Favoritos de 2014 (em construção)

sábado, 23 de abril de 2016

TOP 6 | Livros para dar risada

Sabe aquele tipo de livro que te faz rir tanto, mas tanto que te falta o ar? Aqueles que te fazem rir feito uma foca engasgada no ônibus, filas de banco e outros lugares constrangedores? Pois é desse tipo de livro que vou falar hoje, com 6 indicações de títulos que me fizeram rir de doer a barriga. Não são necessariamente comédias! 

#6   Como Se Apaixonar, de Cecelia Ahern 


Sinopse: Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor.
Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. 
Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?

Sou apaixonada pela escrita da Cecelia Ahern e seus romances fofos, porém sabemos que muitas vezes ela foca mais no drama. Como Se Apaixonar tem sim seu toque dramático, mas as cenas divertidas (e algumas vergonhas alheias) prevalecem; divertindo e prendendo o leitor em cada uma de suas páginas. 




#5 Fingindo, de Cora Carmack


Sinopse: Por quanto tempo você consegue prender alguém? 
Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la.
Com seus cabelos coloridos, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim.
Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro. A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado.
Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida.
Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.


Esse é o segundo volume da trilogia (podem ser lidos separadamente) Losing It, de Cora Carmack. New Adult é um gênero que adoro e esse livro possui tudo o que procuro em um: cenas divertidas, personagens carismáticos e muita química entre os mocinhos. Impossível não rir com as brigas e momentos constrangedores de Cade e Max!


#4 Simplesmente Ana, de Marina Carvalho 


Sinopse: Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha…
Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.

Ana é uma personagem incrivelmente carismática, engraçada e espirituosa; daquelas que conquistam o leitor desde a primeira página. Suas tiradas são engraçadíssimas e ela, claro, paga vários micos na Krósvia <3


#3 Holy Cow, de David Duchovny 



Sinopse: Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade. Até o dia que resolve sair sorrateiramente do pasto e se vê atraída pela casa da fazenda. Através da janela, observa a família do fazendeiro reunida em volta de um Deus Caixa luminoso – e o que o Deus Caixa revela sobre algo chamado “fazenda industrial” deixa Elsie e tudo o que ela sabia sobre seu mundo de pernas para o ar. A única saída? Fugir para um mundo melhor e mais seguro. Assim, um grupo para lá de heterogêneo é formado: Elsie; Shalom, um porco rabugento que acaba de se converter ao judaísmo; e Tom, um peru tranquilão que não sabe voar, mas que com o bico consegue usar um iPhone como ninguém. Munidos de passaportes falsos e disfarçados de seres humanos, eles fogem da fazenda e é aí que a aventura deles alça voo – literalmente. 
Elsie é uma narradora marrenta e espirituosa; Tom dá conselhos psiquiátricos com um sotaque alemão um tanto forçado; e Shalom, sem querer, acaba unindo israelenses e palestinos. As criaturas carismáticas de David Duchovny indicam o caminho para um entendimento e uma aceitação mútuos dos quais esse planeta tanto precisa.


Como não citar esse livro incrível! E uma fábula! Holy Cow é um livro de humor sarcástico, às vezes negro e muito, muito contagiante. Impossível não amar a nossa protagonista e seus dois companheiros de viagem apaixonantes. 


#2 Cidades de Papel, de John Green


Sinopse: Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. 
Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.

Tinha que ter John Green nesse post! Todos os livros dele me fizeram rir em uma passagem ou outra, mas Cidades de Papel foi o único que me fez realmente gargalhar! E quando digo gargalhar quero dizer: dar a louca e bater o livro três vezes na perna, com os olhos cheios d'água e, então, reparando que estava na sala de aula. Pois é. 


#1  Mamãe Walsh, de Marian Keyes  (Ou seriam todos os livros da autora?)


