Favoritos de 2014 (em construção)

sábado, 21 de maio de 2016

Belo Desastre, de Jamie McGuire | Precisamos falar sobre o Travis...



Abby Abernathy é uma garota responsável, e quer continuar assim. Ela quer deixar seu passado bem enterrado, e por isso vai morar em outra cidade com sua melhor amiga, America. Tudo estava indo conforme o planejado, até que ela conhece Travis Maddox; e a partir daí sua vida muda completamente... 

Abby e Travis tem tudo para dar errado. Ele, um cara explosivo que ganha a vida lutando clandestinamente. Ela, uma garota que foge do passado conturbado procurando paz. 
Apesar das brigas e confusões em que se metem, os dois resolvem ser amigos; mas o jeito possessivo de Travis não o abandona nunca, e ver Abby flertado com outros caras o faz surtar ainda mais. 

Depois de perder uma aposta, ela vai passar um mês morando no apartamento dele; e as coisas começam a tomar outra dimensão. A convivência faz com que conheçam melhor um ao outro, e com isso a amizade de antes se transforma em algo mais. Travis se apaixona por Abby; ela faz de tudo para não cair em seus encantos... Havia um futuro para eles? Ou acabaria em um desastre? 


Sou uma grande fã de new adults, para começo de conversa. Não é meu gênero favorito, mas adoro lê-lo e, na maioria das vezes, me divirto horrores! São livros envolventes, instigantes mesmo; muitas vezes com uma carga dramática leve e muito bom humor, além de personagens cativantes e mocinhos (na maioria das vezes Bad Boys) com boca suja e uma descrição física de arrasar quarteirões. Quem já leu algum, sabe do que estou falando. 


Sabe quando te indicam um livro, você sabe que vai amá-lo mas nunca o lê? Foi exatamente assim comigo e Belo Desastre. Sempre vi pessoas do meu convívio, tanto no "mundo real" quanto na internet se rasgando em elogios sobre a obra, e sobre o contraditório Travis Maddox; o tipo de mocinho que ou você ama, ou você detesta. Depois de ter lido outro título da autora e me decepcionado um pouco, fiquei relutante... 

Enfim, li o livro. E gostei! Foi uma leitura rápida, instigante e divertida. Acabei lendo suas quase 400 páginas em um dia, de tão envolvida que estava. Mas, precisamos falar sobre o Kevin Travis... 

Travis Maddox é um homem violento, bipolar e ciumento. Sim, ele é isso tudo, e a autora foi infeliz em criar um personagem tão contraditório desse jeito e romantizar suas atitudes machistas e doentias. 
Parece que estou descrevendo um monstro, não é? Bem, muitas meninas se apaixonaram pelo personagem. Em alguns momentos ele é romântico e atencioso, sim. Porém, como deixar passar aquela cena onde ele fica com raiva da namorada e estraga a noite porque ela falou com outro cara? E a violência totalmente gratuita em ter quebrado o nariz de outro por dar em cima dela? No universo de Belo Desastre, é isso que um namorado faz. OK, liberdade. Mas romantizar essas atitudes? Ah, aí Jamie McGuire perde ponto comigo...

Simplesmente gostaria que a autora tivesse tido mais cuidado na hora de construir o personagem, tivesse amadurecido o Travis ou punido por ser tão violento! Não romantizem personagens ciumentos possessivos e violentos, por favor!!! É uma questão de bom senso.


Voltando a falar sobre a obra em si...

Belo Desastre é um bom livro, com bom ritmo e passagens hilárias. Não gostei muito do desfecho, mas depois que li o Belo Casamento entendi melhor as escolhas da autora (mas não totalmente). Enfim, indico a leitura para quem já leu e gosta do gênero. O livro tem uma cena ou duas de sexo, nada descritivo, porém não indico para menores de 16 anos.

Se você já leu o livro e concorda ou discorda de mim sobre alguma coisa aqui escrita, vamos conversar! <3 

14 comentários :

  1. Bom, eu já li o livro sim, faz um bom tempo, mas é difícil esquecer os personagens, especialmente o Travis, ele sempre será meu favorito dentre todos os irmãos. Mas concordo plenamente com você: eu como leitora gosto dele assim, mas não queria alguem tão possessivo na minha vida. Isso fica até meio contraditório né, mas é ficção e é o que mais vemos por ai. É o que vende na verdade. Tudo se torna ainda mais complicado se na vida real uma mulher estiver procurando alguém com as mesmas características... enfim, é um assunto para grandes debates, e gostei muito do seu post e pontos de vista.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabrielly,
    quando li esse livro a uns bons anos atrás confesso que fui uma das que amou cegamente o Travis, mas atualmente ando compartilhando da sua opinião, acredito que por ter amadurecido percebi que sim, a relação de Abby e Travis é doentia. E infelizmente isso não me incomoda por que a história parece distante agora, mas atualmente ando lendo um livro (after) cujo personagem possui características bem parecidas com a do Travis, na verdade até mais acentuadas e estou completamente revoltada com isso.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  3. Oie tudo bom?


