Favoritos de 2014 (em construção)

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Resenha || A Menina da Neve - Eowyn Ivey

Autor(a): Eowyn Ivey
Gênero: Drama, Fantasia
Nro Páginas: 352
ISBN9788581638010

Nota: ★ (4/5)
Sinopse:

Alasca, 1920: Um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando um do outro cada vez mais ele, no duro trabalho da fazenda, ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles fazem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela simplesmente desaparece.

Jack e Mabel avistam uma menina loira correndo por entre as árvores, mas a criança não é comum. Ela caça com uma raposa-vermelha ao lado e, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca.

Enquanto o casal se esforça para entendê-la uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas , eles começam a amá-la como se ela fosse filha deles. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que aprendem sobre essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.

"Espero que logo tenhamos neve. As montanhas estão branca, e as manhãs frias, e anseio pela chegada dela."


Jack e Mabel já estão juntos há muito tempo, agora vivendo em uma humilde cabana em um lugar afastado, no Alasca. O ano é 1920 e os invernos são rigorosos, mas a terra é farta. 
Juntos, eles levam uma vida solitária, muitas vezes se comunicando em silêncio; longe da família, e sem amigos. 
Um pedido de Mabel foi o que os levou àquele lugar distante. Ela já não mais aguentava as crianças da vizinhança, as amigas conversando sobre maternidade... A culpa por ter perdido seu bebê sempre encontrava uma brecha para machucá-la e lhe tirar o sorriso do rosto. Ela tinha que ir embora; ir com seu marido em busca de uma terra onde pudessem prosperar, e o Alasca era um bom lugar para isso. 

O inverno daquele ano chega, e com ele os primeiros flocos de neve. O casal não tem ideia se conseguirão sobreviver a ele, afinal a colheita não foi tão boa, e a carne é escassa. Mas eles são podem ir embora, não depois de tudo o que já viveram.

É nessa primeira neve do ano que eles resolvem fazer um boneco de neve, que logo toma a forma de uma pequena garotinha. A garotinha que nunca puderam ter. Eles a enfeitam com luvas e um cachecol vermelho; moldando suas feições com uma pequena faquinha. Entram na cabana deixando uma linda menina de neve para trás que, ao amanhecer, não está mais lá. Nem seus acessórios. 

Animais podem ter feito isso, é o que pensam em um primeiro instante. Mas os animais não poderiam deixar aquelas pegadas de pés infantis na neve, com pegadas de uma raposa bem ao lado, como se a acompanhasse. 

Uma garotinha perdida na floresta... Será? Ou será a resposta para suas orações? 

A menina é uma aventureira. Filha daquela floresta, ela domina o lugar. Ama a neve e, quando essa derrete, corre para as montanhas, onde é sempre frio. Misteriosa e corajosa, mas ainda com um ar infantil, a menina vai trazer para o casal alegria e promessas de uma vida maravilhosa, sem prometer nada de fato. Ela corre para a floresta a qualquer sinal de que podem prende-la. O lugar dela não é em uma casa, com lareira e comida quente na mesa. Sua vida é caçar e explorar as montanhas frias, mesmo que demonstre amar o casal que tanto tentam protege-la. 

Quem será essa menina? E porque apenas o casal parece ter consciência de sua existência? Ela será uma benção ou trará ainda mais sofrimento? Um conto de fadas, ou uma criança largada à própria sorte na floresta? 

Faina, a menina da neve, irá mostrá-los que o amor pode vir de onde menos se espera. Da forma que melhor lhe convier. 

"Podemos fazer isso, não, Mabel? Inventar nossos finais e optar pela felicidade em vez da dor?"


A Menina da Neve é uma bela narrativa com ar de conto de fadas, mas duro como a vida realmente é. 
Esse é o primeiro romance da autora, e Eowyn Ivey consegue mostrar ao que veio. Finalista na categoria de ficção do Prêmio Pulitzer de 2013, esse romance traz ao leitor a belíssima história de Mabel e Jack, um casal já na meia idade, mas que nunca teve filhos, o que os feriu profundamente. 

Mabel é uma mulher forte, mas delicada e apaixonada. Mesmo nos momentos mais difíceis ela arruma forças para superar os obstáculos, mesmo que depois se desague em lágrimas. 
Por não ter vivido o luto de perder seu bebê logo após o parto, ela sente sua culpa corroer sua alma. Sente que se tivesse amado mais aquela criança, e não apenas se questionado sobre sua capacidade de ser mãe, como fez, ela não teria nascido morta. 
Quando a menina da floresta aparece, todos os seus sonhos e fantasmas do passado voltam de uma só vez, para lembrá-la do que não pode fazer, e do que pode proporcionar àquela nova criança. 

