta do autor em misturar vários elementos para desafiar o leitor. Realmente espero ter oportunidade de conferir de perto esses livros.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Oi Gaby, tudo bem?
    A capa desse livro é realmente linda e o título é bem fofinho.
    Achei diferente e interessante o fato de tudo na cidade ser a base de açúcar de melancia!
    Gostei da proposta do autor de trazer uma sociedade distópica, pois sou grande fã do gênero e sempre aprecio leituras do tipo.
    Estou bem curiosa com essa leitura, e espero ter oportunidade de realizá-la.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá Gaby,
    Nossa, ainda não conhecia esse livro e fiquei muito interessada na leitura. Você me deixou bem curiosa para conhecer a ambientação, pois ela parece ser incrível. Outra coisa que me intrigou foi o personagem não ter nome, achei isso legal, pois podemos dar o nome que quisermos.
    Os diálogos serem enxutos é outro ponto positivo.
    Enfim, anotei a dica e farei o possível para ler logo.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  11. Olá amoreca....
    Gostei bastante da capa do livro... Não o conhecia ainda, mais sua resenha fez parecer um livro muito diferente e ao mesmo tempo curioso de ler... Dica anotada!
    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu não conhecia a nobre, nas eu já comecei a ficar encantado só por essa fantástica capa, e um título um pouco incomum Rsrs. Depois de ler a sua resenha eu vejo que parece realmente ser um livro bem divertido,eu gosó de coisas com pegadas distopicas. Achei legal o nosso "Protagonista" deixar em aberto para a escolha de seu nome, me pareceu bem divertido! Vou anotar a sua dica e comprar quando for mais pra frente! Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Se eu fosse descrever o que captei do livro em uma palavra, acho que seria "surreal"! Além do título inusitado, a história toda é bem maluquete, mas de um jeito bom. Gostei disso do personagem querer que a gente o nomeie como bem entender. Dá mais interação entre leitor e protagonista narrador. Pela capa dá p ver que o local euMorte é bem... diferente?! rsrsrs... Gostei muito do livro, vou procurar!

    ResponderExcluir
  14. Oi, gabi, confesso que a história não me chamou atenção, principalmente porque não gosto muito de distopias e pela bizarrice de certas coisas no enredo. COnfesso que a única coisa que me chamou atenção aí foi a não comoção das pessoas com a morte e a crítica implícita a sociedade.

    ResponderExcluir
  15. O que mais me chamou a atenção no enredo, foi o fato das pessoas nãos e emocionarem com a morte, com a perda e acho que isso me fez interessar pelo livro porque acho que a morte é algo que não dá pra passar sem "sentir".
    Valeu pela dica!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Ola a capa desse livro é uma graça. com relação a premissa achei interessante a criação da cidade e a forma como os sentimentos não são vividos intensamente, uma pena o livro ser um pouco confuso, pois teria tudo para ser um sucesso com a capa e sinopse chamando a atenção do leitor. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    A primeira coisa que me apaixonei por esse livro foi a capa, simplesmente maravilhosa! Adoro distopias, e essa sendo nonsense achei uma grande jogada do autor, ainda mais que você se vê preso nessas divagações. É um livro bem diferente dos que estou acostumada mas achei muito interessante.
    Beijos.
    arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  18. Oiee Gabi ^^
    Acho que ainda não conhecia este livro, mas essa capa não me é estranha O.o Gostei da premissa do livro, apesar de parecer ser mesmo um pouco nonsense haha' Gosto de histórias com uma pitada de distopia, e de um bom romance também, então fiquei curiosa para conhecer. Espero poder lê-lo em breve :)
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Eu não sou uma grande fã de distopias e são raras as que me agradam e esse livro não me despertou interesse para a leitura. Eu gostei de ver a sua resenha e saber a sua opinião sobre a obra mas não consegui me sentir interessada para começar a leitura. Eu acho a capa uma fofura e até reconheço que o enredo parece ser bom para que curte o gênero.

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Eu achei a proposta desse livro bem interessante, principalmente pelos persoangens não terem muitos sentimentos, e nem ligações mais fortes.
    O cenário bem incomum também é algo que diferencia o livro, e com a critica social empregnada nas páginas com certeza é algo que eu adoraria ler

    ResponderExcluir
  21. Depois que conheci Douglas Adams tenho me sentido atraída por livros nonsense... Rs... Um romance fantástico com toques de distopia com certeza chama a minha atenção, simplesmente preciso conhecer euMorte e essa paisagem toda feita de açúcar de melancia. O ambiente já é uma grande viagem, rs, acho que vou adorar!

    ResponderExcluir
  22. Olá.
    Adorei o enredo e a idéia dos personagens não terem sentimentos me deixou muito interessada. Tenho uma leve queda por distopia, mas essa me parece ser muito original.
    Gostei bastante da capa e sua resenha me cativou.
    Vou ter que ler esse livro em breve.
    Obrigada pela dica.
    Beijos, Mila

    a-viagem-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem? Tudo parece realmente confuso, mas se a bizarrice é uma das coisas que fazem o leitor gostar mais do livro, acho que me agraria. A capa é linda e sua resenha está ótima. Boa dica, beijos.

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa sobre o enredo e sobre a ambientação. Nunca li nada parecido com isso e achei interessante a proposta do autor de trazer um universo diferente de tudo o que já vimos, sem contar que mesmo sendo bem linear, como você comentou, parece ser uma ótima leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Olá!

    Acredito que nunca li nada do tipo, fiquei bem interessada e curiosa sobre o modo como o autor criou e desenvolveu a história, essa mistura de gêneros também me agradou bastante. E mesmo que nunca antes eu tenha ouvido falar nesse livro, fiquei bem empolgada para fazer essa leitura.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Oi Gaby, tudo bem?
    Uau eu não conhecia esse livro ainda e devo admitir que chamou muito minha atenção, ele tem uma temática muito diferente e um enredo contagiante, gostei bastante de ver que você recomenda, para ser sincera fiquei bem curiosa para ver as esquisitices do livro! hahaha gostei mesmo. ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!