Sinopse: Cheio de humor, cheio de lágrimas, cheio de emoção e de vida. Depois de histórias que envolviam suas cinco filhas Claire, Margaret, Rachel, Anna e Helen , faltava um livro que trouxesse as palavras da matriarca de uma das famílias mais divertidas da literatura. Em Mamãe Walsh - Pequeno Dicionário da Família Walsh, Marian Keyes apresenta mais um exemplo que explica porque ela se tornou a maior escritora de chick-lit do planeta. A obra traz uma compilação de expressões que fazem o leitor compreender ainda melhor essa inusitada família. Em cada uma delas, a chefe do clã narra acontecimentos que ilustram o tema, como H de Homens de verdade, em que ela conta as aventuras com grandes exemplares do sexo masculino; ou C de Cozinha, com histórias sobre o dom culinário dos Walsh. Mamãe Walsh produzirá no leitor lembranças de cada um dos títulos anteriores de Marian, de Melancia a Chá de sumiço, causando identificação instantânea: quem nunca passou por situações loucas na vida? Um livro que convida todos a se divertirem mais uma vez com esses incríveis personagens. São páginas repletas de humor e sagacidade, como somente Marian Keyes é capaz de escrever.

Marian Keyes é uma das minhas autoras favoritas, e isso já não é segredo para quem acompanha o blog. Amo rir das personagens malucas e irreverentes que ela cria e coloca nas situações mais improváveis possíveis. Como, então, escolher apenas um livro dela para essa lista? Depois de muito pensar escolhi Mamãe Walsh, que nada mais é que um dicionário da apaixonante família Walsh. Preciso dizer que ri horrores lendo? <3 


E assim termino a listinha de 6 livros para dar risada. Alguns outros títulos ficaram de fora, mas quem sabe trago uma parte 2? Indicações assim são sempre bem vindas para curar as famosas ressacas literárias, concordam?  Quais vocês me indicam? 

Beijos e até a próxima! 

17 comentários :

  1. Ei Gabrielly, tudo bem?
    Que escolha diferente de indicação ;D
    Eu adoro dar umas boas risadas quando estou lendo um livro, pior é quando estou lendo em público, nunca consigo me segurar. Tenho o livro Holy Cow aqui que recebi da Galera Record, minha irmã leu e adorou, e espero ler em breve. Tenho certeza que ele é super divertido, minha irmã acabou compartilhando alguns trechos da leitura comigo e eu acabei caindo na gargalhada. Quero demais ler os livros da Marina Carvalho, tive a oportunidade encontrar com a autora diversas vezes e tenho certeza que vou adorar Simplesmente Ana. Quero muito ler todos da Cora, já tenho Perdendo-me e quero comprar Fingindo. Adorei suas indicações. :)

    Bjs bjs bjs Mih! :)
    Paradise Books || @ParadiseBooksBr || @Mih_Francielle

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabi, desses que você citou, só não li ainda Mamãe Walsh, de Marian Keys, mas estou muito curiosa para conferir, ainda mais por ser fã do estilo de escrita da autora. Sobre os outros, acredito que ri mais com Holy Crow e Fingindo também. Na verdade, eu não saberia dizer se ri - tanto ao ponto de me faltar o ar - mas não posso negar que me diverti bastante e algumas cenas me arrancaram vários sorrisos. Então é isso, no meu caso são mais sorrisos do que propriamente risos.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Amiga, senta aqui e vamos conversar!!!
    Com certeza, eu dei muita risada com a mamãe Walsh, cada parágrafo era uma gargalhada!!!! Estou muito animada em ler o livro Holly Cow porque sou fã do David Duchovny, desde o Arquivo X. Agora eu não tinha ideia que Simplesmente Ana e Como se apaixonar eram livros divertidos. Já anotei aqui, porque amo ler e dr risada com as histórias.
    Valeu demais pelas dica
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiê, tudo bem com você?
    Eu amo livros que faça a gente rir, isso deixa a leitura bem mais legal, rsrs. Dessa sua lista eu não li nenhum, mas tenho esse livro da Cora e como eu amei o livro 1, sem dúvidas eu vou gostar mais ainda desse. Quero muito ler Holy Cow, vi várias resenha super bacanas sobre o livro e parece que eu vou morre de rir, pois só pela sinopse eu já amei, vaca como protagonista? É isso mermo? Rsrs. Adorie a sua lista
    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Hey Gaby.
    Kkkkkkkk eu já ri só de ler a premissa de Holy Cow e a Cora Carmack sempre me faz rir muito, ainda quero ler o último dela, quanto aos outros infelizmente ainda não li, mas pretendo ler alguns.
    Bjokas