Jack sente a tristeza da esposa. Ela nunca foi mais a mesma, e ele não está muito melhor. Mas agora, com aquela nova benção entre eles, a vida do casal, antes sem graça e monótona, é transformada. Eles agora conversam e se divertem, mesmo em meio às controvérsias do inverno rigoroso. Logo fazem amizade com uma família ali perto, os Benson. Barulhentos e empolgados, são o que faltava na vida deles; e agora, com Faina, a menina da neve, tudo está bem.  

Todos os personagens desta narrativa foram muito bem construídos e descritos. Foi impossível, para mim, ficar imune a todos os dramas do casal. A dor, a solidão, o silêncio... Por mais que apenas os primeiros capítulos tragam essa dramaticidade toda de uma vez, é difícil não criar empatia e torcer por eles. 



Com uma escrita bem descritiva e uma trama bem elaborada, Eowyn consegue levar seus leitores a imaginar, sentir e provar todas as imagens, os cheiros e as sensações descritas. É tão bom quanto passar um dia frio de inverno sob os lençóis com uma caneca de chocolate quente, lendo um bom conto de fadas.
E que conto de fadas! 

A autora se inspirou em uma narrativa já bem conhecida lá fora: o conto de um casal de velhinhos que nunca tiveram filhos e criam um boneco de neve, que toma a forma de uma linda menina e, por um milagre, ganha vida. E todos os finais já criados não são nada bons. 
Eu já tinha ouvido falar de algo assim, mas é a primeira vez que leio uma adaptação dele e posso dizer uma coisa: é aquele tipo de estória que dá um quentinho no coração do leitor. 


O livro é narrado em terceira pessoa e traz o ponto de vista dos dois personagens. São 54 capítulos divididos em 3 partes. 

A última parte, com o desfecho da estória, foi a que menos me agradou. Senti como se a autora estivesse perdendo o ritmo de sua própria obra, sem saber muito bem como concluir. 
O final bem amarrado, mas ainda deixa bastante coisa para a imaginação do leitor.

A autora ter escorregado na última parte do livro acabou diminuindo meu ritmo de leitura, mas nada alarmante. Fiz a leitura em 3 dias e posso dizer que possui um bom ritmo, apesar dos pesares. Dei 4 de 5 estrelas no Skoob. 

A edição está maravilhosa! O visual do livro está de tirar o fôlego e quase não se encontra erros de revisão ou impressão. A capa, com toda a certeza, é uma das mais bonitas que a NC já fez. 



Leitura mais que indicada para quem gosta de dramas, conto de fadas e um toque de fantasia :)

24 comentários :

  1. Que bela resenha!! Já eu não dei nota máxima, para esse livro, por cousa do casal. Eles me irritaram em vária pontos da história. Eu queria mais da Faina e menos do casal. Mas eu intende que focar no casal foi uma escolho da autora, até porque é uma narrativa baseada em outra e, por isso, é preciso tem um foco diferenciado.

    Beijos e parabéns pela bela resenha.

    ResponderExcluir
  2. Oi Gaby,

    Fiquei encantada com sua resenha e com certeza vou comprar este livro ainda este ano. Uma criança que aparece do nada e é criada por um casal me chamou a atenção e eu quero saber qual será o final desta narrativa. Tenho notado que é normal, atualmente, as histórias perderem o ritmo no final. Fico pensando será que os editores pedem para os atores cortarem, ou, será que eles pedem para alongarem a história? . Não conhecia a história do casal que criou um filho que antes era um boneco de neve. Gente, como as histórias se entrelaçam não é? Eu me lembrei também do livro de suspense Boneco de Neve, de Jo Nesbo, que a narrativa tem como pano de fundo um boneco de neve.Fiquei encantada com seu blog, com suas fotos, com tudo.
    Beijos

    Juci Pauda
    jusemfrescura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oieee, estou ansiosa pela leitura desse livro.
    Um misto de fantasia e romance, acredito que vou gostar dele.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Olá, acho que essa é a primeira resenha que leio desse livro e gostei muito dela. O livro parece lindo por fora e também por dentro, com uma história que eu acho que me agradaria muito.

    ResponderExcluir
  5. Sabe o que mais amei? As cores da capa! É perfeitamente perfeita e depois que li a sinopse fiquei mais ansiosa ainda pra ter este livro em minhas mãos. Ninguém gosta dos finais, né? Sempre assim haha beijos, amei teu blog!