    Esse livro se tornou um vicio, li em um dia, li até enquanto dirigia, cada vez que o carro parava eu lia um paragrafo, eu simplesmente não conseguia ficar longe dele! E na hora que terminei de ler já recomecei por que achei que não tinha lido com toda a atenção merecida, já que li com pressa! Já perdi as contas de quantas vezes o li...

    ResponderExcluir
  4. Oi, tud bom? Li belo desastre faz um tempinho, logo depois que lançou.. confesso que adorei a leitura, e super gostei do Travis, mas romantizar as atitudes dele foi um erro mesmo, algumas coisas foram imperdoáveis, mesmo assim curti bastante a leitura e até me aventurei nos outros livros da autora ^^ Sua resenha ficou ótima *_*

    Beijos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu sou louca por essa série e adorei ler a tua resenha, super sincera e sem revelar demais. Parece que é um livro muito bom, mesmo que o desfecho não tenha sido como você esperava. Acho que vou gostar muito dos livros quando eu , finalmente, ler.

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?
    Eu concordo plenamente com você em relação ao Travis. Quando eu li o livro a primeira vez, terminei a historia o achando um tipo de maniaco rsrs, por mais que a autora tente justificar as ações dele, eu continuo não as aceitando. Eu estou com o Belo Casamento e Desastre Iminente aqui, mas não sei quando vou ler ou se vou mudar a minha opinião a respeito do Travis.

    ResponderExcluir
  7. Hey...
    Também gostei muito do livro, a estoria me envolveu tanto que também li ele em um dia... Concordo que Travis é um personagem muito violento que distribui violência gratuita e basicamente todos tem medo dele, ate mesmo seu melhor amigo tem medo dele, eu mesmo não me apaixonaria por ele porem achei a estoria muito envolvente e divertida que me tirou uns suspiros em uma parte ou duas...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu ainda não consigo formar uma opinião sobre ler ou não esse livro. Acredito que o relacionamento na trama é extremamente abusivo, mas considerado 'normal', sabe?
    Deve ser um bom entretenimento e um bom livro, mas para por aí.
    Enfim, parabéns pela resenha. E espero ler sua opinião sobre Belo Casamento e saber qual o desfecho (acho que vou atrás de spoilers rs).
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gaby
    Também me recomendam muito esse livro e tenho certeza que ia amar, mas ainda nem li. Porém, tenho muita vontade.
    Sempre ouço todo mundo falando desse Travis, acho que ele é mesmo aquele personagem que ou você ama ou odeia. Não sei se iria gostar de um personagem violento, muito menos romantizá-lo, mas só lendo para saber né..rs

    ResponderExcluir
  10. Ooi,
    Eu li esse livro faz muito tempo e lembro do quanto suspirei pela Travis. Acho que o jeito amador dele de amar e demonstrar o que sente é realmente lindo na literatura. Mas concordo com você, não seria nada funcional na vida real kkk Mesmo assim é um dos meus livros favoritos.
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Já li várias coisas sobre o livro, boas principalmente e sempre tive curiosidade para ler. Realmente concordo que não deviam romantisar possessividade, violência e machismo. Tudo bem que a violência não acontece com a mocinha ( não acontece né?), Mas mesmo assim não é legal sair batendo em caras gratuitamente só porque conversavam com a sua namorada né?
    Darei uma chance ao livro para descobrir por mim mesma se eu gosto da leitura.


    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  12. Oi, Gabrielly!
    Eu amo esse livro! Adoro a história e os personagens principalmente o Travis com todos os defeitos dele. Estou ainda mais apaixonada pelos outros irmãos Maddox e ansiosa a cada novo lançamento. Adorei a resenha! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  13. Oi Gaby!
    Eu adorei o Travis, apesar de toda obsessividade dele. Adoro o Grey também! kkkk Mas compreendo perfeitamente e totalmente sua posição para com o personagem e concordo com você! Foi uma falha ela romantizar tudo isso, ao invés de fazer com que ele aprendesse a não se comportar de tal maneira. Mas a leitura é bem bacana de qualquer forma né? você devorou o livro... se bem que tu é uma rata e lê super rápido. hahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Gabryelle,
    Eu também sou fã de ya, embora também não seja meu gênero preferido, volta e meia estou lendo um livro do gênero.
    Eu já li Belo Desastre,Desastre Iminente, Belo Casamento e os livros dos irmãos Maddox porque sou viciada nessa série,rs.
    Concordo com você quando diz precisamos falar sobre o Travis e racionalmente concordo com a não romantização desse tipo de personagem, mas o meu coração literário infelizmente é dele ( e de outros,rs). Embora eu reconheça todos os defeitos dele, não consegui não me apaixonar.
    Também devorei o livro e com essa resenha estou tentada a reler,rs.
    bjs
    Luana
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!