Favoritos de 2014 (em construção)

sábado, 28 de novembro de 2015

Resenha || A Desconhecida - Peter Swanson

A DesconhecidaAutor(a): Peter Swanson
Gênero: Thriller, suspense
Nro Páginas: 288
ISBN9788581638065
Nota: ★ (4/5)
Sinopse:
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece.de mentiras.

Em uma noite de sexta-feira, a rotina confortável e previsível de George Foss é quebrada quando, em um bar, uma bela mulher senta-se ao seu lado. A mesma mulher que desaparecera sem deixar vestígios vinte anos atrás. Agora, depois de tanto tempo, ela diz precisar de ajuda e George parece ser o único capaz de salvá-la. Será que ele a conhece o suficiente para poder ajudá-la?


Ela deixa rastros de caos por onde passa. 

George Foss está satisfeito com sua rotina calma e seu relacionamento aberto de muitos anos com Irene. Mas, de maneira nada previsível, sua vida é revirada quando uma antiga namorada, dos tempos da faculdade, reaparece. 20 anos depois de ter sumido de sua vida sem dar satisfações e com 2 acusações de assassinato. 
Ele a conheceu como Audrey, mas Liana é seu verdadeiro nome. Uma fugitiva. Assassina e manipuladora. E George sabe de tudo isso. Então porque iria ajudá-la quando ela volta tantos anos depois pedindo ajuda? 
Mas, vinte anos atrás, o curto relacionamento que tiveram não terminou nada bem, deixando-o devastado e até hoje com muitas questões sem respostas. Ele irá ajudá-la, esperando entender os porquês que o atormentam, mas também esperando ter algum relacionamento com ela. 

Liana Decter está fugindo da policia há quase vinte anos quando surge, do nada, para pedir a ajuda de George para que ele devolva, em seu lugar, o dinheiro que ela roubou do ex namorado milionário. Uma mulher manipuladora e fria. Que sabe fingir muito bem, já que, até o momento, a polícia ainda não conseguiu pegá-la. 
George será apenas mais um degrau para alcançar seus objetivos ou ela realmente quer concertar seus erros com ele? 

"George imaginara esse momento muitas vezes, mas, de alguma forma, nunca tinha pensado no que poderia ocorrer. Liana não era apenas uma ex-namorada que tinha partido seu coração; ela também era, até onde ele sabia, uma criminosa procurada, uma mulher cujas transgressões estavam mais alinhadas com as de uma tragédia grega do que uma simples indiscrição da juventude."

Ao ajudá-la com o que precisa, ele não estará apenas permitindo que ela se aproxime novamente, mas colocando sua vida e a de todos os que o cercam em risco. Ao fazer aquela entrega quase inofensiva, ele estava entrando em uma rede de intrigas e perseguições muito maior do que poderia imaginar. 
Emboscadas, tiroteios e desencontros. A vida de George nunca mais será a mesma.

Sua obsessão por essa mulher pode significar problemas. De novo.



A Desconhecida é um Thriller de perseguição com um ritmo de leitura bem agradável e uma narrativa que une presente e passado com maestria. 
A escrita do autor é simples e, ao mesmo tempo, descritiva e interativa. Mantem uma aproximação com o leitor mesmo sendo narrado em terceira pessoa. 
Os capítulos são curtos e divididos entre presente e passado. 
No presente somos apresentados ao George e sua rotina pacata e desinteressante, quando tudo isso é quebrado com a chegada de Liana e todas as questões que ela trás consigo e que foram acumuladas em vinte anos de espera. 
No passado acompanhamos o relacionamento dos dois. Do dia em que se conheceram até o dia em que ele descobriu quem ela realmente era e tudo o que se seguiu para que ele desvendasse os mistérios que a rondavam.

Essas mudanças de tempo e ambientação são fundamentais para que o leitor entenda os dilemas do protagonista, mesmo que não concorde com suas ações e possa então saber sobre os crimes que envolvem Liana. 

Como protagonista George não convence muito bem. Suas ações são impulsivas e algumas me levaram a questionar o personagem sobre sua idade mental. Aos quarenta anos, não me pareceu, em quase que momento algum, um personagem confiável e maduro, que pesa as consequências de seus atos. 

Liana é uma personagem secundária misteriosa e inconstante. As cenas em que aparece são as mais movimentadas, quando o ritmo da leitura aumenta e nos deixa rapidamente ligados no enredo. 
Talvez, se possuísse um ponto de vista seu no livro, a atmosfera sombria da narrativa se elevaria ainda mais. 