    ResponderExcluir
  6. Tô com ele aqui pra ler e será minha leitura de natal hahahaha
    acredito que vou curtir a história, mesmo com essa 'quebra de ritmo' ao final dele... Amei tua resenha *-*

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Já li algumas resenhas dele e, cada vez mais quero ler! A premissa é linda e o conto de fadas que deu origem a ele é russo, impossível não amar (pelo menos pra mim) essa combinação. A NC é demais com o trabalho de capa, não tem como não aplaudir essa capa maravilhosa!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Já vi vários falando e ainda não tive vontade de ler! Mas se eu adquirir ele, terei que ler no natal e que pena que o nosso inverno não é em pleno final de ano, se não combinaria. :)

    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
  9. eu to bem curiosa pra ler esse livro o enredo parece bom apesar de certas criticas que li.

    ResponderExcluir
  10. Oiie,

    Que linda resenha, que bela foto. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas só vejo pessoas comentado super bem desse livro. Espero ler em breve, tipo inicio do mês que vem kkkk

    Beijos

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  11. Eu acho essa capa extremamente delicada e bela. A história já não sei se leria, mas se pa eu leia em alguma maratona. Ganhei esse livro e tô enrolando pra ler haha parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. OOI Gaby!!
    Poxa, eu to lendo esse livro e amando até aqui, mas fiquei com medo do final quando você diz que a autora dá uma escorregada no final.. Espero que meu ritmo de leitura não termine com essa escorregadinha e que eu continue amando o livro até o fim!!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  14. Oi. eu li a prova do livro, mas não senti vontade de continuar a leitura.. achei interessante, mas não estou no momento para o tipo de enredo.

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu fiquei apaixonada pela capa desse livro e por causa dela queria ele, mas não tinha lido nada sobre a história em si e agora fiquei ainda mais animada, parece ser uma história bem emocionante e bonita, do jeito que gosto.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Gostei muito da resenha e fiquei bem curiosa sobre o mistério que envolve a história. Já baixei para o Kobo e espero conseguir ler em breve :)

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
  17. Oláá
    Poxa, que bom que gostou do livro apesar de alguns pontos, parece ser uma leitura bem legal eu espero com certeza poder ler e gostar pois essa capa está linda e vi muuuitos elogios, sua resenha está ótima, parabéns

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. A história do livro me lembrou muito um filme que assisti.
    Sobre um casal que desejava muito um filho e que enterrou o desejo de um filho no quintal e nasceu Timothy.
    E esse menino mudou a vida deles.
    Amei a sua resenha e vou com certeza procurar esse livro pra ler.
    Beijo
    www.livricios.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Gabrielly,
    Fiz resenha desse livro nomeu blog semana passada e assim como você também fiquei encantada com a narrativa da autora. Gostei de cada pequeno detalhes desse livro.
    Todo o mistério e toda melancolia me cativaram.
    Fazia tempo que não lia algo assim, na verdade é diferente de tudo o que já vi.
    Essa sensação de um dia de inverno descreve bem o que senti.
    Fiquei com vontade conhecer o Alasca após essa leitura.

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
  20. Oi Gabi.
    Menina, mais uma resenha que leio desse livro. E já estou me a, ultra curiosa de saber como essa história vai se desenrolar. Quero saber como a vida desse casal vai ser diante da chegada dessa menina. Narrativas em terceira pessoa, não me agradam muito, mas se a história for maravilhosa nem percebo haha e espero que essa seja.

    Beijos
    Lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Confesso que o enredo do livro não me interessou tanto, apesar de que, depois de ler a resenha eu fiquei um pouco mais curiosa.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Gabrielly!
    Tô querendo tanto esse livro!!! Desde que li a sinopse fiquei encantada e depois de ler tantas resenhas positivas é impossível não ficar com a curiosidade a mil!
    A história parece ser de uma delicadeza enorme, super sensível e gostosa de ler. Eu amo livros assim e tenho certeza que irei me encantar. <3
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  23. Estou ansiosa por esta leitura, obrigada pela resenha linda. Eu espero que me agrade, mas eu penso que pelo que você descreveu e o ritmo eu vá gostar.
    E concordo com você sobre a capa, é muito linda!

    ResponderExcluir
  24. Olha gente, hoje os blogs que estou lendo, estão me deixando ansiosa e louca por alguns livros, e não sei se positiva ou negativamente....
    Eu gostei do livro, mas, não.
    Achei sua resenha muito boa, mas não esclareceu
    Achei que queria ler, mas, não sei....
    Fiquei confusa, não sei se o livro é bom ou ruim no fim das contas...
    hahaha
    Caso eu leia venho aqui contar o que achei.
    Bjs Tay

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!