    ResponderExcluir
  6. oi, os livros de cora são mesmos bem engraçados e Marina tem uma veia cômica na hora de escrever situações cotidianas e ao mesmo tempo tão inusitadas para seus personagens
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Gabrielly,
    Adoro livros para rir.
    Também ri com algumas partes de Como se apaixonar, principalmente, quando a protagonista recorria aos livros de auto ajuda. Também ri com Simplesmente Ana e ri, ainda mais, com Diário da Princesa (que você não citou).
    Estou louca para ler Holly Cow, acho que é engraçado, mas com uma pitada de crítica social.
    Adorei o post!
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Também acho que "Fingindo" se encaixa bem nessa lista, mas faltou os livros da Rachel Van Dyken. Menina, como eu ri com a trilogia da Rachel ♥ não sei se você já os leu, mas, se não, super recomendo. "Holy Cow" também me arrancou risadas, adorei o livro, e adorei principalmente os personagens. "Cidades de papel" eu li há séculos, então nem lembro se ri com ele...hehe'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Não curto tanto assim livros de comédia, mas os da Marian Keyes são demais mesmo. Li apenas dois e adorei. Fiquei curiosa por esse!!
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  10. Oi Gaby!
    Quando vi o título logo pensei "irá ter Marian Keys" hahaha Dito e feito :p Tenho vários livros da Cecelia aqui e não li nenhum, acho que darei uma chance - algum dia. rs Já li Simplesmente Ana e adorei, realmente o livro faz a gente ter boas risadas. Cidades de Papel também <3
    Agora sobre a Marian, só li dois livros dela que foram ótimo. Sou louca pra ler esse da Mãe, deve ser ótimo. haha

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem??

    Estou louca pra ler "como se apaixonar", a história perece ser ótima... e além de tudo foi escrita por essa maravilhosa autora!
    Dos livros citados, eu só li cidades de papel, mas não lembro de ter rido muito hehe
    Adorei as dicas ♥

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá, flor, tudo bem?

    Adoro livros de humor, já li cidade de papel e ri o livro inteiro, inclusive Holy Cow também, Elsie e simplesmente incrível!! Morro de curiosidade de ler simplesmente Ana, devo admitir que analisando a capa ela não nos passa a impressão de se trata de um livro de humor, na maioria das vezes e bem difícil eu encontrar um livro assim HAHAHAHA ouvir muitas criticas negativa sobre o livro não posso me apaixonar, sendo assim decidir evitar, talvez eu mude de ideia.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie!
    Nossa, adorei os livros indicados! Já li a maioria deles, e para mim, o que eu mais dei risada foi o livro da vaquinha, Holy Cow. Confesso que eu ria dos pensamentos da Holy, sem poder acreditar naquilo que estava lendo. Realmente foi um livro que me descontraiu do começo ao fim.
    Bjks!
    histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  14. Olha depois que eu live os livros da Isabela Freitas "Não se apega,não e Não se iluda,Não", ficou meio que complicado de eu deixar novamente um homem domar minhas paixões,mas garanto que iria desses livros,com certeza tirariam muitos risos,vlw pela resenha gostei!

    Bjo Bjo!

    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi *--*

    Não me lembro de nenhuma passagem do livro cidades de papel que tenha me feito rir =/ Fingindo e Simplesmente Ana são amres eternos. Acho que se fosse que fizesse essa lista ela estaria recheada de livros da Sophie Kinsella jhahha

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá gatona,

    Quem não ama uma leitura divertida e cheia de boas risadas?
    Sempre procuro livros com história hilárias e personagens bem perturbados com suas loucuras haha.
    Simplesmente Ana ri do começo ao fim principalmente com a narração da Ana e Holy Cow me parece ser bem divertido.
    Cidades de Papel é carregado de personagens bem malucos e cheio de tiradas engraçadas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Sou uma pessoa um tanto complicada, assim podemos dizer, para encontrar graça em certas coisas (me odeio por isso). São poucos livros que me conseguem fazer gargalhar e algum da sua lista eu já li e não consegui. Porém, sou louca para ler Holy Cow, porque me falaram super bem e falam que é engraçado. Espero gostar.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!