As revelações na estória me deixaram surpresa,  enquanto outras foram totalmente previsíveis. 

O final foi rápido e deixa uma perguntinha sem resposta. Como se o autor desse aos seus leitores pano branco para criar seu próprio desfecho. Isso particularmente não me incomodou, mas sei que pode ser um ponto negativo para algumas pessoas. 

Como uma grande fã de Thrillers fiquei extasiada quando li sobre esse lançamento e, assim que pus as mãos nele, comecei a leitura. Li em pouco mais de um dia e foi uma leitura bem gostosa e despretensiosa. Não é o melhor do gênero, mas conseguiu me entreter e me deixar bem imersa nos mistérios que rondam os personagens. 

O enredo me lembrou um pouco o livro Seis Anos Depois, do Harlan Coben, então quem gostou dele, pode gostar desse aqui também ;)


A edição interna está bem simples, mas a arte da capa está simplesmente magnífica. Não só a primeira capa, mas a contracapa também. 
Encontrei um ou outro erro de revisão, mas nada que comprometesse a leitura. 

Como é um livro curto, tentei ser o mais objetiva possível sem revelar muito do livro, para não estragar as surpresas de ninguém :) 
Espero que tenham gostado!

19 comentários :

  1. Não me interessei por esse livro, porém gostei muito da sua resenha, senti muita sinceridade e está bem completa.
    myself-here1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabrielly!
    Estou a fim de Desconhecida desde quando lançou, que, se não me engano, tem pouco tempo. Gostei da sua resenha e só me fez ficar com mais vontade de ler!! Infelizmente, só ano que vem...
    Bjssss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. George me pareceu muito com um personagem de Harlan Coben (autor que não consigo ler nada por conta disso) que me deu nos nervos. Amo thrillers e estava muito curiosa com esse livro, mas o fato de ter destacado certa imaturidade em um personagem de 40 anos me incomodou um pouco. Não sei se leria o livro... realmente tenho muitos problemas com essa coisa da maturidade, por essa razão também evito livros com adolescentes... sempre me tiram do sério... rsrs

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  4. Oi, eu tinha me animado muito com a capa desse livro, sou dessas, hauhauhauhauha.
    Mas, quando comecei a ler desanimei pois a escrita do autor é muito descritiva, por isso passei pra uma amiga resenhar.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Olha, quando comecei a ler sua resenha pensei: Que livro mais interessante, preciso ler, mas me desanimei quando você disse que o autor nos deixa com um pano branco para traçarmos o final. Eu, particularmente, não gosto disso. Acho que preciso de um final concreto.
    Também o fato de personagem aparentar ter uma idade mental menor do que a idade real me incomodou.
    No geral, apesar de ter me interessado pela leitura no começo e você ter dado uma nota boa, não me sinto impelida a ler esse livro, acho que vou me decepcionar se o fizer.
    Beijos ♥
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Quando foi anunciado esse lançamento não tive um pingo de interesse, mas a cada resenha que leio vou ficando mais e mais interessada. Adoro estórias que intercalam presente e passado, temos assim uma noção maior sobre a estória.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

  7. Olha menina eu tenho ficado bastante receosa para ler esse livro, porque eu não gosto de livros que me deixam muito impressionada sabe? Eu quando vi o filme GAROTA EXEMPLAR meu Deus do céu, fiquei com aquilo na cabeça um tempão e até não consegui dormir. Por isso espero que esse livro não seja na mesma faixa, porque eu provavelmente eu não iria ler. Seilá, eu gostei da sua resenha e da estória abordada, mas eu como ainda não li nem do Harlan Coben no qual eu tenho na estante, eu fico em dúvida. Depois tu me diz por inbox? Queria saber se o livro é muito forte ou dá pra ler de boa. Porque mistério/suspense policial assim eu gosto, mas quando tem algo muito forte não é comigo não. Me procura assim que puder por favor.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-os-bons-segredos.html

    ResponderExcluir
  8. Olá, Gabrielly.
    Eu gostei do livro, mas não do protagonista. Ele é muito tapado. Tava lá com as provas na cara e ainda acreditava na história. Concordo com você que se tivesse uma narração da parte dela teria sido bem melhor. Mas é um bom livro que nos prende até descobrir o que realmente aconteceu. Quanto ao final, eu não gostei de ter ficado daquele jeito.

    ResponderExcluir
  9. Realmente a idade mental do George precisa ser questionada, ninguém merece né, a mulher faz gato e sapato dele, desaparece, depois ressurge das cinzas e aí pede um "pequeno favor" que poderia muito bem ser uma tarefa suicida. Eu mandaria pro espaço, mas ele não, vai lá e faz. Mesmo com esse detalhe do protagonista ser um idiota, curti bastante a leitura, o livro me envolveu de verdade. Mas não gostei do final aberto, me incomodou bastante.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Sou apaixonado pelo gênero, mas quando pecam nos personagens é algo totalmente brochante e perco o interesse.
    Assim que li a sinopse "um quê de Hitchcock" já imaginei uma leitura intensa e repleta de suspense.
    Efim, não seria o livro que colocaria na minha lista.
    As imagens da postagem ficaram ótimas e a resenha bem desenvolvida. Parabéns.
    bjs Ju
    Visite: Nossa Estante Nacional

    ResponderExcluir
  11. Oi Gaby, desde que vi que a editora iria lançar esse livro eu já fiquei de olho nele, essa é a primeira resenha que leio sobre ele e tendo como base o seu texto, observo que a história apesar de não ser a melhor do gênero nos proporciona um enredo interessante. Acho que essa narrativa que aborda o passado e o presente dos personagens principais deve ser o ideal para mostrar as diferenças que ocorreram na vida dos protagonistas. Enfim, eu estou ansiosa pra ler esse livro pois apesar dos pesares acho que vou gostar dele.

    bjus
    ventoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Gaby, não sabia que o livro era um thriller, e como sou fã do gênero já fiquei interessada. Que tolo esse George ajudar Liana após tudo o que ela fez com ele. Fiquei curiosa.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  13. Batante gente apostando nesse livro e pelo que vi e percebi na sua resenha e em outras resenhas é que é um bom livro, mas um livro pra ir pra lista, eu amo thriller e já fiquei interessado.
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu assisti praticamento todos os filmes do Hitchcock e adoro. Saber que esse livro tem um "quezinho" dele me chama muito a atenção, mas ao mesmo tempo me dá medo. Porque automaticamente já crio expectativas sobre a leitura. Não li o livro 6 anos depois,mas li vários do Harlan Coben e gosto muito dele, mas ele não tem exatamente o estilo do Hitchcock, mais uma vez medo. Eu amo esse gênero e esse já entrou pra lista de querências, mesmo com receio de não atingir minhas expectativas.

    Nelmaliana Oliveira
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  15. Gabi, eu fico pra morrer com livros que terminam dessa forma! Não consigo assimilar a razão de um autor fazer essa maldade com os leitores! Kkkkkkkk.... Sou muito fã do Harlan e fiquei curiosa sobre esse livro.

    Beijinhos!
    www.citacaonumclick.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olha, Hitchcock é um dos poucos do gênero que eu curto. Então, se tem um quê de Hitchcock já ganhou pontos comigo. Fiquei interessada pelo livro, pois sou chegada em um mistério. já anotei a dica, mas creio que só lerei esse livro em 2016. Este final de ano está meio corrido e eu tenho algumas leituras para dar conta, mas adorei a indicação. Achei a capa um pouco sem graça, se fosse apenas por ela, não compraria o livro. Mas como o que mais me interessa é o conteúdo, vou arriscar.

    ResponderExcluir
  17. Oii, tudo bem?
    Eu sou apaixonada em livros de suspense! Eu gostei muito da premissa do livro e o livro já está na minha lista de desejados. Porém estou meio receosa, pois não gosto muito de personagens impulsivos, mas em compensação gosto muito de finais em aberto.

    ResponderExcluir
  18. Dos ultimos lançamentos da NC esse foi o que mais me empolgou e essa é a primeira resenha que leio.
    Fiquei morrendo de medo de pegar algum spoiler, mas só o que eu consegui foi ficar ainda mais curiosa e me perguntando o motivo de eu não ter lido o livro ainda...rs
    Não sabia que tinha essa deixa de passado e presente, e fiquei meio assim com o George não parecer maduro para seus 40 anos, mas isso não tirou meu interesse, ao menos não por enquanto. Vamos ver o que acho durante a leitura...rs

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  19. Oi oii!
    EU também gosto muito de Thriller, mas ainda não peguei "A Desconhecida" para ler.
    Foi muito bom saber que essa junto de presente e passado foi feita com maestria, já que já li alguns livros em que o autor tentou mas não conseguiu fazer dar certo.
    Espero muito poder ler logo e apreciar tanto quanto você. Espero também não estressar com a impulsividade dele hahahaha
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!